conecte-se conosco


Polícia Federal

PF prende senegalês ao tentar obter visto de residência

Publicado

Fortaleza /CE– A Polícia Federal prendeu nesta terça-feira (5/11) um homem, natural do Senegal, em flagrante, por prestar declaração falsa durante os procedimentos de autorização de residência expedida pela PF.

Durante entrevista para obtenção de residência com base em casamento, o homem declarou falsamente que mantinha casamento no Brasil. Policiais federais verificaram a documentação apresentada e, em seguida, realizaram diligências. Constataram a falsidade do casamento que, se verdadeiro, permitiria que o estrangeiro obtivesse o registro de permanência no Brasil.

Na ocasião, policiais federais deram voz de prisão em flagrante pelo crime de falsidade ideológica. Segundo as investigações o senegalês está no Brasil na condição de refugiado. Em depoimento declarou ser comerciante ambulante no interior do Ceará.

Após o flagrante, o senegalês foi encaminhado à Superintendência Regional da Polícia Federal, onde permanecerá à disposição da Justiça Federal.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Ceará

Contato: 9.89700624

Fonte: Polícia Federal
Comentários Facebook
Veja Também  PF desarticula célula de organização criminosa com atuação no Rio Grande do Norte

Polícia Federal

PF desarticula célula de organização criminosa com atuação no Rio Grande do Norte

Publicado

Natal/RN – A Polícia Federal, com apoio da Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública (SEOPI), Polícia Militar e Polícia Civil do Rio Grande do Norte, bem como, do Departamento Penitenciário Nacional (DEPEN), deflagrou nesta terça-feira, 19/11, a Operação Extração – Fase II, com o objetivo de desarticular célula de organização criminosa paulista com atuação no Rio Grande do Norte. 

Ao todo, foram cumpridos três mandados de prisão preventiva e dois mandados de busca e apreensão deferidos pela 2ª Vara Criminal de Mossoró/RN.

Duas dessas prisões foram efetivadas contra integrantes de uma facção criminosa, inclusive, a de um indivíduo que ocupava a posição de geral da rua, ou seja, aquele que é o controlador da prática de crimes em determinado território dominado pela facção. 

No curso das investigações, ficou demonstrada, também, a participação dos envolvidos no homicídio de um motorista de aplicativo, cujo corpo foi encontrado com marcas de tiro, no interior de um automóvel, na Estrada da Raiz, em Mossoró, na data de 7 de janeiro de 2019.

Veja Também  Operação Hórus aprende caminhão e cigarros paraguaios

A Força-Tarefa coordenada pela PF é composta de policiais federais, policiais militares e policiais civis, bem como de agentes penitenciários federais e pela Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública. O escopo da Força-Tarefa é o monitoramento e repressão à ação de facções criminosas no Rio Grande do Norte.

 

                            

                               Comunicação Social da Polícia Federal no Rio Grande do Norte

                                                                                        [email protected] | @pfnorn | www.pf.gov.br

                                                                                                            (84) 3204.5588

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia Federal

PF desarticula organização criminosa investigada na Operação Cambio Desligo

Publicado

Rio de Janeiro/RJ – A Polícia Federal deflagrou hoje (19/11) a Operação Patron, com a finalidade de reprimir os crimes de lavagem de dinheiro e formação de organização criminosa, cometidos pelo núcleo que continuou as práticas criminosas para apoiar a fuga de um doleiro investigado, ocultando o foragido e seus bens.

Aproximadamente 100 policiais federais participam dessa ação, em parceria com o Ministério Público Federal e a Receita Federal. Foram cumpridos 37 mandados judiciais expedidos pela 7a Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, na Cidade do Rio de Janeiro e Armação dos Búzios, Grande São Paulo e Ponta Porã, Mato Grosso do Sul, na fronteira com o Paraguai. São 17 mandados de prisão preventiva, 3 mandados de prisão temporária e 18 mandados de busca e apreensão. Foi autorizada judicialmente a inclusão dos residentes no Paraguai e Estados Unidos da América na Difusão Vermelha da Interpol.

A investigação identificou cerca de US$ 20 milhões ocultados, sendo mais de US$ 17 milhões num banco nas Bahamas e o restante pulverizado no Paraguai entre doleiros, casas de câmbio, empresários, políticos e uma advogada.

Veja Também  Operação Hórus aprende caminhão e cigarros paraguaios

Será concedida entrevista coletiva hoje, às 11h, na Superintendência da Polícia Federal no Rio de Janeiro.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Rio de Janeiro

Contato:  (21) 2203-4404 / 4405 / 4406 / 4407
E-mail: [email protected]

Fonte: Polícia Federal
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana