conecte-se conosco


''Amenizando o calor''

Glenn Greenwald chama Augusto Nunes de covarde e eles se pegam ao vivo

Publicado

‘Você é um covarde. Covarde’, disse Glenn, repetidamente. ‘Eu te mostro quem tem coragem!’, respondeu Nunes antes de atingir o rosto do americano

Os jornalistas Augusto Nunes e Glenn Greenwald trocaram empurrões nesta quinta, 7, e o jornalista brasileiro atingiu o rosto do americano durante discussão ao vivo no programa Pânico, da Rádio Jovem Pan.

O programa era exibido em vídeo no canal da emissora no Youtube e foi interrompido pelo apresentador Emílio Surita após a briga.

Durante entrevista ao vivo no programa Pânico na Jovem Pan, nesta quinta-feira (7), Gleen Greenwald discutiu com o jornalista Augusto Nunes e chamou-o de covarde repetidamente. Augusto Nunes perdeu o controle e reagiu.

A produção interrompeu o programa.

URGENTE EU ESTAVA FILMANDO A CHUVA QUANDO OLHEI PARA O LADO O POSTE TAVA CAINDO

Comentários Facebook

''Amenizando o calor''

Jiboia é encontrada por funcionários em prédio da UFRJ

Publicado

source
Homem recolhendo cobra na UFRJ
Reprodução
Animal foi removido na tarde desta segunda (4)

Uma jiboia foi encontrada e retirada de uma das unidades da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) nesta segunda-feira (4), na Ilha do Fundão. Segundo informações divulgadas pela Associação de Docentes da UFRJ, a AdUFRJ, a cobra foi encontrada por volta de 12h por funcionários que faziam a limpeza do bloco A do Centro de Tecnologia (CT).

A Associação informou ainda que a Brigada de Incêndio da Coppe foi acionada para remover o animal com segurança. Mesmo atraindo uma grande quantidade de alunos, professores e funcionários, muitos que frequentam o campus da universidade relatam que não é a primeira vez que um animal aparece por ali. Segundo o aluno Huang Ken Wei, mestrando no Programa de Planejamento Energético da Coppe, outros animais também costumam aparecer no local.

Leia também: Mulher é encontrada morta com cobra no pescoço em ‘casa de répteis’

“Já vi cavalos e muitas aranhas enormes. Ali no subsolo do CT tem muita coisa. É provável que se vasculharem ali, os funcionários vão achar outros animais. Os alunos dizem que tem até jacaré no mangue!”

Já o aluno Matheus Soliz, que cursa Letras na UFRJ, conta que nunca viu algum tipo de animal silvestre no campus, mas que o aparecimento da cobra na universidade deixou um clima de insegurança entre os alunos.

Leia também: Briga entre vespa e cobra-coral por corpo de outra cobra viraliza; assista

“Nunca vi nenhum tipo de animal potencialmente perigoso no campus. Mas a história da jiboia me deixa um pouco inseguro. Se é possível aparecer no CT, o prédio com a melhor infraestrutura da UFRJ e cheio de recursos, pode muito bem aparecer no meu prédio, a Letras, que tem uma infraestrutura que deixa muito a desejar”, lamentou.

 

Fonte: IG Nacional

Comentários Facebook
Continue lendo

''Amenizando o calor''

No interior de SP ruas são pintadas de azul para diminuir o calor e gerar economia de energia elétrica

Publicado

Secretaria do Meio Ambiente de Tietê afirma que o asfalto na cor azul deixa o ambiente com temperatura mais amena. Ideia é pintar ruas de outros bairros da cidade ainda este ano.

Com o verão, os termômetros estão passando dos 30°C com facilidade e, consequentemente, o consumo de energia elétrica acaba aumentando na tentativa de se refrescar. Foi pensando na sustentabilidade que as ruas de Tietê (SP) começaram a ser pintadas de azul.

De acordo com o secretário de Meio Ambiente, George Nicolosi, a ideia é que a cor no asfalto diminua a temperatura ambiente. Segundo o secretário, a cor azul reflete mais, o que favorece a redução da temperatura do piso.

“Consequentemente, você tem um ambiente com temperatura mais amena e vai demandar menos capacidade de resfriamento de um ar-condicionado, por exemplo, e vai consumir menos energia. Embora o branco absorva mais, ele tem uma particularidade de gerar muita luminosidade e causa transtorno visual. Azul favorece conforto visual e térmico”, afirma Nicolosi.

Prefeitura de Tietê pinta ruas de azul para diminuir o calor na cidade; entenda

Prefeitura de Tietê pinta ruas de azul para diminuir o calor na cidade; entenda

A pintura começou nas ruas do comércio, em frente da Secretaria de Meio Ambiente. O objetivo, de acordo com a prefeitura, é que o azul tome conta de outras vias, já que o resultado pode ser facilmente comprovado com um termômetro digital.

No asfalto, sem pintura, a temperatura chega a 54° C. Já na área com tinta cai para 47° C. A lata utilizada para fazer a pintura é de 18 litros e custou R$ 130.

Ainda segundo o secretário, não vai gerar grandes impactos financeiros para o município, já que a economia na conta de energia pode chegar a 10%.

Cor azul no asfalto promete diminuir gasto com energia elétrica, diz secretário do Meio Ambiente de Piraju —

“O Legislativo e o Executivo já tomaram conhecimento do material e confirmaram dar continuidade nisso. Porque é uma prática que melhora o conforto da comunidade”, afirma o secretário.

De acordo com o engenheiro agrônomo e professor de meteorologia Daniel Nassif, quanto mais próximo ao branco o ambiente fica menos aquecido.

“Quanto mais próximo do branco, menos aquecido o ambiente fica. Então, você tem essa relação de ganho de conforto técnico. É uma ideia interessante, usada em vários países da Europa, nos Estados Unidos, Japão”, diz.

“Aqui no Brasil a gente consegue enxergar construções novas com telhados mais claros e com cores mais claras para conforto térmico e custo de energia mais baixo para resfriamento do imóvel”, explica.

Com informações/ G1 Itapetininga e Região

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana