conecte-se conosco


Entretenimento

Contato com presos inspirou Seu Jorge em “Irmandade”, nova série da Netflix

Avatar

Publicado

Elenco do seriado Irmandade, da Netflix arrow-options
Helena Yoshioka / Divulgação

Elenco reunido no lançamento da produção brasileira com estreia marcada para o próximo dia 25

A nova produção brasileira da Netflix, “Irmandade”, foi lançada na manhã desta quarta-feira (9), em São Paulo, com as presenças do diretor Pedro Morelli, dos atores Seu Jorge, Naruna Costa, Lee Taylor, Wesley Guimarãoes, Pedro Wagner e Danilo Grangheia. A trama é composta por oito episódios e será disponibilizada no dia 25 de outubro pela plataforma.

A série é ambientada na cidade de São Paulo dos anos 1990 e conta a história de Cristina (Naruna Costa), uma advogada honesta do Ministério Público e dedicada ao trabalho. Ela descobre, depois de duas décadas de separação, que seu irmão Edson, interpretado por Seu Jorge, está preso e lidera uma facção criminosa conhecida como “Irmandade”.

Ao longo da trama, ela acaba se envolvendo com o crime organizado e precisa fazer difíceis
escolhas, sempre envolvida em uma tensão do que seria o correto e errado, baseado na vivência da personagem.

Pedro Morelli arrow-options
Helena Yoshioka / Divulgação

Diretor da série, Pedro Morelli


Com criação e direção de Pedro Morelli, a série, uma parceria da Netflix com a produtora O2,
levou dois anos entre elaboração e lançamento. De acordo com Morelli, a plataforma de streaming procurou a produtora e trouxe alguns temas como sugestões para uma futura produção.

“Dentre os que eles me apresentaram, me interessei pela temática das facções criminosas porque eu já tinha vontade de criar algo nessa temática. Quando fomos falar sobre facções crminosas tinham algums abordagens possíveis. A mais esperada e a menos bacana seria através do ponto de vista de um policial que investiga a facção. A segunda ideia seria fazer por meio do olhar de um líder da facção e colocar ele no centro da trama, mas também já vi muitas vezes. Então, escolhemos colocar o ponto de vista de uma mulher, uma protagonista, que é a Cristina (Naruna Costa)”, explicou o diretor da nova série da Netflix.

Ainda segundo Morelli, a escolha da mulher no centro da trama e a década em que a série se passa estão conectadas. “Para ter uma protagonsita mulher nesse contexto, a gente precisava estar na época antes do telefone celular porque hoje em dia os presos conseguem se comunicar entre si, mas antigamente as mulheres eram mais necessárias para passar mensagens, sair e entrar do presídio”, detalhou.

Seu Jorge em lançamento da série arrow-options
Helena Yoshioka / Divulgação

Seu Jorge vive Edson, um dos protagonistas da série


Para Seu Jorge, o trabalho foi intenso, precisou de muita pesquisa e ele até pediu ajuda aos
rappers Mano Brown e Edi Rock, do grupo Racionais MCs, representado na trilha sonora, sobre o vocabulário da periferia paulistana nos anos 1990.

“Compor o Edson não é fácil, tem a linguagem de época, as gírias de São Paulo, eu tive que
trabalhar muita coisa, mas valeu a pena. Não vejo a hora de fazer tudo de novo”, destacou o
protagonista. A trama é dirigida por três diretores (Morelli dirige alguns episódios, e outros têm a condução de Aly Muritiba e Gustavo Bonafé).

Além de São Paulo, a trama também foi gravada em Curitiba, em uma ala desativada de um presídio ainda em funcionamento. O elenco comentou que era comum os presos assistirem às gravações das cenas, mesmo que de longe, e isso teria inspirado ainda mais os atores e atrizes. Para entrar na unidade prisional, eles também eram revistados e passavam pelo esquema da segurança.

Elenco da série Irmandade arrow-options
Aline Arruda/Netflix

Irmandade: série da Netflix com Seu Jorge estreia em 25 de outubro

“Ali eu compreendi o quanto é valiosa a liberdade porque a gente ficava um pouco na cela, mas
depois ia embora. Uma cena em especial me marcou. Eu estava no pátio e via que eles estavam nos assistindo e gritando: ‘Seu Jorge, representa nós’. É muito forte, o cara ta gritando de dentro da cela para eu representá-lo. Não me intimidou, me deu um gás”, avaliou Seu Jorge.

O diretor garante que a facção criminosa do seriado é fictícia e os personagens também. Mas, ele destacou que a história se baseia na realidade do crime organizado e de como a falta de Justiça foi um grande empurrão para a realidade carcerária do país hoje.

Lugar de fala, “Irmandade” promete fugir dos clichês

Naruna Costa em coletiva de lançamento de Irmandade arrow-options
Helena Yoshioka / Divulgação

Irmã de Edson, a advogada Cristina (Naruna Costa) se vê num dilema quando de aproxima da Irmandade

Naruna Costa, que vive a Cristina, em determinado momento do seriado trabalhará como informante da polícia contra o próprio irmão. Para interepretar a personagem, ela conta que, além das pesquisas, também colocou um pouco de si na irmã do Edson (Seu Jorge).

Ela falou abertamente sobre como a representatividade ajudou a dar autenticidade ao seriado. “Nós duas temos semelhanças, eu a Cristina. Somos negras, da periferia e sobreviventes. Eu acho que não só eu. No primeiro dia de gravação o Seu Jorge contou um pouco da história dele, o Wesley também e a gente percebe que, apesar de gerações diferentes, em algum momento a gente é família enossa vivências se cruzam”, disse Naruna.

O elenco negro de Irmandade chamou atenção sobre o lugar de fala e de como isso ajudou a moldar o roteiro da trama para fugir de clichês e estereótipos sobre o crime. O diretor Morelli também alegou estar ciente de que é um homem branco e privilegiado. “Por isso que eu sinto a necessidade de falar sobre esses temas, essas injustiças sociais”, relatou.

Confira o trailer de “Irmandade”

No cenário de “Irmandade” também estão as palafitas de Cubatão, em São Paulo. A série se ambientou em mais de 40 locações no estado e contou com o trabalho de 280 pessoas na equipe, mais de 500 figurantes e 85 dias de filmagens.

A primeira temporada da série chega com oito episódios simultaneamente nos 190 países onde a Netflix está presente. O diretor não confirma se haverá uma segunda temporada, mas já adianta que trabalha com a possibilidade e que nem todos personagens devem continuar.

Comentários Facebook

Entretenimento

Globo não renova contrato com Zeca Camargo depois de 24 anos

Avatar

Publicado


source

Após 24 anos, o jornalista Zeca Camargo vai deixar a Globo . Em nota, a emissora carioca confirmou que não renovou o contrato com o apresentador do “É de Casa”. A decisão foi tomada em comum acordo e o profissional seguirá de portas abertas para possíveis projetos nas diversas plataformas da empresa.

Leia também: Globo deixa atores “desamparados” e sem contratos até o fim da pandemia

Zeca Camargo
Reprodução/Instagram

Zeca Camargo


Confira a nota da Globo na íntegra:

Após 24 anos de uma trajetória conjunta, marcada por uma parceria de muito respeito e sucesso, o apresentador Zeca Camargo se despede da Globo.

Profissional multitalentoso, Zeca chegou à emissora em 1996 como apresentador e coordenador de projetos e novos formatos do Fantástico. No programa, foi responsável pela criação de diversas séries e comandou entrevistas com grandes artistas internacionais como Paul McCartney, Mick Jagger, Madonna e Lady Gaga. Levou sua paixão por viajar para o dominical nas centenas de viagens que fez através das séries ‘Aqui se Fala Português’ (1998), ‘A Fantástica Volta ao Mundo’ (2004), entre outras. Coube a Zeca também a apresentação do primeiro reality do país, ‘ No Limite ’, lançado em 2000. No gênero, ele comandou ainda ‘O Jogo’ e ‘Hipertensão’. Em 2013, Zeca deixou o Fantástico e partiu de vez para o entretenimento, quando assumiu a apresentação da nova fase do ‘ Vídeo Show’ . E em 2015 se juntou ao time de apresentadores do ‘ É de Casa ’, matinal que apresentou até o começo de maio, antes de sair de férias.


Em sintonia com as novas dinâmicas de parceria da Globo e do mercado, a decisão da não renovação do contrato foi feita em comum acordo entre o apresentador e a empresa, que continuará de portas abertas para possíveis projetos, em todas as plataformas.

Leia também: Globo encerra contrato com Bruna Marquezine; saiba a razão

Zeca Camargo também se manifestou, dizendo que leva “as melhores lembranças desta parceria de 24 anos. Nessa colaboração, celebro a chance preciosa que tive de trabalhar num lugar tão aberto às boas ideias, onde elas ganharam espaço e repercussão. Lá cresci e me desenvolvi com profissionais incríveis, e sou especialmente grato, na minha trajetória, ao Luiz Nascimento, por todo o período do ‘ Fantástico ‘; e ao Boninho, parceiro forte em várias frentes desde o sucesso de ‘ No Limite ‘. E não deixa de ser um belo fechamento de ciclo eu me despedir agora, quando o ‘É De Casa’ está sob o comando de Mariano Boni, com quem estabeleci um alinhamento forte desde meu primeiro dia na Globo, justamente na coordenação, em São Paulo, do ‘Fant’ (nosso nome carinhoso) naquele ano de 1996. Por todo esse aprendizado, só tenho gratidão, que levo comigo para novos projetos”.

Leia também: Globo anuncia data de retorno das gravações de “Amor de Mãe”

Volta de “No Limite”

Recentemente, uma postagem de  Boninho deixou muitos fãs do programa “No Limite”, que era apresentado por Zeca Camargo, esperançosos. “Vendo minhas queridas Simone e Simaria, no Altas Horas, lembrei dessa foto que fizemos em No Limite 4. Muito tempo! Tivemos a visita da minha amada Ana Maria Braga. Boas Lembranças, Zeca Camargo. Será que isso quer dizer que vamos ter um novo No Limite?”, disse o diretor, levantando especulações sobre uma possível volta do reality.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Entretenimento

Filho de Roberto Carlos diz que o Rei tem um novo amor

Avatar

Publicado


source

Parece que o coração de Roberto Carlos está ocupado. O Rei evita falar sobre o assunto, mas em algumas entrevistas chegou a comentar que seu coração estava aberto em busca de um novo amor e o seu filho,  Dudu Braga  deixou escapar que existe uma mulher sim na vida do pai. E mais: que RC pode revelar o nome da nova amada: “Está chegando esse momento. Percebo no meu pai que o coração dele está se abrindo novamente para de repente assumir alguém”. 

Leia também: Roberto Carlos recomenda uso de máscaras de proteção devido Covid-19

Roberto Carlos e Dudu
Divulgação

Roberto Carlos e Dudu


Leia também: Produção do filme biográfico de Roberto Carlos está atrasada por causa do Rei

Em entrevista ao canal “Lisa, Leve e Solta”, da jornalista Lisa Gomes, Dudu ainda lembrou de  Maria Rita , que morreu em 1999, vítima de um câncer na região pélvica. “Outra Maria Rita ele não vai encontrar e se ele procurar isso, ele não vai encontrar, ele tem que procurar um novo amor. Ela foi o grande amor da vida do meu pai”.

Dudu também entregou que, após a morte de Maria Rita,  Roberto Carlos  chegou a se arriscar em novos amores: “Ele é um homem no tempo dele. É claro que já passaram algumas pessoas pela vida dele, isso não tenho dúvida nenhuma”,revela.  

Leia também: Roberto Carlos: uma vida de rei tocada pela tragédia

Chamado carinhosamente de Segundinho, Dudu é radialista e diz que até  pensou em usar seu programa de rádio para encontrar uma nova madrasta. “Eu queria fazer uma promoção na rádio. Se candidate a madrasta do Dudu! Eu gostaria de ter uma madrasta”, brinca.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana