conecte-se conosco


Várzea Grande

Começa hoje em Várzea Grande a aplicação da Prova Brasil

Avatar

Publicado

A Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer de Várzea Grande começou a aplicar nesta segunda-feira, 21, e vai até dia 1º de novembro a prova do Sistema de Avaliação de Educação Básica – Saeb nas escolas de todo o Brasil. A avaliação é feita a cada dois anos, e para 2019 a novidade é a avaliação amostral, que será aplicada aos alunos do 2º ano de toda a rede. O intuito é avaliar o nível de alfabetização dos alunos. 

Todas as escolas que possuem o ensino fundamental entre municipais, estaduais e privadas de Várzea Grande farão a prova.

O Saeb é aplicado a cada dois anos e permite produzir indicadores educacionais das escolas do Brasil. O exame também permite avaliar a qualidade, a equidade e a eficiência da educação praticada nos diversos níveis governamentais. As avaliações de Português e Matemática serão aplicadas para todos os estudantes de 5º e 9º anos.

Para essa edição de 2019, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – Inep – trouxe algumas inovações na realização da prova. Uma amostra de estudantes do 9º ano de escolas públicas fará os testes de ciências da natureza e ciências humanas com referência na Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada em 2017. 

A Base Curricular também será a referência para a avaliação dos alunos do 2º ano do ensino fundamental, que também participarão pela primeira vez, com a finalidade de avaliar o nível de alfabetização dos alunos.

O secretário Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer de Várzea Grande ressalta o empenho do município na colaboração e realização da prova para as melhorias na qualidade do ensino público do nosso município e diz que a aplicação da prova faz parte do conjunto de estratégias contidas no Plano Municipal de Educação para garantir o avanço gradativo do processo de ensino e aprendizagem na rede pública do município.

“É fundamental que todos os alunos participem. Com os resultados da avaliação, as secretarias e o INEP têm um diagnóstico da Educação e podem detectar desigualdades nas escolas. Quanto mais estudantes fizerem, mais dados teremos para compor o Inep e melhorar a educação”, explica o gestor da pasta. 

Por: Letícia Kathucia – Secom/VG

Comentários Facebook

Várzea Grande

Várzea Grande aplica mais de 13 mil doses de vacinas em fevereiro e vai reforçar ações

Avatar

Publicado


27/02/2020    0

Várzea Grande aplicou mais de 13 mil doses de vacinas em fevereiro deste ano, sendo que deste total mais de 2 mil são da Tríplice Viral que imuniza para o sarampo. Somente entre os dias 17 a 21 de fevereiro, após o Dia ‘D’ não realizado em Várzea Grande foram mais de 7 mil vacinas, sendo 1.508 da tríplice viral, segundo relatório emitido pela Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde da segunda maior cidade de Mato Grosso. 

Os números demonstram a eficiência do planejamento executado pela Secretaria Municipal de Saúde que preferiu descartar a realização do Dia D ocorrido no sábado, 15 de fevereiro.

“Nos dois dias D realizados no ano passado, os resultados comprovaram que o mesmo era ineficiente, ou seja, as metas estabelecidas não eram cumpridas”, disse o secretário Diógenes Marcondes apontando que mesmo assim, se necessário para atender a demanda, pode ser que Várzea Grande realize o Dia D no final do mês de março, pois a campanha no município vai além da data estabelecida pelo Ministério da Saúde que é 13 de março.

O titular da pasta da Saúde apontou que o planejamento que esta em execução prevê outras firmes atuações como horário estendido nas unidades de saúde, oferta de vacinas através de unidades móveis nos bairros aonde não existem unidades de saúde indo diretamente nas casas ou em locais previamente definidos e o alinhamento com as Secretarias Municipais de Educação e de Promoção Social, a primeira para a exigência dos pais de alunos apresentarem o cartão de vacinação completo e atualizado e a segunda com as milhares de pessoas que constantemente participam de projetos sociais e que deverão apresentar também o cartão de vacinação.

Diógenes Marcondes frisou ainda a existir divergência entre os números apresentados pelo Ministério da Saúde e os apresentados por Várzea Grande. “Temos certeza de que não foram contabilizadas todas as vacinas aplicadas, pois os relatórios não batem. Mesmo assim encontramos dificuldades em conscientizar as pessoas da importância da vacinação, pois muitos desconsideram a importância dela na imunização, na prevenção das doenças, o que acaba por potencializar doenças como o sarampo que levou um paciente ao óbito no Estado do Rio de Janeiro neste ano”, disse o titular da Saúde em Várzea Grande.

Diógenes Marcondes apontou ainda que em 2019 foram realizados em Várzea Grande dois Dias D, um em 23 de novembro em 19 unidades de saúde que movimentaram 80 servidores municipais, 50 veículos e custos adicionais e que aplicou apenas 1.231 vacinas, sendo 419 de sarampo.

“Como este dia D se demonstrou ineficaz, no dia 30 de novembro, realizamos novo Dia D, desta vez nas 19 unidades e obtivemos um índice de vacinação de 3.079 doses aplicadas sendo 1.174 de sarampo. Como muitos destes casos são mais de uma vacina por pessoa, seja ela criança, jovem ou adulto, se percebe que movimentar toda uma estrutura não se demonstrou eficiente”, disparou Diógenes Marcondes.

“Do dia 17 ao dia 20 de fevereiro de 2020 fizemos um total 7.275 doses aplicadas, sendo 1.508 de doses de sarampo ou tríplice viral, funcionando apenas em horário normal, o que comprova maior eficiência, menos custo e racionalizando a utilização das estruturas públicas de saúde para outros atendimentos”, explicou o titular da pasta em Várzea Grande.

Diógenes Marcondes voltou a reafirmar que se necessário e as metas não forem atingidas, pode levar Várzea Grande a realizar o Dia D no final de março e uma nova rodada nos meses finais de 2020. “Se necessário podemos até realizar o Dia D, mas ainda preferimos intensificar as ações de ir ao encontro da população e cobrar cartões de vacinação de alunos e pais de alunos que somam mais de 150 mil pessoas, fora aqueles que participam de projetos sociais para atingirmos as metas estabelecidas para vacinação”, explica.

Ele ponderou ainda que mantém contato direto com a Secretaria de Saúde de Mato Grosso, na pessoa do secretário Gilberto Gomes e também com o Ministério da Saúde para que o abastecimento regular de vacina seja mantido. “Hoje temos disponibilidade que atende as nossas demandas, mas no ano passado tivemos falta de vacinas, e como essa é uma competência do Governo Federal que repassa aos Estados e estes aos Municípios estamos sempre em contato direto para que a oferta de vacinas seja constante”, explicou o titular da Saúde em Várzea Grande.

 

 

Por: Da Redação – Secom/VG

Comentários Facebook
Continue lendo

Várzea Grande

Blitz educativa alerta sobre violências contra crianças e adolescentes, mulher e idoso, neste carnaval

Avatar

Publicado

Com o objetivo de conscientizar cidadãos sobre as diversas violações do direito no período carnavalesco e efetuar denúncias sobre casos de abuso e exploração sexual e trabalho infantil, de crianças e adolescentes, violência doméstica, violência ao idoso, violência do gênero, violência contra pessoa com deficiência, a Prefeitura de Várzea Grande, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social promove a campanha carnaval em Várzea Grande “Carnaval é 100”. A blitz educativa foi realizada nesta sexta-feira (21), em vários pontos da cidade e reforça as políticas públicas em prol dos direitos das crianças e adolescentes e dos cidadãos da cidade. Em casos de violação, disque 153 e 191.

A campanha educativa de Carnaval integra também a conscientização sobre os perigos do álcool x direção. Na ação de abordagem foi feita entrega de kits e panfletos orientativos aos condutores de veículos e motos.

Conforme a secretária de Assistência Social, Flávia Omar, as ações têm o objetivo de conscientizar a população acerca da importância de se combater o assédio como um todo, violência e exploração sexual contra crianças e adolescentes, distribuindo materiais educativos, preservativos, adesivos, entre outros.

“A ação tem como objetivo conscientizar a população que identificar e denunciar esses crimes, além de mostrar aos várzea-grandenses e visitantes que a cidade tem políticas públicas de proteção e conscientização atuantes no que diz respeito a campanhas e ações a favor da dignidade humana. Vale ressaltar que violações dos direitos da criança e do adolescente podem ser denunciadas através do disque 153 e o telefone para denunciar a violência contra a mulher é o 100”, explica a secretária Flávia Omar.

Durante o dia orientadores socioeducativos dos Serviços Especializados da Secretaria atuaram por meio de abordagem no Terminal André Maggi, Rotatória do Cristo Rei, Terminal Rodoviário de Várzea Grande e Trevo do Lagarto. O foco é no trabalho social com abordagem contra a violência dos mais variadas espécies neste período carnaval, onde a população pode utilizar a ferramenta do disque-denúncia para proteger as pessoas vulneráveis. Além da conscientização nesta época, o trabalho é realizado diariamente durante todo o ano em diversos pontos da cidade.

A secretária de Assistência Social disse que a ação foi um meio de sensibilizar, informar, conscientizar e esclarecer a população com relação aos direitos das crianças e adolescentes e demais segmentos principalmente no período de festas de Carnaval. “Esperamos que a sociedade agora faça a sua parte e não fique na omissão, que denuncie violência e maus tratos contra criança e adolescentes, idoso, mulher, trabalho infantil, entre outros”.

A campanha foi realizada por meio do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS); Guarda Municipal; Conselho Tutelar; Polícia Rodoviária Federal e Comitê Estadual de Prevenção e Enfrentamento de Tráfico de Pessoas de Mato Grosso (CETRAP) e articulada pela Secretaria de Assistência Social de Várzea Grande.

Por: Cláudia Joséh – Secom/VG

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana