conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil e Conselho Tutelar apuram denúncias do Disque 100

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Polícia Judiciária Civil, através da Delegacia Especializada de Defesa da Criança e do Adolescente (Deddica) e em parceria com Conselho Tutelar, deflagrou uma operação de combate a violência contra mulheres, na quarta-feira (06.11) com objetivo de apurar três denúncias recebidas através do “Disque 100” e pelo número 197 da Polícia Civil.

Uma das denúncias informava que duas adolescentes, com idades de 13 e 16 anos, estavam sendo vítimas de exploração sexual, no bairro Jardim Passaredo. Com base nas informações, os policiais da Deddica junto aos conselheiros tutelares se deslocaram até o endereço para averiguação da denúncia.

As menores junto a mãe foram encaminhadas a Deddica para tomadas das providências cabíveis e passarão pela equipe multidisciplinar para que recebem atendimento especializado.

Em outra denúncia, relatava que uma adolescente, de 17 anos, moradora do bairro Pedra 90, estava sendo aliciada para fins de prostituição. No local, as equipes encontraram duas adolescentes em companhia do suspeito, A.S.A., de 29 anos. Questionado, ele disse que estava na casa com as adolescentes por ser amigo de uma delas.

Veja Também  Homem é detido por embriaguez e confessa tentativa de feminicídio em Cuiabá

Conduzido a delegacia, o suspeito mudou a versão e disse apenas conversar com a menor no interior da residência, porém negou ter mantido relações sexuais com ela. As adolescentes foram submetidas a exame de corpo de delito e também passaram por atendimento psicológico.

Em continuidade aos trabalhos da operação, os policiais diligenciaram em procura de quatro foragidos da justiça, acusados de estupro de vulnerável e que estão com ordens de prisão em aberto, porém nenhum dos alvos foi localizado e as buscas continuam em andamento.

Caso Nilo Póvoas

A Deddica e o Conselho Tutelar também atuam de forma conjunta no caso da adolescente, de 15 anos, que tentou se jogar do 2º piso da Escola Estadual Nilo Póvoas, na Capital.

O trabalho, realizado através da oitiva de pessoas próximas a vítima, visa identificar motivações que teriam levado a menor a praticar o ato.

A Polícia Civil aguarda a adolescente receber alta do hospital para que também possa ser ouvida pela equipe psicossocial da Deddica.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook

Policial

Autor de homicídio praticado em Cuiabá há 29 anos é preso em Brasília

Publicado

Assessoria | PJC-MT

O autor de um homicídio praticado há 29 anos teve o mandado de prisão cumprido pela Polícia Judiciária Civil, na segunda-feira (11.11), em Brasília (DF), após ter seu paradeiro identificado em investigações da Gerência Estadual de Polinter e Capturas (Gepol). O suspeito, Sátiro Leôncio de Arruda Filho, 50, estava com a ordem de prisão por condenação, decretada por homicídio qualificado que dificultou ou impossibilitou a defesa da vítima.

A prisão do suspeito foi realizada pela equipe da Gepol com apoio da Divisão Anti Sequestro (DAS) da Polícia Civil do Distrito Federal. Réu confesso, Sátiro Leôncio, foi condenado a 12 anos e 06 meses de reclusão em regime fechado e estava com a ordem de prisão pendente de cumprimento expedida pela 1ª Vara Criminal de Cuiabá.

O homicídio brutal praticado pelo suspeito ocorreu no dia 04 de novembro de 1990, no bairro Dom Aquino em Cuiabá, tendo como vítima Augsuto César dos Santos. Na ocasião, o suspeito acompanhado de um comparsa desferiu vários golpes de faca contra a vítima, que era filho de um policial militar aposentado.

Veja Também  Polícia Civil localiza homem suspeito de estupro e morte de adolescente em Campinápolis

O crime foi praticado em frente a irmã da vítima, na época de apenas 10 anos de idade. Mesmo ferida, a vítima tentou fugir dos agressores, mas foi perseguida e executada a facadas. Após receber a ordem de prisão contra o foragido, os policiais do Núcleo de Inteligência (NI) iniciaram as diligências investigativas, cartorárias e de campo, visando localizar e prender o suspeito.

Com a informação de que o foragido estava em Brasília, os policiais da Gepol solicitaram apoio da equipe do DAS conseguindo realizar a prisão do suspeito, no Centro de Reabilitação para Dependentes Químicos, na cidade-satélite de Brasilândia, onde ele atuava como terapeuta.

Depois de tomadas as providências de praxe para cumprimento do mandado, o preso será recambiado para Cuiabá onde permanecerá a disposição da Justiça.

 

 

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil cumpre prisão preventiva de suspeito de violência doméstica na Capital

Publicado

Assessoria/PJC-MT

Equipes da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cuiabá, cumpriram na manhã desta terça-feira (12.11), em Cuiabá, mandado de prisão preventiva contra E.M.J., 30 anos, suspeito dos crimes de ameaça e lesão corporal, conforme previsão na Lei Maria da Penha. 

O mandado de prisão foi deferido pela 1ª Vara da Violência Doméstica e Familiar da Comarca de Cuiabá. 

Ele foi ouvido no inquérito policial, referente à ocorrência registrada pela vítima no início deste mês, e depois encaminhado para audiência de custódia da Justiça. 

O suspeito responde a outros inquéritos instaurados pela Delegacia da Mulher de Cuiabá.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Veja Também  Condenado por estupro de vulnerável é localizado e preso pela Polícia Civil
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana