conecte-se conosco


Carros

Muita tecnologia nos pesados fizeram o show da Fenatran

Publicado

source

Os  pesadões, máquinas de construção e implementos fizeram o show na Fenatran deste ano em São Paulo. Muita tecnologia em caminhões que mais parecem automóveis premium. Pesado com camera no lugar do retrovisor, vans com os mesmos equipamentos de um carro importado e muita esperança neste mercado que está crescendo bastante depois de um período bem ruim.

LEIA MAIS: Elétricos e híbridos fizeram a festa no Salão de Frankfurt 2019

A Fenatran , Salão Internacional do Transporte Rodoviário de Cargas em sua 22 edição, realizada em São Paulo cada dois anos, é a principal feira do setor de transporte da América Latina. Reúne fabricantes de caminhões de todos os tamanhos, vans, máquinas e implementos. Tudo voltado ao transportador.  Neste ano, mais de 60 mil pessoas estiveram na feira, que é dirigida a um publico específico de diferentes setores da economia que utilizam o transporte de carga para a distribuição de mercadorias, tanto no Brasil como em outros países. 

A Fenatran 2019 cresceu, com aumento de 30% de marcas expositoras e no número de visitantes, como reflexo da melhora no setor. Cresceu de 350 para mais de 450 marcas expondo seus produtos.

Fenatran arrow-options
Divulgação
A Fenatran é referência na categoria de veículos comerciais e pesados na América Latina

Quanto as marcas de fabricantes de veículos, o principal foco da Fenatran, estiveram presentes desde aquelas que não produzem grandes caminhões, até os campeões dos pesadões.

Mostraram seus produtos marcas como Volkswagen Caminhões de Ônibus, DAF, Volvo Truck, Iveco, Mercedes-Benz, Scania e a PSA, com suas marcas Peugeot e Citroen, que lançaram novas vans no mercado.

VOLKSWAGEN CAMINHÕES

A VW Caminhões e Ônibus levou seu portfólio completo de mobilidade para a 22ª edição da Fenatran, Salão Internacional do Transporte Rodoviário de Cargas.

Além de novidades dos leves aos extrapesados, a fabricante sai mais uma vez na frente ao anunciar a produção dos caminhões elétricos e-Delivery de 11 e 14 toneladas a partir do próximo ano. 

Entre os caminhões Delivery a diesel a Vollswagen Caminhões e Ônibus também é pioneira: o caminhão leve mais vendido do Brasil estreia agora como Delivery 11.180 4×4, com tração especial e força para rodar em qualquer terreno. A novidade já entra para a história como a única da categoria com essa configuração para o transporte de mercadorias ou prestação de serviços específicos. 

A família Constellation combina novidades no design à robustez para o trabalho pesado com a gama de vocacionais Robust. Dentre os destaques está a evolução da transmissão automatizada V-Tronic que equipa o icônico Constellation 24.280. 

A linha MAN TGX estende sua lista de atributos com uma dose extra de conforto: a suspensão pneumática. O item passa a ser um opcional para os cavalo mecânicos nas versões 6×2 e 6×4.

Veja Também  Novo Chevrolet Onix aparece com traje esporte e sem disfarces

DAF

Outra marca presente na Fenatran foi a DAF. Seu estande foi cenário para a exposição dos modelos DAF CF e LF rígidos, uma edição especial exclusiva para o evento do XF105 Serie silver, o modelo CF85 rodoviário e na configuração off-road, e o consagrado Kenworth T680. 

Trouxe pela primeira vez o modelo médio LF ao País. Comercializado na Europa, onde registra excelentes números de vendas, chega ao Brasil com implemento box e, também, sob o conceito de oficina móvel. Ainda não há previsão de lançamento no Brasil.

VOLVO

Volvo Iron Knight arrow-options
Renato Bellote/iG
Volvo Iron Knight, o caminhão mais veloz do mundo, marcou presença na Fenatran 2019

A Volvo levou novidades para a Fenatran, a começar pela exibição do caminhão mais veloz do mundo, o Iron Knight (Cavaleiro de Ferro). Ao lado dele um FH da série especial em comemoração aos 40 anos da Volvo no Brasil. 

Detentor de dois recordes mundiais (de 0 a 500 metros e de 0 a 1.000 metros) homologados pela Federação Internacional de Automobilismo, o Iron Knight é um exemplar único, feito com um só objetivo: performance máxima! Com motor de 2.400 cavalos e torque de 6.000 Nm, foi produzido para demonstrar a capacidade da Volvo de extrair desempenho excepcional de seus caminhões.

LEIA MAIS: Toyota Corolla é o primeiro híbrido nacional. Confira os detalhes

Já o FH ganhou uma série especial. Inspirado no primeiro caminhão produzido pela marca no País, em 1980, o modelo é uma edição limitada de 40 veículos para celebrar 40 anos de produção de caminhões Volvo. É um veículo especial, com uma configuração única, equipado com o que há de mais avançado em tecnologias de transporte. 

Outros destaques foram os caminhões vocacionais FMX e VM 32 toneladas. 

IVECO

No estande da Iveco, a grande novidade foi a nova Daily, mas que só chegará ao mercado em abril do ano que vem. 

Segundo a Iveco, o veículo revolucionará o segmento como ‘nova referência’ para o transporte de cargas e passageiros do Brasil, de 3,5 toneladas a 7 toneladas. O resultado é a união de pontos-chave que fizeram da Daily um dos melhores da categoria, como robustez, performance e custo operacional, com um novo patamar para quesitos como design, conforto, segurança e tecnologia.  

O novo interior foi projetado para privilegiar a ergonomia e incluir um novo ‘pacote tecnológico’ digno de um automóvel premium. Conforto, organização e funcionalidade se destacam com um conjunto de componentes que colocam a Daily como a melhor opção do segmento.

Já no segmento dos semipesados, que tem crescimento de 32% no ano, o destaque foi o Tector Auto-Shift, com transmissão automatizada de 10 velocidades e funções exclusivas desenvolvidas pela Iveco. 

Veja Também  Ferrari Roma é a nova estrela da Casa de Maranello

Fechando o portfólio da Iveco, os pesados Hi-Road e Hi-Way, que fazem parte do segmento que mais cresce no mercado neste ano, 63% de alta. 

MERCEDES-BENZ

Actros arrow-options
Divulgação
Novo Actros, da Mercedes-Benz, traz câmeras no lugar dos retrovisores externos

Mais uma vez, a Mercedes-Benz revoluciona o transporte de cargas no mercado brasileiro, lançando na Fenatran o primeiro caminhão sem retrovisores externos convencionais da América Latina. Essa inédita tecnologia estará no Novo Actros, que será comercializado no País a partir de 2020.

Já imaginou substituir os retrovisores convencionais por câmeras externas em caminhões? É exatamente isso que acontece com o inédito e exclusivo MirrorCam, retrovisores digitais oferecidos como item opcional para os clientes do Novo Actros. As imagens captadas são exibidas, simultaneamente, em duas telas de 15 polegadas no interior da cabina, uma no lado do motorista e outra no lado do passageiro.

A Mercedes-Benz lança no mercado brasileiro o inédito motor OM 471 com 530 cv e torque de 2.600 Nm para a nova linha Actros. 

Com a chegada do OM 471 de 530 cv, a Mercedes-Benz amplia o portfólio de caminhões extrapesados rodoviários da linha Actros. 

E com o objetivo de revolucionar o segmento de comerciais leves nos quesitos de interatividade, performance, conforto e segurança ativa, a Mercedes-Benz trouxe a Nova Linha Sprinter para a Fenatran. 

SCANIA

A Fenatran Inicia uma nova era para a Scania : a abertura das vendas da linha de caminhões movidos a GNV, GNL e/ou biometano. São soluções que traduzem o ‘Aqui e Agora’ para o Brasil e países vizinhos, ou seja, de alternativas ao diesel de combustíveis perfeitamente viáveis economicamente. 

As novidades são dois pesados mais sustentáveis, um movido a gás natural veicular (GNV) e/ou biometano e outro 100% a gás natural liquefeito (GNL) e/ou biometano. O espaço tem no total 13 caminhões – sendo duas Edições Especiais (V8 50 anos e Scania Vintage). 

PSA

Para a Fenatran 2019, a Peugeot e a Citroën levaram seu portfólio completo de utilitários leves disponível no Brasil, formado por nove produtos entre vans de passageiros de 8, 11 e 16 lugares, além dos furgões, estes com 14 possibilidades de aplicação entre os modelos pequenos, médios e grandes.

A novidade para a feira são as versões minibus de Peugeot Boxer e Citroën Jumper, cujas vendas iniciaram em setembro. Importados, modelos têm capacidade para 15 passageiros.

Além delas, estão expostos como veículos de diferentes aplicações todos os modelos da gama VUL: os Peugeot Partner, Expert (furgão e minibus), Boxer (furgão e minibus) e os Citroën Jumper (furgão e minibus), Jumpy (furgão e minibus) e a Berlingo.

LEIA MAIS:  Volvo S60 híbrido chega para brigar com Audi, BMW e Mercedes-Benz

Mas o grande anúncio da PSA na Fenatran foi o lançamento no Brasil das operações de sua plataforma global Free2Moove dedicada aos negócios de fornecimento de serviços de mobilidade. 

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook

Carros

Hyundai confirma produção de nova picape média, contra Hilux e S10

Publicado

source
Hyundai Santa Cruz arrow-options
Divulgação
Hyundai Santa Cruz mira público diferente das rivais, indicando que terá pegada mais urbana

Quatro anos após a apresentação do conceito Santa Cruz no Salão de Detroit (EUA), em 2015, a Hyundai finalmente sinaliza que o modelo recebeu sinal verde para produção. A nova rival de Ford Ranger e Toyota Hilux será feita em Montgomery, no Alabama, onde também são feitos os sedãs Elantra e Sonata.

LEIA MAIS: Peugeot mostrará nova picape média em março de 2020

A fabricante irá desembolsar US$ 410 milhões para a modernização do complexo industrial americano, gerando cerca de 200 empregos diretos na região. Vale lembrar que o mercado de picapes médias é o principal segmento na América do Norte, com destaque para a recordista de vendas Ford F-150, a rival Chevrolet Silverado e a RAM 1500.

A Hyundai ainda diz que a Santa Cruz terá pegada diferenciada na comparação com as principais rivais. Enquanto F-150 e Silverado concentram suas vendas entre os trabalhadores (jardineiros, encanadores e profissionais do campo), o modelo coreano terá estilo mais focado no lifestyle urbano.

Veja Também  Chevrolet Joy Plus: sedãzinho competente e sem vaidades

LEIA MAIS: Flagra! Hyundai Tucson é visto em testes, ainda camuflado

Isso porque, diferentemente das rivais, a Hyundai Santa Cruz terá base de automóvel crossover, e não chassi. Apenas um modelo utiliza esse tipo de engenharia no segmento, a Honda Redgeline. A expectativa é comercializar 30 mil unidades por ano.

Picape intermediária no Brasil

Hyundai Creta STC arrow-options
Nicolas Tavares/iG Carros
Hyundai Creta STC, durante o Salão do Automóvel de São Paulo de 2016

A Toro chegou ao mercado no início de 2016 e a Hyundai não demorou para dar uma resposta. Durante o Salão do Automóvel daquele ano, o Creta STC foi uma das principais atrações da marca coreana – imaginando uma versão com caçamba do SUV compacto.

LEIA MAIS: Volkswagen terá nova picape intermediária no Brasil. Veja todos os lançamentos

Quando questionado sobre uma possível investida na categoria, o presidente da Hyundai na Argentina, Guillermo Artagaveytia, confirmou que a marca tem planos de lançar uma nova picape na América Latina. Pelo cronograma de lançamentos da Hyundai, o novo modelo deverá compartilhar sua base com a próxima geração do Creta

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
Continue lendo

Carros

Chevrolet Joy Plus: sedãzinho competente e sem vaidades

Publicado

source
Chevrolet Joy Plus arrow-options
Cauê Lira/iG Carros
Chevrolet Joy Plus se mostra bem qualificado para os motoristas de aplicativo. Economia de combustível é destaque

Talvez vocês ainda não tenham sido apresentados, mas este é o novo Chevrolet Joy Plus. Ele pode ser descrito como o substituto definitivo do Corsa Classic; um modelo “pé de boi” para quem não tem dinheiro suficiente para levar o Onix Plus. Mas ao menos no ranking de vendas – pasme! – eles serão contabilizados juntos.

LEIA MAIS: Ford Ka 1.0 Freestyle: aventureiro urbano

O que mudou? Basicamente, nada. O novo Joy Plus mantém todos os principais elementos do Prisma; ou seja, um conjunto mecânico para lá de competente, o bom porta-malas de 500 litros e uma posição de dirigir que fica longe do ideal, até pela falta de regulagens no volante.

Por fora, o símbolo da Chevrolet foi pintado de preto e as calotas também ganham uma tonalidade grafite (mimos do pacote Black, mais descolado). Como o objetivo é simplificar, não há farol de neblina. De fábrica, o Joy também vem com toda a fiação para instalação de rádio, mas um sistema paralelo de central multimídia é oferecido pela GM como acessório. Este conta com as conectividades Bluetooth, auxiliar, MP3 e até TV Digital, mas não tem interface MyLink.

Para economizar fiação, os comandos dos vidros dianteiros foram parar no console central, ao lado do freio de mão. A tela do cluster é digital, mas sua interface já é considerada primitiva na comparação com o que a própria Chevrolet apresentou desde seu lançamento. Da mesma forma, a iluminação é alaranjada na tela de cristal líquido e não branca, o que daria um aspecto mais sofisticado ao carro.

Veja Também  VW Saveiro Robust foi feita para aguentar o tranco

As regulagens dos retrovisores externos também são manuais, e o volante não é multifuncional, como em qualquer veículo que coloca o preço acima das comodidades para o motorista. A linha Joy é para ir do ponto A ao ponto B com conforto e sem gastar muito combustível. Qualquer atributo além disso é vaidade.

Ele se mostra muito eficaz para você que pensa em trocar de carro para dirigir por aplicativos, mas isso exigirá alguns esforços. A linha Joy não traz regulagens de altura e profundidade no volante, e somando isso ao ponto H muito elevado, a posição de dirigir não agrada.

LEIA MAIS: Toyota Yaris XL Plus 1.5: sedãzinho eficiente

Por outro lado, o câmbio manual de seis marchas tem engates fáceis, curtos e precisos. A transmissão é um dos grandes trunfos do Joy, colaborando não apenas para o conforto na cidade, mas também para os bons números de consumo.

Adeus, frentista!

Chevrolet Joy Plus arrow-options
Divulgação
O interior do Chevrolet Joy Plus é simples, mas ainda conta com dois tons de plástico e acabamento brilhante no volante

De acordo com o Inmetro, o Onix Joy Plus pode fazer 8,7 km/l na cidade e 10,5 km/l na estrada com apenas etanol no tanque. O consumo é mais surpreendente na gasolina, onde o modelo marca 12,8 km/l na cidade e 15,2 km/l na estrada. Perfeito para longas jornadas de trabalho sem parar para abastecer.

Veja Também  Chevrolet Joy Plus: sedãzinho competente e sem vaidades

Na cidade, o Joy Plus se comporta como qualquer outro sedã “mil” de sua categoria. Boa parte das subidas serão enfrentadas na primeira marcha, principalmente se estiver levando passageiros. Durante o empréstimo, também reparei que algumas raspadas na frente baixa são frequentes – já que a GM adicionou um aplique plástico abaixo do para-choque. Nada que comprometa a experiência, ou o veículo.

Apenas quatro adultos viajam com conforto. Um quinto ocupante teria que dividir espaço lateral com os ombros dos outros passageiros, enquanto seus meniscos são esmagados pelos bancos dianteiros. Os vidros traseiros, vale lembrar, não são elétricos.

LEIA MAIS: Novo Onix Plus enfrenta o veterano Honda City. Quem vence o comparativo?

Conclusão

Ao fim da avaliação, o Chevrolet Joy Plus mostra sua verdadeira faceta; é um carro pensado para ser simples, integrando apenas o básico do básico sem qualquer requinte. O sedã parte de R$ 51.290 na versão básica, e pode chegar a R$ 53.490 na unidade que testamos, com pacote Black. 

Preço: a partir de R$ 51.290

Motor: 1.0, quatro cilindros, flex

Potência: 80 cv a 6.400 rpm

Torque: 9,8 kgfm a partir de 5.200 rpm

Transmissão: Manual, de seis marchas, tração dianteira

Suspensão:Independente (dianteira) / eixo de torção (traseira)

Freios: Discos ventilados na dianteira e tambores na traseira

Pneus: 185/70 R14

Dimensões: 4,28 m (comprimento) / 1,71 m (largura) / 1,48 m (altura), 2,53 m (entre-eixos)

Tanque : 54 litros

Consumo: 12,9 km/l (cidade) /15,6 km/l (estrada) com gasolina

0 a 100 km/h: 13,4 segundos 

Vel. Max: 167 km/h  

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana