conecte-se conosco


Nacional

Juíza diz que feminismo colaborou para degradação da sociedade

Avatar

Publicado

Trote arrow-options
Reprodução/Instagram

As estudantes tiveram que “jurar” que nunca entregaram o corpo “a nenhum invejoso, burro, brocha, filho da puta da odonto ou da Facef”.

Uma juíza de São Paulo criticou o feminismo , afirmando que o movimento ‘apenas colaborou para a degradação moral que vivemos. A declaração foi feita em uma decisão que absolveu um ex-aluno do curso de medicina da Universidade de Franca (Unifran), envolvido em um trote de cunho sexual

O caso aconteceu em fevereiro deste ano, no qual universitárias estavam ajoelhadas e com o corpo pintado. As estudantes tiveram que “jurar” que nunca entregaram o corpo “a nenhum invejoso, burro, brocha, filho da puta da odonto ou da Facef (Centro Universitário de Franca)” e “sempre atender aos desejos sexuais” e “nunca recusar a uma tentativa de coito” dos veteranos. 

Leia mais: Toffoli vota contra prisão após condenação em segunda instância

O Ministério Público de São Paulo ajuizou uma ação civil pública contra o médico Matheus Gabriel Braia em junho deste ano. Braia é ex-aluno da instituição e compareceu ao trote dos universitários. A condenação solicitada à Justiça contra Braia foi de R$ 39.920 de multa por danos morais coletivos. 

Os advogados do médico alegaram que o trote não passou de “um teatro e brincadeira”, segundo informações apuradas pela Folha de São Paulo. 

Os advogados do médico alegaram que o trote não passou de “um teatro e brincadeira”, segundo informações apuradas pela Folha de São Paulo. O ‘clima de descontração e riso’ alegado pela defesa foi apresentado em um vídeo do momento em que o trote aconteceu. 

Leia também: Augusto Nunes diz não se arrepender da agressão: “reagi como qualquer homem”

A juíza Adriana Gatto Martins Bonemer, da 3ª Vara Cível de Franca, a ação do Ministério Público de São Paulo retrata a panfletagem feminista, recheada de chavões que dominam, além da esfera cultural, as universidades brasileiras. “É bom ressaltar que o movimento feminista apenas colaborou para a degradação moral que vivemos, bem exemplificada pelo ‘discurso/juramento’ que ora se combate”, escreveu. 

A magistrada considerou ofensivo o discurso e que seria, “no mínimo, hipocrisia” por parte das mulheres. Gatto disse ainda que a verdadeira identidade do movimento feminista “é de engenharia social e subversão cultural e não de reconhecimento dos direitos civis femininos.

A decisão saiu nesta terça-feira (5). O Ministério Público de São Paulo afirmou por meio de nota que a Promotoria de Justiça de Franca ainda não tomou ciência da decisão. 

Comentários Facebook

Nacional

Bilionário, dono da Havan tem auxílio emergencial de R$ 600 aprovado

Avatar

Publicado


source

Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan, foi cadastrado e aprovado para receber o auxílio emergencial concedido pelo governo em razão da pandemia do novo coronavírus (Sars-coV-2). O caso veio à tona na última terça-feira (02).

Leia também: Pandemia de Covid-19 está desacelerando em São Paulo, diz secretário

Luciano Hang é dono da Havan%2C rede de loja de departamento
Divulgação

Luciano Hang é dono da Havan, rede de loja de departamento

Nas redes sociais, Luciano Hang negou ter solicitado o auxílio, que prevê pagamento de R$ 600 por três meses para os beneficiários. Conhecido por apoiar Jair Bolsonaro (sem partido), ele alegou ter sido alvo de um ataque de hackers, que usaram seus dados de maneira indevida.

Leia também: Covid-19: No Paraná, 8 pessoas são infectadas após reunião de Dia das Mães

“Como todo brasileiro de bem me sinto lesado com esses atos criminosos, que têm por objetivo apenas prejudicar as vítimas e suas famílias. Os autores devem ser exemplarmente condenados e punidos”, diz Hang em nota.

No comunicado, o dono da Havan também afirmou que recebeu “informações de que hakers estão solicitando pedido de auxílio emergencial usando o seu CPF” e que já reportou o crime de fraude à Polícia Federal.

Leia também: São Paulo tem 272 mortes por Covid-19 em um dia e total de óbitos passa de 6 mil

No site da Caixa, o status do suposto pedido de Luciano Hang aparecia às 18h45 da última terça (02) como “em avaliação”, mas tinha também informação de que o auxílio havia sido “aprovado e enviado para crédito”. Bilionário, o empresário é o sétimo homem mais rico do Brasil As informações são do site O Antagonista .

Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

“Lamento todos os mortos, mas é destino de todo mundo”, diz Bolsonaro

Avatar

Publicado


source
o presidente jair bolsonaro fala em coletiva
Agência Brasil

Bolsonaro voltou a defender cloroquina em fala aos manifestantes: “é o que aparece no momento”


Na manhã de hoje, 02, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), disse a apoiadora na saída do Palácio do Alvorada que morte é o “destino de todo mundo”. Ele se referia ao número de mortos pela Covid-19, doença transmitida pelo novo coronavírus, no Brasil.

Leia também: Torcidas e Frente Povo Sem Medo marcam atos contra Bolsonaro para domingo

“A gente lamenta todos os mortos, mas é o destino de todo mundo”, afirmou Bolsonaro. A frase tinha o intuito de ser um conforto para pessoas que perderam familiares e amigos em decorrência da pandemia do novo coronavirus.

O presidente voltou a defender o uso do tratamento com cloroquina e hidroxicloroquina e pede para que pessoas que se posicionam contra o uso do medicamento “deem alternativa”.

“Que diga ‘sou contra isso’, mas aponte qual é a outra [alternativa]. Sabemos que pode ser que não seja tudo isso que alguns pensam. Mas é o que aparece no momento. Pode [não ser tudo isso], mas tem muito relato de pessoas, muito médico favorável. A briga farmacêutica é muito grande”, falou aos apoiadores.

Leia também: Compras, solicitação de auxílio e filiação ao PT com dados do presidente

As falas de Bolsonaro foram proferidas em mais um dia recorde no registro de número de mortes. Foram 1.262 novos óbitos em 24 horas , o que totaliza 31.199 em todo país. O número de casos também cresce: só hoje foram quase 29 mil, totalizando 555.383. No início do mês de maio, o número de pessoas infectadas estava na faixa dos 91 mil.

O Brasil está atrás dos Estados Unidos (105.003), Reino Unido (39.123) e Itália (33.475) em questão de número de mortes pela Covid-19, é o que aponta a Universidade Johns Hopkins.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana