conecte-se conosco


Politica MT

Associação da Família Miliciana da região sul pede reforma da sede

Publicado

O deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) esteve reunido na segunda-feira (21) com a presidente da Associação da Família Miliciana da Região Sul de Mato Grosso (Afamirs), Adair Antônia Pereira Leite. Na oportunidade, a dirigente apresentou algumas demandas ao parlamentar, entre elas a reforma da sede da entidade.

“O prédio da associação existe desde 1988 e nunca passou por uma reforma geral. Vamos fazendo sempre o que dá para fazer. Aqui, nós precisamos arrumar o salão, construir alojamentos para receber militares de outros municípios, quando necessário. Além de reformar o campo de futebol, banheiros, a área de lazer em geral”, explicou Adair.

Na oportunidade, o deputado instruiu a associação a regularizar sua situação perante o governo do estado, realizando sua inscrição no Sistema de Gestão de Convênios de Mato Grosso (Sigcon), com a apresentação de certidões e cópias da ata e de estatuto, bem como a declaração de seus dirigentes.

“Desta forma, a associação estará apta receber fomento do governo do estado, inclusive, por meio de emendas parlamentares para o ano de 2020”, orientou Delegado Claudinei.

Veja Também  Comissão medeia conflito entre estado e município sobre processo de regulação

Outras demandas também foram apresentadas ao parlamentar, a exemplo do enquadramento de soldados militares da turma de 2011, uma vez que a turma deste mesmo em Cuiabá já conseguiu promoção para cabo. “Estamos muito felizes com a visita do deputado em nossa sede. Agradeço em nome de todos os militares da região sul”, finalizou.

Fonte: ALMT
Comentários Facebook

Politica MT

Comunidade de Jangada apoia instalação de escola militar

Publicado

Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

O deputado estadual Silvio Fávero (PSL), autor da Lei Nº 10.922/2019, que facilita a implantação e criação da Escola Cívico-Militar, em Mato Grosso, esteve no município de Jangada nesta segunda-feira (18), para falar sobre os benefícios da unidade escolar. Unidade de ensino, que segundo Fávero deve ser implantada em médio prazo, já que o estado ao sancionar a norma, mostrou interesse pela sua efetivação. A lei foi sancionada e publicada no Diário Oficial do Estado (DOE), no dia 12 de julho deste ano.

Convém destacar, que em Mato Grosso, como em todo o Brasil, as escolas militares têm apresentado as melhores notas do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), sob a competência do Ministério da Educação. “O exemplo é claro. Mas, não é só isso. A escola militar está focada na hierarquia, na disciplina, no amor a família e a pátria e, nada melhor que um conceito como este, que defendemos e, que vem justamente combater, principalmente o acesso às drogas e o comportamento libertino que tem rondado nossas crianças e jovens”, alertou Fávero.

Para o presidente do Grêmio Recreativo e Esportivo de Jangada, sargento Samuel Figueiredo, implantar uma escola militar em Jangada, significa pensar no futuro de crianças e adolescentes do município. Samuel é, também, um dos coordenadores e idealizadores do Projeto PM Mirim iniciativa voluntária, sem fins lucrativos, criado há com o intuito de resgatar princípios e valores de crianças e adolescentes em estado de vulnerabilidade social.

“Hoje cuidamos desse projeto que é um pequeno exemplo do que é a escola militar. Nosso foco é o resgate de valores, a hierarquia e muitos outros benefícios, como o amor a família e o civismo. O Projeto tem dado certo, porém, ele tem um limite de idade e a escola militar com certeza irá contribuir e muito para a continuidade dessa proposta que nasceu aqui em Jangada no ano passado e que tem trazido resultados positivos às famílias e a população de um modo geral. O deputado Silvio está no caminho certo e tem todo o nosso apoio”, ressaltou Samuel.

Veja Também  Projeto de lei obriga governo estadual a detectar presença de agrotóxicos na água

Presente também à palestra, o vereador Flávio Rondon alegou que Jangada é um município com baixa arrecadação financeira e passa por muitas dificuldades, principalmente na educação. Ele declarou apoio à implantação e se colocou a disposição para que a norma seja efetivada na cidade. “Nessa sexta-feira, durante sessão, irei reforçar tudo o que disse aqui (na palestra) e falar do meu compromisso em ajudar no que for necessário para que Jangada também seja contemplada”, destacou o vereador.

Diretora da Escola Damião Mamedes do Nascimento, zona rural de Jangada, a professora Mediane Aparecida Nunes também declarou apoio à escola cívico-militar. “Nossas crianças merecem e precisam focar no futuro. Não podem ser limitadas e a proposta é interessante, é atrativa. Temos a PM Mirim que é semelhante e tenho certeza que essas crianças não pensam em abandonar o projeto e tem o apoio irrestrito dos pais. Só isso é suficiente para querermos mais para os nossos alunos”, avaliou Mediane.

Dúvidas sobre o funcionamento da escola militar também foram debatidas na ocasião. Para a diretora da escola Estevão de Figueiredo, Valdira Abreu, a palestra foi muito importante, tendo em vista que sanou muitos questionamentos até então, sem respostas. “Até então, muitos aqui da escola tinham outra opinião a respeito, mas por desconhecer algumas informações. Achávamos, por exemplo, que o professor iria perder o emprego. O que for bom para os nossos alunos e professores, nós apoiaremos, com certeza”, observou.

Veja Também  PLC garante organização e controle dos serviços de saúde no estado

Janaína Quintino é mãe do pequeno Guilherme (PM Mirim) e apoia a implantação da escola militar. “Apoio com toda certeza. Sou prova do quanto isso é valoroso para os nossos filhos. Tenho visto resultados no Guilherme e isso é o suficiente para ver o quanto Jangada ganhará com mais uma escola aqui, especialmente por ser uma escola militar que acolherá todas as classes sociais, sem distinção. Nossa família participa do passo a passo do Guilherme e é maravilhoso ver a evolução nele. E o deputado, que nem conhecia, está de parabéns pela inciativa. Só tenho a agradecer por olhar pela nossa cidade”, ressaltou Janaína.

Participaram também da palestra, a professora e vice-prefeita de Jangada, Cleusa Cunha da Silva, comerciantes locais, alunos do Projeto PM Mirim, pais dos alunos, professores e a comunidade em geral.

Sinop – No dia 28 de novembro, o deputado Silvio Fávero participará de uma audiência pública, na Câmara Municipal de Sinop, para debater a implantação de uma escola cívico-militar na "Capital do Nortão".

Fonte: ALMT
Comentários Facebook
Continue lendo

Politica MT

Assembleia Social solicita doações para bazar voltado ao Hospital Amparo de Rosário Oeste

Publicado

Foto: Karen Malagoli

A Assembleia Social promove, no dia 04 de dezembro, a 9ª edição do Bazar Solidário, cuja arrecadação será toda revertida para o Hospital Amparo de Rosário Oeste, única unidade hospitalar no município, que atende 99% dos pacientes pelo SUS.

Nesta etapa, o braço social da Assembleia Legislativa de Mato Grosso solicita doações de roupas, calçados, acessórios e artigos de decoração, para alcançar maior volume de produtos e reverter mais recurso à entidade filantrópica. Os interessados em doar podem agendar retirada dos itens pelo telefone (65) 3313-6875.

O hospital, gerido pela Associação Municipal de Proteção e Assistência de Rosário, recebe repasse financeiro do SUS, mas insuficiente para atender toda a demanda: média de 2400 pacientes por mês.

O Bazar Solidário da Assembleia Social, terceira edição de 2019, ocorrerá entre 9h e 15h do dia 04/12, no foyer do Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros, e disponibilizará para venda roupas, calçados, acessórios e artigos de decoração, novos e usados, com valores a partir de R$ 2. A entrada é gratuita e é aberto a toda a comunidade.

Veja Também  PLC garante organização e controle dos serviços de saúde no estado

“Nosso bazar é um ciclo de solidariedade e de consumo consciente. Neste momento, queremos sensibilizar vocês para doar, desocupar os guarda-roupas, renovar as energias. Logo no início de dezembro, período de fechar ciclos e abrir novos, convidamos para conferir nossas peças, levar presentes para si e para as pessoas que amam. E, claro, contribuir com o trabalho lindo do Hospital Amparo, reconhecendo a importância que ele tem para a população rosariense”, convida a diretora da Assembleia Social e do Teatro Zulmira, Daniella Paula Oliveira.

Mais sobre o Hospital Amparo

O Hospital Amparo de Rosário Oeste é o chamado “porta aberta”, pois atende por 24 horas e tem serviço de Pronto-Atendimento (PA), de Urgência e Emergência, prevê internação e promove cirurgias de baixa complexidade, como parto cesáreo, retirada de vesícula, etc. Há também atendimento clínica médica para homens, mulheres, acompanhamento de gestantes e pediatria.

A entidade filantrópica tem 51 anos e surgiu por iniciativa da Igreja Católica. Hoje sobrevive por doações dos benfeitores, por repasses de um convênio com a Prefeitura Municipal de Rosário Oeste e com recursos do SUS. No entanto, atende uma demanda maior do que a estrutura suporta.

Veja Também  Projeto torna Rondonópolis polo tecnológico de Mato Grosso

A presidente da Associação, Elenir Bernadete Gubert dos Santos, informa que os recursos arrecadados com o 9º Bazar Solidário serão usados para algumas adequações no hospital, como a melhoria do acesso de ambulâncias (pequena reforma na calçada) e aquisição de utensílios de cozinha, para a produção das refeições para pacientes, acompanhantes e funcionários.

SERVIÇO

Doação de roupas, calçados, acessórios e artigos de decoração para 9º Bazar Solidário da Assembleia Social

Agendamento de retirada de doações: (65) 3313-6875

Entidade beneficiada: Hospital Amparo de Rosário Oeste

Data do bazar: 04/12/2019, entre 9h e 15h

Local: Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros

Informações: (65) 3313-6875

Fonte: ALMT
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana