conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil recupera gado furtado e desarticula frigorifico clandestino em Barra do Garças

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Mais de 40 cabeças de gado furtadas de uma propriedade rural do município de Barra do Garças (509 km a Leste de Cuiabá) foram recuperadas pela Polícia Judiciária Civil com apoio da Polícia Militar, na segunda-feira (21.10), poucas horas após o crime.

A ação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Barra do Garças, deflagrada com apoio da Delegacia de General Carneiro e Polícia Militar, resultou em dois homens presos e na apreensão de vários objetos utilizados para abate clandestino de gado. Os suspeitos, N.R.K. e V.V.A., foram autuados em flagrante por furto qualificado (abigeato) e associação criminosa.

As diligências iniciaram depois da comunicação do furto ocorrido na madrugada de segunda-feira (21.10), na Fazenda Agropecuária de Barra do Garças SA. Na ocasião, os autores usaram um veículo tipo caminhão para o transporte dos animais.

Durante investigação, os dois autores do furto foram identificados pela Polícia Civil, e o rebanho confinado localizado em uma propriedade rural da região, Fazenda Jatobá.

No local, foram encontrados vários objetos usados para abate de gado, além de materiais, como machado, travessa, gancho, talha, balança de varão para pesagem de bovinos abatidas, indicando a existência de um frigorífico clandestino na propriedade.

Veja Também  Polícia Civil cumpre prisão preventiva de suspeito de violência doméstica na Capital

Os suspeitos, N.R.K. e V.V.A., foram conduzidos para Derf de Barra do Garças, e durante interrogatório assumiram a autoria do crime. Eles foram autuados em flagrante por furto qualificado (abigeato) e associação criminosa. Em seguida ambos foram apresentados para audiência de custódia, ficando à disposição da Justiça.

A equipe da Derf de Barra do Garças, coordenada pelo delegado Nelder Pereira Martins, continua com as diligências investigativas para identificar outras possíveis pessoas envolvidas no crime.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook

Policial

Delegada regional e investigador são homenageados com título de cidadão carlindense

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A delegada regional de Alta Floresta, Ana Paula Reveles, e o investigador, Márcio Aparecido Figueiredo foram agraciados com o título de Cidadão Honorário Carlindense, concedido pela Câmara Municipal de Carlinda.

A entrega da honraria aconteceu, na quinta-feira (14.11), na Casa de Leis, ocasião em que os policiais civis foram homenageados junto a outras pessoas que prestaram relevantes contribuições a sociedade de Carlinda.

O investigador, Márcio Aparecido Figueiredo, que trabalhou por aproximadamente 07 anos no município, revelou que sentiu grande emoção quando recebeu a notícia de que seria homenageado com o título.

“Durante esses sete anos de trabalho, foram vários crimes esclarecidos, noites de campana, entre outras diligências. O recebimento dessa homenagem representa o reconhecimento da sociedade carlindense aos trabalhos prestados, demonstrando que seguimos pelo caminho certo”, disse o policial.

A concessão dos títulos foi uma iniciativa do vereador José Cláudio Souza Franco, aprovada em sessão solene na Câmara Municipal de Carlinda, no dia 07 de novembro, assinada pelo presidente da Câmara, Francisco Robério Gomes Alencar.

Veja Também  Órgãos não terão expediente na sexta (15) e na próxima quarta-feira (20)

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil esclarece homicídio cometido por facção criminosa em Alta Floresta

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Um homicídio ocorrido no mês de agosto em Alta Floresta (803 km ao Norte de Cuiabá) foi esclarecido pela Polícia Judiciária Civil com a identificação de três envolvidos, entre eles a mandante e os executores do crime. Segundo as investigações o crime foi cometido a mando de uma facção criminosa, pelo fato de a vítima ter descumprido regras impostas pelo grupo.

Apontada como uma das líderes do grupo criminoso, Jovina Carole Barbosa da Silva, a “Madrinha” foi identificada como a mandante do crime, que foi executado pelos suspeitos, Raiam Levino da Costa e Ronald Batista.

O corpo da vítima, Fernando Pires de Mello, 28, foi encontrado com várias lesões na cabeça, no dia 11 agosto, em um matagal às margens de uma estrada que liga o bairro Boa Esperança ao setor de chácaras em Alta Floresta. No local, também foram encontradas duas pedras sujas de sangue que possivelmente foram utilizadas para golpear a vítima.

De acordo com o delegado, Pablo Carneiro, durante as investigações foi identificado que a vítima era membro da facção criminosa e teria recebido ordens dos líderes do grupo, para não frequentar mais o bairro Vila Nova, após se envolver em confusões na região.

Veja Também  Órgãos não terão expediente na sexta (15) e na próxima quarta-feira (20)

“Como a vítima não obedeceu as ordens, a suspeita conhecida como ‘Madrinha’ determinou que outros dois integrantes aplicassem o castigo, conhecido como ‘salve’, dentro da facção”, disse o delegado.

Com base nos levantamentos, o delegado representou pela prisão preventiva dos suspeitos, as quais foram decretadas pela Justiça. “Madrinha” e o suspeito Ronald já estavam presos por outros crimes e tiveram os mandados de prisão cumpridos dentro das respectivas unidades prisionais. O terceiro suspeito, Raiam,continua foragido e é procurado pela Polícia. 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana