conecte-se conosco


Várzea Grande

Capacitação gratuita ao pequeno produtor de Várzea Grande vai até dezembro

Publicado

A parceria entre a Prefeitura Municipal de Várzea Grande, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) e o Sindicato Rural de Nossa Senhora do Livramento já capacitou gratuitamente mais de 150 pequenos produtores rurais de janeiro a outubro deste ano. E, até o final da primeira semana de dezembro está prevista a capacitação de outros 50 trabalhadores no município.

“Já solicitamos do Senar-MT, para que ocorram nos próximos 40 dias, novos cursos de capacitação, ampliando assim as comunidades rurais atendidas em Várzea Grande. Tendo em vista nosso histórico de cursos com a quantidade de número de inscritos, número de aprovados e preenchimento de vagas, acreditamos que seremos atendidos”, informou o coordenador de Desenvolvimento Rural Sustentável de Várzea Grande, Everton Jupiraci Navarro.

Para 2020, de janeiro a março, já estão confirmados para Várzea Grande os cursos de cultivo de mandioca, transformação caseira de produtos de origem animal em embutidos, defumados, beneficiamento e conservação do pescado, minhocultura e a palestra “Sensibilização do Programa Negócio Certo Rural”.

Veja Também  Proerd forma 690 estudantes de sete escolas municipais

“Até 18 de outubro, no bairro São Matheus ocorreram os cursos de embutidos, defumados e beneficiamento de carne de frango. No início do mês, a comunidade São José do Vista Alegre recebeu a capacitação de produção de derivados do milho. E, de 21 a 25 de outubro, ocorre o curso de embutidos, defumados e beneficiamento de carne suína, na Capela do Piçarrão”, detalhou o coordenador.

Ainda segundo Everton Navarro, o planejamento anual de cursos e programas é construído com o levantamento junto às propriedades rurais e o mapeamento é adequado às necessidades do mercado. “Alguns dos cursos e treinamentos são fechados, quando uma comunidade solicita capacitação e preenche todas as vagas dentre seus trabalhadores e outros têm vagas abertas a todos os interessados que preencham os requisitos”, acrescenta.

“Realizamos cursos, palestras, programas e outros projetos na área de aprendizagem rural, todas as capacitações são uma ótima oportunidade ao mercado local, pois oferecem conteúdo de alta qualidade, com instrutores bastante capacitados. Quem está procurando oportunidade de inserção no mercado de trabalho ou mesmo que sua pequena propriedade rural seja produtiva economicamente têm nestes cursos uma excelente oportunidade. O objetivo é de capacitar o pequeno produtor desde o início da produção até a sua comercialização. Nosso parceiro, o Senar-MT, é uma instituição reconhecida e que tem no seu portfólio treinamentos e cursos necessários para atender a necessidade do produtor rural do nosso município", explicou a secretária Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural Sustentável, Helen Farias Ferreira.

Veja Também  Encontro de prefeitos debate fortalecimento da gestão municipalista e Pacto Federativo

Por: Rafaela Maximiano – Secom/VG

Fonte: Prefeitura de Várzea Grande
Comentários Facebook

Várzea Grande

Encontro de prefeitos debate fortalecimento da gestão municipalista e Pacto Federativo

Publicado

O vice-prefeito de Várzea Grande, José Hazama, e o secretário de Governo, Kalil Baracat, participaram nesta manhã (18), da abertura da edição 2019 do Encontro Municipalista, promovido pela Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), em sua sede, em Cuiabá. O evento reúne prefeitos de todas as 141 cidades do Estado com o objetivo de discutir temas relevantes dentro do âmbito gestões públicas municipais, especialmente assuntos que tratam de repasses federais, de financiamentos e estratégicas para fortalecer o municipalismo.

Hazama destacou que, felizmente, Várzea Grande, por meio da gestão da prefeita Lucimar Sacre de Campos, está passando por uma transformação que está abrindo caminhos para o real desenvolvimento da cidade e recolocando o Município na rota do desenvolvimento e de investimentos públicos e privados. “Perdemos mais de uma década com obras por fazer, com projetos que não andavam, não eram concluídos. A cidade não gerava empregos, renda e tão pouco se mostrava atrativa sob o ponto de vista político-administrativo-financeiro. Há quase cinco anos essa realidade mudou. Temos obras lançadas, entregues, em licitação e outras tantas em pleno funcionamento. Somente para 2019 elaboramos um pacote de obras com mais de 160 ações, sendo a maior parte delas em áreas essenciais como saúde, educação e infraestrutura, setores que estavam esquecidos e negligenciados”.

O vice-prefeito reforçou ainda a importância do resgate da credibilidade política e financeira, fato que permitiu recuperar projetos importantes para cidade como o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para água e esgoto, pelo qual serão investidos R$ 500 milhões até 2020 na cidade, além de reaver obras que estavam com financiamentos perdidos como de UPA´s, Unidades Básicas de Saúde, escolas municipais e creches. “A recuperação politico-financeira permitiu ainda obter uma capacidade de endividamento bem avaliada pelos bancos e por meio de nova realidade convênios com o Banco do Brasil e Caixa Econômica estão possibilitando a concretização do maior programa de asfaltamento urbano, acredito que não apenas de Várzea Grande, mas do Estado, na atualidade. Serão mais de 200 quilômetros e mais de R$ 150 milhões investidos. E tudo feito com zelo, qualidade, porque Várzea Grande não pode esperar mais”.

O secretário de Governo, Kalil Baracat, lembrou que o encontro mescla realidades diferentes, o que segundo ele, possibilita troca de experiências e cases de sucessos. “Acredito que a maior luta de qualquer gestão municipal é ampliar sua receita própria para dar conta do crescimento das demandas que ano a ano recaem sobre as prefeituras. Estamos aqui junto a representantes de todos os cantos do Estado, do governo brasileiro, do governo do Estado, com o próprio governador Mauro Mendes vindo aqui confirmar sua parceria juntos aos municípios. Não tenho dúvidas que estamos aqui para ensinar, aprender, reivindicar e nos fortalecermos. Várzea Grande é sim, hoje, um exemplo em gestão municipal”.

Veja Também  Proerd forma 690 estudantes de sete escolas municipais

Conforme Kalil, todas as pautas que serão debatidas durante o encontro são de interesse dos municípios de Mato Grosso, sejam elas grandes, médias ou pequenas, com ricos ou com dificuldades de caixa. “Pois tudo que será abordado faz parte do dia-a-dia de qualquer gestão brasileira. Temos ainda mais uma oportunidade de nos aproximarmos da nossa Bancada Federal e assim, ampliar o canal de diálogo e chances de vermos demandas atendidas com o empenho dos parlamentares”.

O presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios, Neurilan Fraga, destacou a importância do evento e frisou que será uma grande oportunidade para os prefeitos e prefeitas debaterem os projetos relacionados aos municípios. “A meta é discutir e apresentar as demandas aos parlamentares da bancada federal, pedir que os municípios sejam tratados como prioridade pelo governo federal e o Congresso Nacional. Nossa pauta é extensa e tão necessária para que os gestores consigam atender os anseios da população, que mora nos municípios”, assinalou.

Ainda em sua apresentação, Fraga agradeceu aos prefeitos por atenderem ao chamamento para a discussão e para o fortalecimento municipalista. “Vivenciamos um momento ímpar no Brasil onde se discutem reformas, extinção de municípios, querem mexer nas receitas das prefeituras e criam programas e projetos que só aumentam às demandas locais. Hoje, por exemplo, o Ministério da Saúde repasse R$ 10,5 mil para as unidades de saúde. Que cidade mantém unidades com esse valor, se apenas um médico recebe cerca de R$ 30 mil?”, questionou.

Ainda como pontuou o presidente da AMM, o Pacto Federativo segue mandando para União 65% dos impostos pagos pelos brasileiros, sendo o restante rateado entre estados e municípios. “Ainda dentro desse contexto, a União cria programas, mas não suplementa as receitas municipais na mesma proporção, o que é nítido nos repasses para saúde e na educação para merenda e transporte. A reforma tributária, por exemplo, tem de vir para ampliar as receitas municipais e não o contrário”.

Veja Também  Projeto Fortalecer do Ministério Público atingiu resultados positivos em 15 anos de atuação em Várzea Grande

O ponto alto do encontro foram as discussões em torno da Proposta de Emenda à Constituição (PEC 45/2019), em tramitação na Câmara Federal, que visa simplificar o sistema tributário nacional por meio da unificação de tributos ainda a proposta de extinção de 34 municípios no Estado com menos de 5 mil habitantes e com receita própria abaixo de 10%, conforme novo desenho para o Pacto Federativo.

O texto da PEC extingue três tributos federais (IPI, PIS e Cofins), o ICMS (estadual) e o ISS (municipal), todos incidentes sobre o consumo. No lugar deles, seriam criados um imposto sobre o valor agregado, chamado de Imposto sobre Operações com Bens e Serviços (IBS) – de competência dos três entes federativos –, e outro, sobre bens e serviços específicos (Imposto Seletivo), de competência federal.

“Se aprovada a PEC, vai promover muitas transformações no sistema tributário nacional e, consequentemente, nas finanças municipais. Vamos defender a manutenção da autonomia municipal, o aumento da participação dos municípios no bolo tributário nacional, além da melhoria na arrecadação própria das prefeituras e com relação à extinção de cidades em Mato Grosso que somos contrários”, assinalou Fraga.

Presente ao encontro, o governador do Estado, Mauro Mendes, frisou que a extinção de municípios é um tema extremamente polêmico e com inevitáveis consequenciais. Ele lembrou que desde que assumiu o cargo, no começo desse ano, tem organizado as finanças do Tesouro Estadual e mantendo compromissos mensais com os municípios, “especialmente nos repasses para saúde”. “Os repasses hoje estão em dia, e vamos fechar o ano muito melhor do que quando começamos”, completou.

A programação do Encontro Municipalista terá continuidade amanhã, terça-feira (19), com a realização da assembleia geral do prefeitos para debater a padronização do estatuto da AMM e os valores do repasse para o transporte escolar, entre outros assuntos.

Por: Marianna Peres – Secom/VG

Fonte: Prefeitura de Várzea Grande
Comentários Facebook
Continue lendo

Várzea Grande

Prefeita é homenageada por resultados no desenvolvimento econômico de Várzea Grande

Publicado

Investimentos em serviços essenciais como saúde, educação e infraestrutura atraíram o novo campus da UFMT, do IFMT, Shopping Center, centros de diagnóstico de saúde, rede de supermercados, frigoríficos, lojas varejistas de renome nacional, de atacados, e futuramente a Unemat e o Parque Tecnológico.

A prefeita Lucimar Sacre de Campos foi homenageada nesta segunda-feira 18  de novembro, pelo Conselho Regional de Economia do Estado de Mato Grosso (Corecon-MT) com a primeira Comenda “Economista Roberto Campos”. A honraria que é inédita e marcam os 45 anos da implantação do Conselho no Estado, reconhece a atuação de personalidades que contribuem para o desenvolvimento econômico das cidades em Mato Grosso.

“A concessão da Comenda "Economista Roberto Campos" tem o objetivo de valorizar o profissional de economia em nosso Estado, bem como reconhecer gestores que têm ajudado a alavancar a economia dos nossos municípios. Neste contexto, o grande impulsionamento econômico e social que a prefeita Lucimar vem alcançando para Várzea Grande, é notável. Seu nome foi aprovado por unanimidade por todos os nossos conselheiros”, afirmou o presidente do Corecon-MT, Evaldo Silva.

A chefe do executivo em Várzea Grande disse durante a condecoração, realizada no auditório Milton Figueiredo da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, estar muito agradecida e honrada em ser homenageada. “É muito gratificante quando temos nosso trabalho reconhecido, principalmente quando estamos dentro de um grupo tão seleto. Apenas doze pessoas foram homenageadas. Isso prova que estamos no rumo certo e, o trabalho desenvolvido em Várzea Grande está ganhando destaque. Queremos continuar assim atraindo novos investimentos e gerando emprego e renda”, enfatizou a prefeita.

Várzea Grande é a segunda cidade mais populosa do Estado, com 271.339 mil habitantes, e, tem o terceiro maior Produto Interno Bruto – PIB, de Mato Grosso, R$ 20 mil por habitante, ficando atrás apenas da Capital Cuiabá e de Rondonópolis. De acordo com a prefeita, os investimentos públicos dos últimos anos em diversos setores da cidade a exemplo de planejamento, logística, qualificação da mão de obra, serviços sociais e às intervenções com investimentos públicos na área de mobilidade urbana, saneamento básico, saúde, educação, asfalto e moradia, tem se apresentado como atrativos para a instalação de novos investimentos privados, transformando o cenário econômico e social a exemplo dos setores: varejista, atacadista, plantas frigoríficas, agronegócio, logística, universitários, entre outros. 

Veja Também  Projeto Fortalecer do Ministério Público atingiu resultados positivos em 15 anos de atuação em Várzea Grande

“Várzea Grande é hoje, uma cidade com cenário econômico de oportunidades e de desenvolvimento. Conseguimos captar investimentos públicos importantes para a infra-estrutura da cidade. Estamos sim, seguindo o caminho do desenvolvimento. Nossos investimentos em todas as áreas e os bons números em indicadores sociais que melhoram a cada dia, e o nosso povo trabalhador, atraem diversas empresas que enxergam boas oportunidades em nosso município", frisa a prefeita. 

O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, deputados estadual Eduardo Botelho, que também foi homenageado afirmou que “o momento é de franco desenvolvimento para Várzea Grande. As obras executadas principalmente nos últimos anos deram uma cara nova à cidade, transformando a paisagem e modernizando o município. As execuções dessas obras estruturantes abriram perspectivas para que novos investimentos fossem conquistados para atender mais pessoas”. 

“Entre os empreendimentos que escolheram se instalar em Várzea Grande recentemente é possível citar o novo campus da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) e futuramente da Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat), e do Parque Tecnológico, todos na região do Chapéu do Sol. Também podemos citar o Várzea Grande Shopping, centros de diagnóstico de saúde, rede de supermercados, frigoríficos, lojas varejistas de renome nacional, entre outros. Só temos que agradecer e nos posicionar a favor de que mais empreendimentos de peso sejam sediados em Várzea Grande, pois auxiliam na retomada da economia e projetam avanços que o município precisa encampar”, finalizou a Prefeita Lucimar Sacre de Campos.

Veja Também  Prefeita de Várzea Grande recebe presidente do Corecon-MT e elogia a iniciativa da Comenda Economista Roberto Campos

“Economista Roberto Campos” – A escolha do nome da Comenda prestigia o economista Roberto de Oliveira Campos, que nasceu em Cuiabá em 1917. Além de economista, foi professor, escritor e político. Fez parte da delegação brasileira da Conferência de Bretton Woods, que criou o Fundo Monetário Internacional e o Banco Mundial. No período em que esteve nos Estados Unidos, foi membro da delegação brasileira em diversas reuniões e conferências internacionais.

Mais tarde, tornou-se parte da assessoria econômica do presidente Getúlio Vargas. No Governo Juscelino Kubitschek, foi um dos Presidentes do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social e teve uma participação importante no Plano de Metas. Foi ministro do Planejamento durante o governo de Castelo Branco, quando promoveu muitas reformas econômicas. Foi também um dos idealizadores do Banco Central do Brasil, Estatuto da Terra e do FGTS.

Além de Lucimar Campos, foram homenageados com a Comenda: o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes; o presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho; o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro; o presidente da Federação das Associações Comerciais e Empresariais de Mato Grosso, Jonas Alves; o presidente da Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso, Gustavo de Oliveira; o presidente da FAMATO, Normando Corral; o presidente da FCDL, Ozair Nunes Bezerra; o presidente da CDL Cuiabá, Nelson Soares Junior; a presidente da Junta Comercial do Estado de Mato Grosso, Gercimira Ramos Moreira Rezende; o arcebispo de Mato Grosso, Dom Milton Antônio dos Santos; e o desembargador Carlos Alberto Alves da Costa, presidente do Tribunal de Justiça.

Por: Rafaela Maximiano – Secom/VG

Fonte: Prefeitura de Várzea Grande
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana