conecte-se conosco

Polícia Federal

Operação Hórus faz apreensões na região de Itaipulândia

Avatar

Publicado

Foz do Iguaçu/PR – No sábado (19/10), policiais federais e da Força Nacional, no âmbito da Operação Hórus, composta por integrantes da PF, PRF, RF, PM (COBRA/BPFRON e BOPE), PC PR (COPE e TIGRE), FNSP e Exército do Brasil, com o apoio da SEOPI/MJSP, fizeram algumas apreensões na região de Itaipulândia.

Em patrulhamento terrestre no município de Itaipulândia, os policiais perceberam um veículo em alta velocidade em rodovia rural daquele município. Na tentativa de abordagem, veículo empreendeu fuga em direção ao centro da cidade, sendo efetuado acompanhamento tático com viatura policial. Em um determinado momento, o motorista perdeu o controle do veículo, vindo a tombar em uma das ruas. Ele fugiu pelos muros das casas e o passageiro foi preso pela equipe policial. O preso e o veículo, carregado com volumes de essência de narguile, foram encaminhados à Delegacia de Polícia Federal em Foz do Iguaçu, onde foram adotadas as providências cabíveis.

Em outra ação, durante patrulhamento embarcado no Lago de Itaipu, os policiais perceberam uma embarcação em atitude suspeita. Os ocupantes da embarcação, ao perceberem a aproximação da embarcação da Polícia Federal, dirigiram a embarcação para as margens brasileiras, acima da Base Náutica de Itaipulândia, e empreenderam fuga pela mata. Em vistoria na embarcação, não foi encontrada carga ilícita, mas suspeita-se que a mesma é usada para a prática de crimes. A embarcação de fibra foi apreendida e encaminhada à Alfândega da Receita Federal em Foz do Iguaçu.

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Foz do Iguaçu
(45) 3576-5515

Comentários Facebook

Polícia Federal

PF prende cinco pessoas e faz apreensão recorde de maconha no aeroporto de Natal

Avatar

Publicado


.

Natal/RN – A Polícia Federal prendeu em flagrante na noite do último sábado, 23/5, no Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves, na grande Natal, quatro mulheres e um homem, acusados de tráfico de drogas. O grupo, composto por duas catarinenses, de 27 e 29 anos; uma paranaense, 29 anos e uma paraibana, 22 anos, havia desembarcado de um voo que teve origem em Guarulhos/SP. Na bagagem, traziam 47,44 quilos de maconha.

A ação aconteceu durante uma fiscalização de rotina junto ao setor de desembarque doméstico. Após uma rápida entrevista com alguns passageiros, os policiais observaram o comportamento suspeito das quatro jovens que ficaram visivelmente nervosas e não souberam informar, com precisão, o real motivo da viagem e, tampouco, onde ficariam hospedadas. Desconfiados, os agentes pediram então que elas abrissem as malas para uma inspeção e logo encontraram os tabletes da droga.

Na sequência, um paraibano, 29 anos, foi identificado e preso no saguão. Ele aguardava e daria suporte, em princípio, a uma das mulheres. No seu carro, foram encontradas uma balança de precisão e vestígios de substância entorpecente.

Após receberem voz de prisão, os cinco suspeitos foram levados para autuação na Superintendência da PF. Durante o interrogatório, a maioria preferiu invocar o direito constitucional de se manifestar apenas em juízo.

Uma das mulheres possui antecedentes criminais e já havia sido presa pela Polícia Federal na Bahia, por idêntica conduta criminosa, quando em setembro de 2019, tentou embarcar para Lisboa, Portugal, levando na bagagem, pasta-base de cocaína.

Indiciadas por tráfico interestadual de drogas, as pessoas presas permanecem custodiadas na sede da PF, à disposição da Justiça.

Esta foi a maior apreensão de maconha da história realizada pela Polícia Federal em aeroportos do Rio Grande do Norte.

Apesar das restrições impostas neste período de pandemia, a Polícia Federal segue vigilante na sua missão de reprimir a atuação de criminosos no estado potiguar.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Rio Grande do Norte

 [email protected] | @pfnorn | www.pf.gov.br

 (84) 3204.5588

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia Federal

PF investiga desvio de recursos destinados à compra de respiradores em Fortaleza/CE

Avatar

Publicado


.

Fortaleza/CE – A Polícia Federal, em parceria com o Ministério Público Federal e a Controladoria-Geral da União deflagrou, na manhã desta segunda-feira (25/5), a Operação DISPNÉIA. Estão sendo cumpridos oito Mandados de Busca e Apreensão em domicílios, empresas e órgãos públicos em Fortaleza/CE e São Paulo/SP.

 Os mandados foram expedidos pela Justiça Federal do Ceará, após representação decorrente de Inquérito Policial que apura malversação e desvio de recursos públicos federais, bem como crimes previstos na lei de licitações, na aquisição de equipamentos respiradores em dois procedimentos de dispensa de licitação realizados pela Secretaria Municipal de Saúde de Fortaleza/CE. A PF investiga a contratação de uma empresa paulista de duvidosa capacidade técnica e financeira para entrega dos equipamentos.                   

A investigação identificou indícios de que, além da ausência de capacidade técnica e financeira da empresa contratada, houve superfaturamento dos valores pagos pelos equipamentos, que atingiram o montante de R$ 34,7 milhões. Comparando-se com outras aquisições de equipamentos com a mesma especificação durante o período de pandemia, chegou-se a indícios de um potencial prejuízo financeiro de até R$ 25,4 milhões aos cofres públicos.

 A operação policial se desenvolve sem quaisquer prejuízos à continuidade do serviço público de saúde, inclusive, não estão sendo apreendidos equipamentos que são utilizados para o atendimento à população na rede hospitalar.

Os investigados poderão responder, na medida das suas responsabilidades, pelo crime de peculato, tipificado no artigo 312 do Código Penal e pelo crime de dispensa irregular de licitação, previsto no artigo 89 da Lei 8.666/83.

Será concedida entrevista coletiva à imprensa, nesta segunda-feira, 25/05, às 10h30min na Sede da Superintendência da Polícia Federal no Ceará, Av. Borges de Melo, 820, Fátima.       

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Ceará

Contato: (85) 3392-4867/9.8970-0624

 

***O nome da operação remete ao nome técnico dado a um sintoma comum dos afetados pela COVID-19: a dificuldade de respirar.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana