conecte-se conosco


Polícia Federal

PF deflagra operação Replicantes visando desarticular organização criminosa em Tocantins

Avatar

Publicado

Palmas/TO – A Polícia Federal deflagrou, nessa manhã (06/11), a Operação Replicantes, visando desarticular organização criminosa que é alvo de várias investigações da Polícia Federal, suspeita de manter um sofisticado esquema para a prática constante e reiterada de atos de corrupção, peculato, fraudes em licitações, desvios de recursos e lavagem de capitais, sempre com o objetivo de acumulação criminosa de riquezas em detrimento dos cofres públicos, além de atos de intimidação, inclusive, contra profissionais da imprensa.

Aproximadamente 50 policiais cumprem dez mandados de busca e apreensão, um mandado de prisão preventiva e dois mandados de prisão temporária, todos expedidos pela 4ª Vara Federal no Tocantins, na cidade de Palmas/TO.

Após a deflagração de diversas operações da PF, constataram-se outros esquemas criminosos ligados a pessoas influentes no meio político do Tocantins, com poderes suficientes para aparelhar o estado, mediante a ocupação de cargos comissionados estratégicos para a atuação da organização criminosa, e desviar recursos públicos.

Além da obtenção de novas provas, busca-se interromper a continuidade das ações criminosas, identificar e recuperar ativos frutos dos desvios, além de resguardar a aplicação da lei penal, a segurança de possíveis testemunhas e o livre trabalho da imprensa.

A organização criminosa movimentou dezenas de milhões de reais através do grupo empresarial do ramo gráfico, ora investigado, não sendo possível, até o momento, estimar o valor dos prejuízos causados.

O nome da operação faz referência ao ramo de atuação do grupo empresarial e a postura de enfrentamento da organização criminosa.

* Não será realizada coletiva de imprensa.

Comunicação Social – Polícia Federal em TocantinsE-mail: [email protected]Fones: (63) 3236-5440

 

 

Comentários Facebook

Polícia Federal

PF investiga fraude em compras da PRF em Mato Grosso do Sul

Avatar

Publicado


.

Campo Grande/MS – A Polícia Federal deflagrou hoje (4/6) a Operação TNT, com o objetivo de investigar pregão eletrônico promovido pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), para aquisição de máscaras cirúrgicas, no Mato Grosso do Sul.

Uma equipe de 20 policiais federais deu cumprimento a cinco mandados de busca e apreensão, em Campo Grande/MS. As medidas judiciais foram expedidas pela 3º Vara Federal de Campo Grande/MS, através de Inquérito Policial instaurado pela PF.

Após ser informada pela PRF, a PF iniciou investigação para apurar suposta fraude na licitação e possível crime contra a economia popular, em cotação eletrônica efetuada pelo Órgão, ao perceber os preços muito acima do mercado oferecidos pelas empresas participantes do certame.

O pregão é destinado à aquisição de materiais de higienização e prevenção à COVID-19, sendo que as empresas que se habilitaram são de SP, MG, e RJ. A PRF pretendia adquirir 100 mil unidades de máscaras cirúrgicas, com características específicas.

Porém, com o resultado da classificação dos fornecedores, cinco empresas apresentaram preços aparentemente abusivos, se comparados com o valor de referência. Máscaras que eram comercializadas por R$ 0,12 centavos a unidade foram oferecidas por até R$ 20,00 a unidade.

 

Contato: (67) 3368-1105
E-mail: [email protected]

 

***O nome da operação, TNT, é uma referência ao tipo de material usado na fabricação  das máscaras.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia Federal

PF apreende mais de 7 kg de skunk

Avatar

Publicado


.

Porto Alegre/RS – A Polícia Federal apreendeu na quarta-feira (3/6),mais de 7 kg de skunk, na rodovia RST 101, em Capivari do Sul. A ação teve o apoio do Batalhão Rodoviário da Brigada Militar.

A droga foi localizada em um compartimento oculto de um veículo, embaixo do porta luvas. O condutor e três integrantes do grupo que estavam em outro automóvel, utilizado como batedor, foram presos em flagrante por tráfico internacional de drogas, tendo em vista que a droga foi adquirida no Uruguai. 

A abordagem ocorreu em virtude de investigações da Polícia Federal iniciadas com a apreensão de 15 quilos de skunk, em 24 de abril, em Pelotas.

O skunk é a maconha modificada geneticamente para aumentar a concentração de THC da planta.

Os presos e o entorpecente foram encaminhados à Polícia Federal em Porto Alegre.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Rio Grande do Sul

Contato: (51). 3235.9005

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana