conecte-se conosco


Cidades

Agricultores familiares de Trivelato recebem Contrato de Concessão de Uso da terra em assentamento

Avatar

Publicado

A Prefeitura de Santa Rita do Trivelato, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente, Empaer e Incra, realizaram a entrega de 30 Contratos de Concessão de Uso da terra (CCU) para famílias que moram no Assentamento Ponte de Barro. Participaram da entrega o prefeito Egon Hoepers, o presidente da Câmara de Vereadores, Wanderson Dias e demais vereadores. A entrega foi na manhã de segunda-feira (21), na associação do Assentamento.

O Assentamento Ponte de Barro fica localizado a cerca de 40 quilômetros de Santa Rita do Trivelato e tem 60 propriedades. A primeira etapa foi entregue 30 CCU, documento que era esperado por quase 20 anos pelos assentados. ‘‘Pra mim hoje é um dia muito especial, só nós que moramos aqui sabemos da luta para conseguir esse documento. Graças à gestão atual nós estamos tendo mais atenção. Com esse documento além de assegurar nossa posse da terra, dará mais animo, pois, podemos ter acesso a recursos do governo e assim investir em nossa propriedade e produzir cada vez mais’’, disse dona Ivanir Lara, moradora do Assentamento.

Para o prefeito Egon Hoepers, é gratificante ver a alegria das famílias, após acompanhar a luta dos assentados. ‘‘Hoje é um dia histórico, são anos de luta para conseguir as primeiras CCU para essas famílias, é um documento essencial e é o primeiro passo para conseguir o título da terra. Como gestor eu sei das necessidades e esforço desses pequenos produtores e contribuem para o nosso município’’, conclui.

Já o Secretário de Des. Econ. Meio Ambiente, Marcos Capocci, a entrega das primeiras CCU, só foi possível pela parceria dos órgãos. ‘‘É um trabalho que começou lá atrás, e hoje dá satisfação de ver a alegria no rosto dessas famílias. Isso só foi possível do empenho entre Empaer, Incra, do prefeito Egon e dos vereadores. O empenho de cada um é o resultado final que estamos vendo aqui. Agora é dar continuidade e dar seqüência nas próximas CCU’’, diz o secretário.

A representante da Empaer, Edenise Jortez, reforça a importância da gestão para desenvolver os trabalhos no Assentamento. ‘‘Isso que está acontecendo hoje, é graças a administração municipal, o prefeito Egon e o secretário Marcos Capocci, que dão uma atenção especial a essas famílias. São poucos gestores que tem essa atenção especial a Agricultura Familiar. Nós da Empaer, temos desenvolvido nosso trabalho aqui no Assentamento e sabemos das necessidades de cada assentado. Com essa CCU, vamos poder dar continuidade no trabalho, e os pequenos agricultores vão poder ter acesso aos recursos do governo e investir na sua terra e o principal, produzir’’, diz Edenise.

O Superintendente do Incra, Vanderlei Vanni, com o documento, é o primeiro passo para acessar os créditos de produção de alimento e de habitação. Segundo ele, pouco Assentamento tem a atenção que o Assentamento Ponte de Barro tem.  ‘‘Quando se une prefeito, secretário, Empaer, Incra e vereadores, tudo fica mais fácil. É gratificante ver a atenção do prefeito Egon Hoepers e nós do Incra estamos a disposição para ajudar a desenvolver está comunidade’’, afirma.

‘‘É satisfação ver a conquista dessas famílias. Como fiscal da população, sempre busquei cobrar do executivo as demandas do Assentamento. A luta por essas famílias nos alegra em ver no rosto deles, a alegria de receber um documento importante, que já era esperado por muitos anos’’, disse o presidente da Câmara de Vereadores, Wanderson Dias.

O CCU é um documento que transfere, em caráter provisório, o imóvel rural assegurando ao beneficiário, acesso à terra, créditos e programas do Governo Federal. Ao assinar o documento, o assentado e compromete a residir no lote (propriedade), e explorá-lo economicamente respeitando o meio ambiente. A titulação definitiva só ocorre após a verificação de que a unidade familiar cumpriu as cláusulas previstas no Contrato.

 

Comentários Facebook

Cidades

Tangará da Serra homologa protocolos de enfermagem

Avatar

Publicado

A Prefeitura Municipal de Tangará da Serra publicou nesta quinta-feira, 20, o decreto n.º 074/2020, que dispõe sobre o Protocolo de Enfermagem na Atenção Primária à Saúde no município. O decreto homologa a resolução 003/2020 do Conselho Municipal de Saúde, que estabelece protocolos para as seguintes áreas: atenção à demanda espontânea de cuidados no adulto; infecções sexualmente transmissíveis; hipertensão, diabetes e outros fatores associados a doenças cardiovasculares; atenção à demanda de cuidados na criança e saúde da mulher.

Os protocolos de enfermagem subsidiam a prática gerencial e assistencial dos profissionais de enfermagem nos diversos contextos de saúde. Estes instrumentos buscam a padronização e uniformização dos procedimentos, na perspectiva de reduzir erros e garantir maior qualidade nos atendimentos realizados.

Na Atenção Primária à Saúde (APS), os protocolos são fundamentais, especialmente nas consultas de enfermagem, em que o enfermeiro acolhe, escuta, examina e identifica os problemas de saúde (atuais e/ou potenciais), prescrevendo cuidados que visam a promoção, prevenção/proteção, recuperação ou reabilitação tanto em âmbito individual como coletivo.

Desde 1986, a partir da Lei do Exercício dos Profissionais de Enfermagem (7498/1986), o enfermeiro pode prescrever todos os cuidados de enfermagem, incluindo a prescrição de medicamentos estabelecidos em programas de saúde pública e em rotina aprovada pela instituição de saúde. No Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem (564/2017) é reforçada essa premissa legal e ainda a possibilidade de outras prescrições em situações de emergência.

“Enaltecemos o empenho e esforço de todos os profissionais envolvidos nessa consolidação e conquista para a saúde e Enfermagem de Tangará da Serra, em especial, ao Enfermeiro Rômulo Cézar Ribeiro da Silva, presidente do Conselho Municipal de Saúde e a Enfermeira Dienefer Jaqueline Magalhães Feix, Secretária Municipal de Saúde”, destacou o Enfermeiro Vagner Ferreira do Nascimento, Conselheiro do Coren-MT.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cidades

Servidor público de São Pedro da Cipa passará o carnaval com dinheiro no bolso

Avatar

Publicado

O pagamento dentro do mês trabalhado já é marca da gestão do prefeito Alexandre Russi que faz questão de pagar antecipadamente os servidores públicos do município de São Pedro da Cipa. 

O prefeito que está em seu segundo mandato reeleito com 83,64% diz que isso é uma forma de valorizar os servidores que tanto contribuem com a gestão. "Estou muito feliz em ter nossas contas em dias, esse é meu último ano de mandato e temos dinheiro em caixa obras sendo realizadas com recursos próprios e obras sendo realizadas com emendas parlamentares e federais, nossa economia vai muito bem, por isso conseguimos antecipar todos os meses a folha de pagamento", finalizou Alexandre Russi.

Ao longo de 7 anos e dois meses a gestão pagou antecipadamente os colaborados em todos os meses totalizando 84 meses de salários pagos dentro do mês trabalhado.

A servidora contratada Maria Aparecida Silva é técnica em saúde bucal que trabalha há 5 anos na prefeitura diz que nunca esteve tão satisfeita. "Estou muito feliz com esse emprego, pois quando menos espero o pagamento está na conta. Eu amo fazer parte dessa família, me sinto valorizada, em datas comemorativas como natal, ano novo, carnaval e feriados prolongados o prefeito antecipa ainda mais os pagamentos para que possamos viajar, nos divertir com nossas famílias tem como não ficar feliz?", disse Maria.

Então se você é servidor de São Pedro da Cipa, prepare-se para curtir o carnaval e o feriadão com dinheiro no bolso, claro se for cair na folia não beba se for dirigir. 

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana