conecte-se conosco


Carros

Harley-Davidson Flat Track: eu também quero brincar!

Avatar

Publicado

Harley-Davidson arrow-options
Divulgação

Depois do Flat Track, o Wall Of Death era a atração mais procurada durante o evento da Harley-Davidson

O Flat Track é uma corrida só de Harleys, na terra. E tem motos dos anos 30… Nesta época do ano, geralmente a primeira quinzena de outubro, acontecem no estado da Pensilvânia as duas maiores feiras de coisas antigas dos Estados Unidos, nas cidades de Carlisle e Hershey.

LEIA MAIS: Um passeio pelo sul da Califórnia. De Harley

São duas semanas consecutivas de imersão na ferrugem, a primeira focada em automóveis e outros veículos dos anos 50, entre muitas outras coisas colecionáveis e apaixonáveis, e a segunda focada em qualquer meio de transporte motorizado, em especial coisas do pré-guerra, inclusive motos da Harley-Davidson .

 Não, não vamos mostrar agora as maravilhas dos loucos colecionadores gringos, mas sim as similares brasileiras, em um evento pra lá de especial, para quem curte motocicletas, mecânica, corridas e veículos exóticos.

 A minha ida para as feiras norte-americanas este ano acabou não se confirmando, de forma que pude aceitar o gentil convite da Harley-Davidson para conhecer o Lucky Friends Rodeo , na cidade paulista de Sorocaba, a 100 km da capital. Grande negócio.

 Já em sua quarta edição, fiquei sabendo que, devido à enorme repercussão da segunda edição, uma vez que a primeira foi tímida, a terceira edição estourou de público, inesperadamente. Por esse motivo os organizadores do evento desta vez se empenharam de tal maneira que não pude deixar de compará-lo às duas mais tradicionais feiras de antiguidades mecânicas norte-americanas.

 Antes de ir ao local do Rodeo , fui conhecer a oficina do Flávio, onde tudo começou. Em uma grande área, vi espalhados muitos hot-rods e rat-rods, antes de chegar na área coberta, onde algumas Harley-Davidson dos anos 30 estavam sendo preparadas para a corrida Flat Track .

LEIA MAIS: A nova Harley-Davidson Low Rider S em grande estilo

 Trata-se de um pista oval, de terra, na qual os competidores aceleram quase que permanentemente em curvas, apoiando o pé esquerdo no solo e fazendo jogo de corpo. As motocicletas não têm o freio dianteiro e pouco se usa o traseiro.

A relação secundária é preferencialmente acertada para que também não se precise usar o câmbio, uma vez que a perna direita está sempre fora de alcance. Mas há também aqueles que preferem usar o câmbio manualmente, instalado ao lado do tanque de combustível.

 Assisti pela primeira vez uma corrida de Flat Track no ano passado, em Milwaukee, WI, por ocasião do 115º aniversário da Harley-Davidson. Gostei logo de cara. Mesmo eu sendo notoriamente um piloto do asfalto, fiquei com aquela impressão de que seria muitíssimo divertido brincar na areia com aquelas motocicletas veteranas. As provas do Flat Track do Lucky Friends Rodeo são iguais, apenas sem tantos concorrentes como lá. Por enquanto.

Harley-Davidson arrow-options
Divulgação e Gabriel Marazzi

Uma Harley moderna em plena ação na pista de terra, uma das atrações preferidas dos participantes do evento

 O melhor do evento, no entanto, está em tudo o que circunda a pista de terra, justamente o que me fez compará-lo aos encontros gringos. Mil barracas de tudo o que você imaginar que possa interessar um motociclista. Mas tudo mesmo! Motocicletas , acessórios, motopeças, vestuário, chapéus, facas, publicações especializadas, tatuadores, barbearias, comidas e bebidas. Tudo grandioso.

 Em dois dias de calor absurdo, se circular sem pressa debaixo do sol por todos os cantos do local já podia ser comparado a uma sauna com lâmpada de bronzeamento, fiquei imaginando por o que passavam aqueles intrépidos pilotos manobrando suas Harley na maior velocidade possível na terra, sem qualquer proteção contra o rei sol. Mas faz parte da sua diversão.

LEIA MAIS: Harley-Davidson dos Jesus Bikers é abençoada pelo Papa e vai a leilão

 As provas aconteciam concomitantemente aos shows de rock dentro da tenda do circo, aos espetáculos do Wall Of Death e às demonstrações do Globo da Morte. Ficou claro que passei a considerar o Lucky Friends Rodeo um evento da Harley-Davidson imperdível. Assim que a quinta edição tiver sua data determinada, imediatamente estará marcada como prioridade na minha agenda.

Comentários Facebook

Carros

Mercedes lança sedã esportivo que custa mais de meio milhão de reais

Avatar

Publicado


source
AMG GT 43
Divulgação

AMG GT 43: Sedã que surpreendeu a Europa por sua similaridade com os cupês esportivos da AMG

A Mercedes confira a chegada de 20 unidades do sedã esportivo AMG GT43 de quatro portas ao Brasil,  por R$ 575.900. Com isso, vai aumentando a lista dos modelos exclusivos e de alto valor que são confirmado no Brasil no meio da pandemia e durante uma das maiores crises da história. Já chegaram Audi R8 V10 , Ferrari F8 Tributo , Mini JCW GP , entre outros.

O sedã esportivo vem equipado com motor com 3.0 litros de cilindrada, de 6 cilindros em linha, capaz de render com 367 cv e nada desprezíveis 50,1 kgfm de torque. Com câmbio automático de 9 marchas, o carro é capaz de acelerar de  0 a 100 km/h em 5 segundos, de acordo com a marca alemã.

LEIA MAIS: Mercedes revela quatro lançamentos para o primeiro semestre

Em relação à versão mais cara do modelo, o AMG GT 63 S 4Matic+, o AMG GT 43 é quase R$ 1 milhão mais em conta, ante os R$ 1.455.900 do “irmão” mais sofisticado. Por outro lado, não deixa para trás as tecnologias mais recentes da divisão de supercarros da Mercedes-Benz . É equipado com o sistema EQ Boost, que combina o motor de partida e o alternador a um motor elétrico entre o motor e a transmissão. Além de mais suavidade e economia de combustível, adiciona 22 cv e 25,5 kgfm quando acionado.

LEIA MAIS: Mercedes A35 AMG: foguete de bolso

Mais tecnologia

AMG
Divulgação

Na traseira, o caimento do teto propicia uma melhoria aerodinâmica, o que aprimora a sua eficiência

Entre os itens de série, vem com quadro de instrumentos digital, sistema de estacionamento semi autônomo, faróis de LED adaptativos (que ajustam o feixe de luz de acordo com a iluminação do ambiente e o tráfego) e frenagem automática de emergência com aviso traseiro.

LEIA MAIS: Mercedes GLA 45 AMG: um aventureiro endiabrado

Há também chave presencial para acesso do veículo e partida do motor, seletor de modos de condução (que ajustam motor, suspensão, transmissão e direção), ar-condicionado digital de 4 zonas, sistema de som Burmester de 14 alto-falantes e amplificador de 10 canais com 640 watts e aquecimento nos bancos dianteiros.

Para quem for utilizar o sedã esportivo da Mercedes-Benz nas pistas, o AMG Track Pace, integrado ao sistema multimídia, registra os tempos de volta e aceleração, além de dados de telemetria ao vivo. Veja abaixo o vídeo oficial do novo sedã esportivo.




Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros

Maio fecha com as piores vendas em 28 anos, diz Anfavea

Avatar

Publicado


source
Anfavea
Divulgação

A expectativa da Anfavea gira em torno da retomada gradual das fábricas, mas segue sem grandes previsões para o ano

Mais um mês de pandemia e de números que desabam no setor automotivo. A produção de veículos no Brasil, em maio ainda registra uma queda de 84,4% em relação a maio de 2019. Os números de produção só foram tão maiores por conta do retorno de algumas fábricas. E os emplacamentos contaram com 62.200 unidades, pior mês de maio desde 1992, com quase 75% de queda ante 2019 o respectivo mês de 2019. Os números foram divulgados nesta sexta-feira (5) pela Anfavea.

LEIA MAIS: Pela primeira vez, SUVs vendem mais que hatches pequenos no Brasil

No acumulado de 2020, 676 mil unidades emplacadas, ou 38% de queda ante o acumulado de 2019 até o respectivo fechamento de maio. A exportação de 3.900 veículos em maio, por sua vez, representa queda de 91% em relação a maio de 2019, pior número desde 1978. E o acumulado foi o menor desde 2002, com 100 mil unidades.

LEIA MAIS: Concessionárias e lojistas usam criatividade para sobreviver na crise

Vendas
Divulgação

Concessionárias têm de obedecer aos decretos de vários Estados, que exige o fechamento dos estabelecimentos até segunda ordem

Segundo Luiz Carlos Moraes, presidente da Anfavea: “é difícil prever números de produção, licenciamentos e de exportação. Mas a perspectiva da Anfavea é de um licenciamento de 1600 veículos, sendo 1350 automóveis e 250 comerciais leves para junho, o que representa uma queda de 40% ante maio de 2020”.

LEIA MAIS: Depois da pandemia, qual será o “novo normal” no setor automotivo?

O acumulado do ano também teve resultados negativos. A variação foi de 49,2% para menos, passando de 1.241.155 em 2019, para 630.819 em 2020. “Embora junho sinalize algum retorno mais efetivo à produção de carros , teremos sem dúvida o pior trimestre da história do setor automotivo. Resta esperar por uma reação no segundo semestre capaz de evitar maiores danos às vendas de carros e à toda cadeia automotiva”, disse o presidente da Anfavea .

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana