conecte-se conosco


Entretenimento

Jared Leto tentou embarreirar a produção do ‘Coringa’ de Joaquim Phoenix

Avatar

Publicado

Coringa arrow-options
Divulgação

Leto e Phoenix: duas interpretações distintas do emblemático vilão dos quadrinhos da DC

Como interpretar o personagem Coringa após a incensada performance de Joaquin Phoenix? Ainda mais depois que o filme dirigido por Todd Phillips, em cartaz nos cinemas, conquistou o Festival de Veneza, se tornou um dos favoritos ao Oscar e, segundo estimativas, deve arrecadar mais de 700 milhões de dólares no mundo. Para Jared Leto, que já encarnara o vilão no recente “Esquadrão suicida” (2016), a ameaça já era clara antes mesmo do filme ser produzido.

LEIA MAIS: Irmandade e Suits se destacam entre lançamentos da Netflix

De acordo com relatos publicados pela revista “The Hollywood Reporter”, o ator de 47 anos — vencedor do Oscar pelo trabalho em “Clube de compras Dallas” (2013) — fez o possível para embarreirar “ Coringa ” logo que soube de sua produção. Pessoas próximas a Leto afirmaram à revista que ele não só tentou convencer a produtora Warner Bros a cancelar o projeto, como também reclamou insistentemente sobre o caso com a Creative Arts Agency (CAA), agência de gerenciamento artístico à qual ele e Phoenix estavam vinculados. “Não estou sendo tratado adequadamente como um vencedor do Oscar”, teria argumentado o ator.

E a polêmica não parou aí. Insatisfeito por diminuírem suas chances de estrelar um filme solo em franquia sobre o vilão, Leto rompeu o contrato com a CAA e assinou com uma agência concorrente. Ao “The Hollywood Reporter”, porém, ele nega que a decisão tenha sido tomada devido ao caso.

LEIA MAIS: “Sicário: Terra de Ninguém” e outros títulos deixam a Netflix nesta semana

Nos bastidores da indústria cinematográfica, no entanto, diversos comentários dão conta de que o ator havia se esforçado muito para defender o Coringa no decepcionante “Esquadrão suicida”, da DC Comics. Vale lembrar que o vilão já havia sido apresentado em performances marcantes de diferentes atores na história do cinema e da televisão — de Cesar Romero, na série dos anos 1960; a Jack Nicholson, em “Batman” (1989); e Heath Ledger, em “Batman: o cavaleiro das trevas” (2008).

Para sua versão do personagem, Leto apostou em dentes apodrecidos, olhos de sangue e cabelos verdes. E se dedicou, durante meses, a aterrorizar colegas: no set de filmagens, presenteou Margot Robbie com um rato vivo e levou o cadáver de um porco para os ensaios.

Acontece que o estúdio não ficou empolgado com esses esforços, afirmou uma fonte à revista. O resultado: a participação de Leto se resumiu a dez minutos na tela, após a edição. E as perspectivas para um filme solo minguaram ainda mais.

LEIA MAIS: Cinco provas de que Jennifer Aniston é a verdadeira rainha do Instagram

Hoje, apesar de Leto estar gravando “Little things”, do diretor John Lee Hancock — em produção da Warner —, é praticamente certo que o ator não será mais escalado para o papel de Coringa em produções de super heróis. Em “Aves de rapina”, com previsão de estreia para 2020, e na sequência de “ Esquadrão suicida ”, com lançamento para 2022, o personagem não será defendido pelo ator.

Comentários Facebook

Entretenimento

Pocah fala de cobrança por posicionamento: “Não tenho medo de ser cancelada”

Avatar

Publicado


source

“Tem duas coisas que eu quero muito fazer: uma festa em casa com toda a minha família e meus amigos”, esses são os planos da funkeira Viviane de Queiroz Pereira, mais conhecida como Pocah, para depois da quarentena. Em entrevista exclusiva ao iG Gente , a cantora contou como têm sido seus dias em isolamento social ao lado da filha. Ela aproveitou para dar a sua opinião sobre as cobranças por posicionamentos que têm sido feitas a muitos artistas.

Leia também: Após polêmica, Felipe Neto apaga postagem sobre Neymar e se desculpa

Pocah
Reprodução/Instagram

Pocah


“É importante, nós enquanto artistas e figuras públicas, termos nossos posicionamentos declarados. Mas, vai de cada um, se sentir confortável e bem em expor opiniões sobre determinados assuntos”, afirmou Pocah . Peguntada se tem medo de ser cancelada por conta de algum posicionamento nas redes sociais, ela é categórica: “Não tenho medo porque eu tenho plena consciência da responsabilidade que carrego comigo. Posto e falo coisas que acredito”.

Pocah
Reprodução/Instagram

Pocah

A cantora também falou sobre como as medidas de isolamento social têm afetado sua carreira. “Todos os shows foram cancelados, tínhamos alguns planos que tivemos que adiar. Mas entendo que neste momento, é necessário. Precisamos pensar na saúde de todos. Mesmo em casa, continuamos trabalhando, então conseguimos ser produtivos.”

Leia também: De Naiara Azevedo a Murilo Huff: Confira as lives da semana

Como continua com os projetos a todo vapor, os fãs da funkeira podem esperar por novos lançamentos depois da quarentena. Questionada sobre se sentir pressionada para emplacar um novo hit, a voz de  “Não Sou Obrigada” e “Quer Mais”  foi bem direta. “Eu acredito que sempre existe uma cobrança para os artistas emplacarem hits. Com a internet, o consumo de música se tornou mais rápido pelo público, trazendo a necessidade de os artistas estarem sempre lançando novas músicas”, afirmou a funkeira. 

Pocah e a filhaarrow-options
Reprodução/Instagram

Pocah e a filha

Devido à pandemia do novo coronavírus , a artista admitiu que tem sido muito difícil ficar longe das pessoas que ama. “Sempre vivi rodeada de gente, casa cheia de família e amigos, não vejo a hora de isso passar para conseguir fazer uma festa com todos aqui em casa. Também sinto muita falta de fazer shows, encontrar meus fãs, abraçar, tirar foto. Temos uma conexão inexplicável e isso me faz muita falta.”

Leia também: Pocah se declara para ex de Anitta na web: “Era pra ser só uma ficada”

Por fim, Pocah afirmou que tem aproveitado esse período para curtir a única filha Vitória e passar o tempo com ela. “Estamos passando muito mais tempo juntas, ela é minha companheira, fazemos tudo juntas. Brincamos, estudamos, cozinhamos. Essa tem sido a parte boa da quarentena, ficar grudadinha com minha filha.”

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Entretenimento

Sogro de Nego do Borel chama cantor de “oportunista egocêntrico”

Avatar

Publicado


source

O sogro de Nego do Borel, Luiz Fernando Barreirosvoltou a criticar o namorado da filha Duda Reis e chamou o cantor de “oportunista e egocêntrico”. Na semana passada, a mulher de Luiza, Simone, Barreiros, também criticou o genro .

Luiz Fernando Barreiros e Nego do Borel
Reprodução/Instagram

Luiz Fernando Barreiros e Nego do Borel


“Sempre criamos nossas filhas com muito amor e com os valores e princípios que nos fizeram ser o que somos! Demos o nosso melhor. (…) No entanto, é muito triste ver a escolha de uma filha, cujo final já está escrito! E não será bom”, escreveu o sogro de Nego do Borel nas redes sociais.

O pai da modelo disse que se assustou quando o funkeiro disse que até os 15 anos “achava bonito ver um homem bater em mulher”. “Ostentação, desrespeito, infantilidade, desprezo ao conceito de família, ausência de valores e de princípios, oportunista, egoísta, egocêntrico, avesso ao conhecimento é o que o define”, atacou.

Leia também: Sogra de Nego do Borel rebate acusação de racismo: “O problema nunca foi cor”

“Faz parte da geração ostentação, em que acham que o dinheiro compra tudo! Não compra! Minha filha nunca precisou do dinheiro dele! O resultado dessa relação: afastamento da família, dos amigos, perda de oportunidades, tristeza! Não é uma pessoa do bem! O histórico fala por si só! Não vamos desistir de mostrar a verdade”, finalizou o sogro de Nego do Borel .

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana