conecte-se conosco


Sem categoria

LUCIMAR CHAMA A CAIXA ECONÔMICA FEDERAL PARA AUDITAR E FISCALIZAR OBRAS DE ASFALTO

Avatar

Publicado

DECISÃO DA PREFEITA REFORÇA PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS DE LEGALIDADE, IMPESSOALIDADE, MORALIDADE, PUBLICIDADE E EFICIÊNCIA DA GESTÃO PÚBLICA EM VÁRZEA GRANDE

Defendendo os Princípios Constitucionais da Administração Pública de Legalidade, Impessoalidade, Moralidade, Publicidade e Eficiência, a prefeita de Várzea Grande, Lucimar Sacre de Campos, formalizou oficialmente a Caixa Econômica Federal – CEF, que a mesma promova a auditoria, o acompanhamento e a fiscalização de R$ 80 milhões emprestados pela segunda maior cidade de Mato Grosso para obras de pavimentação, drenagem, e recapeamento de ruas e avenidas.
“Nossa intenção enquanto gestora pública é fazer o melhor para a cidade, valorizando a mesma e também dar mais qualidade para os moradores, empresários, comerciantes, enfim para todos que ajudam a construir uma nova Várzea Grande, por isso, é importante, fundamental que os recursos públicos emprestados, e que terão que ser pagos, sejam aplicados da melhor maneira possível e nada melhor para isto, do que termos o acompanhamento pari-passu das obras”, disse Lucimar Sacre de Campos ao assinar o pedido de contratação da auditoria e fiscalização por parte da CEF que é um banco. Federal.


Os R$ 80 milhões emprestados via Caixa Econômica Federal – CEF, através do Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa), estão sendo aplicados em diversos bairros da cidade que somados a outros R$ 30 milhões emprestados junto ao Banco do Brasil promovem a execução de 150 quilômetros de novas ruas e avenidas pavimentados com obras de drenagem como galerias de águas pluviais, meio-fio e sarjeta e mais 70 quilômetros de recapeamento de asfalto já existente.


“Esperamos nos próximos dias assinar a contratação da Caixa Econômica Federal como fiscal e auditora, pois ninguém melhor para fiscalizar a correta aplicação dos recursos públicos federais do que o próprio agente financeiro que está emprestando os valores”, disse a prefeita sinalizando ainda que a auditoria e fiscalização da CEF é uma garantia de qualidade para a população e para a cidade e também reforçará outros agentes fiscalizadores como o Tribunal de Contas da União – TCU, a Controladoria Geral da União – CGU, Ministério Público entre outros. “Quanto mais fiscalização melhor”, disse a prefeita.


Lucimar Campos sinalizou que os estudos realizados pela Secretaria de Viação e Obras de Várzea Grande mapeou os principais bairros da cidade que serão ou já estão sendo contemplados com obras de pavimentação asfáltica.
Já o secretário de Viação e Obras, Luiz Celso Morais, apontou que a necessidade hoje de investimentos para atender a toda demanda de Várzea Grande que tem quase 300 mil habitantes seria por investimentos da ordem de R$ 800 milhões até R$ 1 bilhão, valores que representam toda a arrecadação do município durante um ano.


O titular da pasta lembrou que muitas áreas habitadas deixarão de ser contempladas por serem invasão, ou seja, não eram regularizadas como exige a legislação.
“O crescimento vertiginoso da cidade e a alta inadimplência no pagamento dos impostos e taxas, levou a administração municipal que tem crédito e capacidade de endividamento a emprestar recursos públicos para a execução das obras que vão melhorar a qualidade de vida da população e valorizar imóveis e a própria Várzea Grande, sinalizando que nos últimos quatro anos, a cidade deu um ganho em obras de infraestrutura justamente por estar a prefeita Lucimar Sacre de Campos realizando um trabalho voltado para doar a mesma de condição para fazer frente ao crescimento”, disse Luiz Celso Moraes.

Comentários Facebook

Sem categoria

Prefeito de Cuiabá prorroga decreto para manter comércio fechado e suspensão de aulas para evitar contágio do coronavírus

Daniel da Silva

Publicado

Prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro — Foto: Luiz Alves/Prefeitura de Cuiabá

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), prorrogou o decreto sobre as medidas de prevenção e combate à disseminação do novo coronavírus na capital mato-grossense. O anúncio foi feito em uma rede social neste sábado (4).
O comércio continuará fechado até o dia 21 de abril e a aulas continuarão suspensas até o dia 10 de maio para evitar o contágio do coronavírus. O decreto será publicado na segunda-feira (7).
Na coletiva, o prefeito afirmou que ‘prefere pecar por excesso do que omissão’.
“Evite usar o transporte coletivo, evite aglomerações. Aparentemente parece que está tudo normal, mas existe um inimigo invisível que já contaminou milhares de pessoas no mundo e que chegou em Mato Grosso”

Educação e assistência social
As aulas nas creches municipais, Centro Municipal de Educação Infantil (CMEIs) e programas escolares, que impliquem em aglomeração de crianças, ficam suspensas entre os dias 4 de abril até o dia 10 de maio.
Os abrigos, projetos sociais, restaurante popular, Centros de Referência da Assistência Social (Cras) também continuam com atividades suspensas ou limitadas.
Os alunos em situação de vulnerabilidade social continuarão recebendo o kit alimentação escolar. Alunos do Ensino Fundamental (1° ao 9º Ano) e da Educação de Jovens e Adultos (EJA), irão receber as atividades educacionais na forma virtual (EAD).
Comércio e serviços
Para o setor de comércio e serviços fica determinado o fechamento pelo período de 6 a 21 de abril de quaisquer estabelecimentos comerciais e de serviços no município de Cuiabá, como shopping centers, restaurantes, bares, academias, feiras, igrejas, exposições entre outros.
O veto também se aplica aos vendedores ambulantes. Também continua vedada a realização de qualquer tipo de evento que possa resultar em aglomeração de pessoas.
Estabelecimentos como supermercados, padarias, açougues, e lojas de conveniência podem continuar o funcionamento, mas o consumo dentro destes locais está vedado. Os mercados poderão funcionar aos finais de semana e feriados.

Transporte
Os ônibus continuarão com a frota de 30% para atender servidores da saúde e profissionais dos serviços essenciais. Nesse período ficam suspensos os benefício do passe-livre estudantil, tarifa-social e passe da melhor idade dos idosos. Os ônibus devem operar com 50% da capacidade para evitar a superlotação de passageiros.
Os servidores municipais continuam trabalhando de casa.

 

Fonte: G1 MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Sem categoria

Venda de bilhetes do bonde de Santa Teresa a turistas está proibida

Avatar

Publicado


.

O uso dos bondes de Santa Teresa, na região central da cidade do Rio, está restrito a partir de hoje (18), a moradores do bairro cadastrados no sistema de gratuidade, sem prejuízo da necessidade da devida comprovação desta condição com apresentação da carteira devida. Com a medida fica proibida da venda de bilhetes para turistas, que costumam visitar o bairro com este tipo de transporte.

De acordo com a secretaria de estado de Transportes do Rio, a medida foi adotada como prevenção ao novo coronavírus. A ocupação dos lugares no bondinho, como são chamados, foi reduzida de 32 para 24 e a circulação será feira entre a estação Carioca e parada Dois Irmãos, com intervalos de uma hora.

A secretaria informou ainda que a aplicação da restrição será avaliada até o fim de semana e não descartou a inclusão de novas medidas. “Até o fim da semana, essas mudanças serão reavaliadas e novas medidas poderão ser adotadas”, diz a nota.

Os dias e horários de operação foram mantidos. De segunda a sexta é das 8h às 17h40; aos sábados, das 10h às 17h40, e aos domingos e feriados, das 11h às 16h40.

A decisão do diretor-presidente da Companhia Estado de Engenharia de Transportes e Logística- Central, Carlos Alberto Buss, responsável pela operação do serviço foi publicada nesta quarta-feira (18) em portaria do presidente do Departamento de Transportes Rodoviários do Estado do Rio de Janeiro, Cleber Ribeiro Afonso.

 

Edição: Valéria Aguiar

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana