conecte-se conosco


Cuiabá

Heliponto do HMC passa por testes de pouso e decolagem

Publicado

Gustavo Duarte

Na manhã desta terça-feira (05) foram realizados os testes de pouso e decolagem no heliponto do Hospital Municipal de Cuiabá para verificar a estrutura e a capacidade da área. Cada pouso e cada decolagem foram realizados duas vezes por militares do Exército Brasileiro.

De acordo com o gestor administrativo do HMC, Marcello Norbiatto, que acompanhou os testes, os resultados foram bastante satisfatórios. “O heliponto do HMC comporta aproximadamente 4,5 toneladas, que é o suficiente para as aeronaves que pousarão aqui no hospital trazendo pacientes. Agora faltam alguns detalhes para que o heliponto comece a funcionar dentro dos padrões necessários”, comentou.

Para que o heliponto atenda totalmente os parâmetros exigidos pela Agência Nacional de Aviação Civil – ANAC, ainda faltam a pintura, os itens de iluminação para possibilitar pousos noturnos e a colocação do gramado no entorno da pista. Além disso, é preciso que o heliponto seja homologado. “O pedido de homologação para o funcionamento do heliponto já foi encaminhado à ANAC pela Secretaria de Aviação Civil – SAC e o prefeito Emanuel Pinheiro está acompanhando o trâmite de perto para garantir a agilidade do processo. A previsão é que até o fim deste mês tudo já esteja dentro das normas prescritas”, disse Norbiatto.

Veja Também  Profissionais da Educação serão capacitados visando implementação da Lei Lucas em Cuiabá

Para o prefeito Emanuel Pinheiro o heliponto do HMC será um ganho para a população de todo o estado. “Esta pista permitirá maior agilidade na condução de pacientes em estado grave para o hospital, bem como mais rapidez e segurança para o transporte de órgãos para transplantes, o que significará mais chance de salvar vidas”, afirmou Pinheiro.

 

 

 

Fonte: Prefeitura de Cuiabá
Comentários Facebook

Cuiabá

SUGESTÃO DE PAUTA – Prefeito inaugura nova Estação de Tratamento de Esgoto Tijucal

Publicado

Águas Cuiabá

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, inaugura nesta quinta-feira (21), às 09h, a nova Estação de Tratamento de Esgoto Tijucal. A unidade, localizada numa área de 37 hectares, integra o Sistema de Esgotamento Sanitário Tijucal e atende a 67 bairros da Capital com o tratamento do esgoto.

A entrega da nova estrutura de saneamento representa mais saúde à comunidade e marca o início do processo de recuperação do Rio Coxipó.

Resultado dos trabalhos iniciados em 2017, a ampliação e melhoria do Sistema de Esgotamento Sanitário Tijucal foi possível graças ao investimento de R$ 100 milhões, entre redes coletoras, estações elevatórias de esgoto e a própria ETE. Deste total, a ETE Tijucal recebeu R$ 42 milhões, tendo sido reconstruída e modernizada.

As obras para entrega da nova ETE Tijucal fazem parte do projeto de ampliação do sistema de saneamento básico no município. Em menos de três anos, nossa capital já recebeu R$ 350 milhões em investimentos nos serviços de água e esgoto.

SERVIÇO

Assunto: Entrega da Estação de Tratamento de Esgoto Tijucal

Veja Também  Seis cirurgias de média complexidade e 66 atendimentos de urgência e emergência marcam funcionamento do novo Pronto Socorro no HMC

Local: Av. Dr. Meirelles, Tijucal (próximo à rotatória da Avenida das Torres)

Horário: 09h

Data: 21 de novembro, quinta-feira

Importante: Usar sapato fechado, sem salto.

Fonte: Prefeitura de Cuiabá
Comentários Facebook
Continue lendo

Cuiabá

Profissionais da Educação serão capacitados visando implementação da Lei Lucas em Cuiabá

Publicado

Jorge Pinho

Cuiabá será a primeira capital brasileira a implementar a Lei 13.277. A Prefeitura, por meio da Secretaria de Educação, realiza no período de 27 a 29 deste mês, dentro do programa de formação continuada para 2019, a capacitação de professores e servidores da rede pública municipal de Ensino em noções básicas de primeiros socorros. A formação atende a Lei nº 13.277, de 04/10/2018, conhecida como Lei Lucas, e a Política Educacional do Município – Escola Cuiabana, tempos de vida, direitos de aprendizagem e inclusão.

O público alvo, mais de 200 profissionais sendo 163 professores de Educação Física e Técnicos em Desenvolvimento Infantil, Assessores da Secretaria Municipal de Educação e representantes das Instituições Filantrópicas.

A formação, cujo tema é A obrigatoriedade da Lei 13.722, de 04.10/1982 – os primeiros socorros no espaço escolar, será ministrada por profissionais da saúde (médico e enfermeira) e um especialista no tema. Terá carga horária de 20h por turma, totalizando 80horas, distribuídas em quatro oficinas.

O secretário de Educação de Cuiabá, Alex Vieira Passos falou sobre o projeto de formação. “Cuiabá será a primeira capital brasileira a implementar a Lei Lucas e este é mais um projeto pioneiro da gestão Emanuel Pinheiro, que tem na formação dos profissionais, uma de suas prioridades na Educação. Nosso objetivo é capacitar os profissionais para que eles possam identificar e agir de forma preventiva em situações de emergência e urgência médicas, até que o suporte médico especializado seja possível”, explicou o secretário de Educação.

Veja Também  Profissionais da Educação serão capacitados visando implementação da Lei Lucas em Cuiabá

Além da formação, está sendo produzida uma cartilha com informações sobre prevenção de acidentes e primeiros socorros às crianças em formato de e-book. Conforme prevê a lei, em todas as unidades educacionais, serão afixados nos murais o nome dos profissionais que passaram pela capacitação. Outra medida elencada pelo secretário de Educação, Alex Vieira Passos, é a integração das unidades educacionais à rede de atenção de urgência e emergência.

O secretário disse ainda que o projeto tem metas e projeções para até 2024, entre elas, capacitar de 4% a 5% dos profissionais de cada unidade educacional nos próximos anos de modo a atingir, até 2024, final da vigência do Plano Municipal de Educação, pelo menos 25% dos profissionais capacitados, entre outras.

 

Formação

A formação terá aulas teóricas e práticas vivenciais. O conteúdo abrange de forma prioritária, a natureza e a faixa etária do público atendido nos estabelecimentos de ensino, ou seja, de 3 meses a 12 anos abordando a Lei 13.722, as finalidades dos primeiros socorros, atribuições de um socorrista no ambiente escolar, riscos iminentes, prevenção a acidentes no ambiente escolar, avaliação de cenários, técnicas de primeiros socorros, situações que precisam de primeiros socorros, entre outros temas.

 

Saiba mais

A Lei 13.722 de 2018, também conhecida como Lei Lucas, torna obrigatória a capacitação de professores e funcionários de estabelecimentos de ensino públicos ou privados, e de recreação infantil, em noções básicas de primeiros socorros.

Veja Também  Márcia Pinheiro recebe primeiras-damas do interior para tour no HMC e apresentação de projetos

A lei foi criada em homenagem a Lucas Begalli Zamora, de 10 anos, morto em setembro de 2017 depois de engasgar com um pedaço de cachorro-quente, durante um passeio escolar em Campinas (SP). Na ocasião não havia ninguém preparado para socorrê-lo e assim evitar a tragédia.

O fato mostrou que durante o convívio escolar, os riscos de acidentes existem. Moedas, tampas de caneta, peças pequenas de brinquedos e outros objetos, ou até mesmo alimentos podem causar engasgo ou sufocação em crianças pequenas, sendo essas, algumas das principais causas de morte acidental de bebês de até um ano e meio de idade, segundo o Ministério da Saúde.

 

Serviço

Formação: Educar é Preservar Vida: Noções de Primeiros Socorros na Unidade Educacional ao abrigo da Lei 13.722/2018

Data: 27/11 (Aulas Teóricas)

Hora: 08 às 12 horas e das 14 às 18 horas

Local: Auditório Maestro China, da Secretaria Municipal de Educação

 

Data: 28/11 (Práticas Vivenciais)

Hora: 07h30 às 12h30 e das 13h30 às 18h

Local: Centro de Formação da Escola Cuiabana

 

Data: 29/11 (Práticas Vivenciais)

Hora: 07h30 às 12h30

Local: Centro de Formação da Escola Cuiabana

 

 

Fonte: Prefeitura de Cuiabá
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana