conecte-se conosco


Várzea Grande

Educação promove curso de boas práticas para merendeiras da rede municipal de ensino

Publicado

A secretaria municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer em parceria com a secretaria municipal de Saúde e da secretaria estadual de Educação, capacitou entre os dias primeiro a 7 de outubro, profissionais de Apoio Administrativo em Nutrição Escolar (merendeiras), pertencentes as 87 escolas municipais e Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) da rede de ensino de  Várzea Grande. O curso de atualização de boas práticas para apoio em nutrição escolar foi realizado no anexo I da Educação Municipal e beneficiou cerca de 200 profissionais, sendo divididas em duas turmas. 

A capacitação tem como objetivo qualificar as merendeiras a preparar, armazenar de forma adequada, higiênica e segura os alimentos como explica o secretário municipal de Educação Silvio Fidelis. “O curso prevê a capacitação e qualificação das auxiliares de merenda escolar do município, na intenção de ensinar e auxiliar a elas no processo de manipulação de alimentos com qualidade, de segurança alimentar. O importante hoje na alimentação é você produzir alimento seguro, onde a pessoa/consumidor e neste caso nós estamos falando de crianças, que elas possam se alimentar, com a garantia que não vão adquirir doenças por uma manipulação incorreta e inadequada, além de cumprirmos com a legislação, sendo este curso uma norma preconizada pela ANVISA, que é a Agência Nacional de Vigilância Sanitária,” explicou o secretário.  

Ainda para o secretário de Educação ,Silvio Fidélis, o curso é importante para que a gestão consiga instituir e manter as boas práticas no manuseio dos alimentos no âmbito escolar. “É um ótimo aprendizado sobre cardápio, armazenamento dos alimentos e os cuidados nutricionais. Tudo que precisamos garantir para manter a qualidade da merenda escolar que hoje temos na nossa rede escolar e oferecer o melhor atendimento nesse setor”, acentuou.

Veja Também  Procon/VG  apreende em um ano mais de 1 tonelada de alimentos impróprios para consumo

A nutricionista Mônica Aparecida Gonçales, uma das facilitadoras do curso, explicou que a abordagem principal esteve relacionada ao trabalho das merendeiras. “Falamos desde o preenchimento de registro de controle até as boas práticas de manipulação dos alimentos e os hábitos saudáveis, além das normas vigentes por lei na segurança alimentar. São instruções necessários e que fazem parte do dia-a -dia dessas profissionais”, disse ela.

A Superintendente Operacional do Sistema Escolar,  Ednir Maria de Almeida, acrescenta que a capacitação é uma espécie de reciclagem. “Todo ano realizamos treinamentos como esse, renovando as técnicas repassadas às servidoras agregando conhecimento e troca de experiências entre elas. Esperamos com este curso possamos evitar o desperdício, com a melhora do aproveitamento e manuseio dos alimentos e o descarte das sobras, uma questão ambiental séria que impacta a todos e que tem trazido problemas para a manutenção das escolas, exatamente por causa desse mau descarte que acaba levando restos para os ralos e consequentemente esgotos, e acima de tudo a segurança alimentar dos alunos”, disse a superintendente. 

Veja Também  Mutirão para negociação de dívidas fiscais em Várzea Grande vai até amanhã 18

Ednir  Maria de  Almeida pontuou ainda o interesse das servidoras na capacitação. “Dividimos em duas turmas, uma no dia primeiro e hoje estamos finalizando com a segunda turma .“ Duvidas foram esclarecidas e as regras afiançadas.Sempre é bom relembrar as práticas de higiene e manipulação dos alimentos. O interesse foi grande por parte das merendeiras, o que melhora no seu dia-a dia , na execução do seu trabalho . E no dia 30 desse mês é comemorado o Dia da Merendeira, em alusão a data  iremos realizar uma grande comemoração para nossas servidoras que merecem esse reconhecimento pelo excelente trabalho que desempenham em nossas unidades”, finaliza a superintende. 

“Troca de ideias e potencialização dos nossos conhecimentos”, foi a colocação usada pela servidora, Edilhiane de Jesus Silva, que esteve presente na capacitação,  “Ações como essa fazem toda a diferença para o nosso trabalho que apesar de ser rotineiro, necessita de atualização no aprendizado. Mais do que conhecimento trocamos experiências umas com as outras, o que nos permite executar um trabalho cada vez mais de qualidade”, disse a merendeira.  

Por: Letícia Kathucia – Secom/VG

Fonte: Prefeitura de Várzea Grande
Comentários Facebook

Várzea Grande

Várzea Grande elege novos Conselheiros Tutelares da Criança e Adolescente : Veja Lista

Publicado

Várzea Grande e sua população exerceram o direito democrático ao voto para escolha de representantes que irão compor o Conselho Tutelar da Criança e do Adolescente, por um mandato de quatro anos.

Essa é a segunda eleição unificada para escolha de conselheiros tutelares em todo o Brasil.

Assim o promotor de Justiça, Douglas Lingiardi Straschicini resumiu os trabalhos de domingo, 20, realçando que diferente da primeira data, 06 de outubro, quando o pleito foi suspenso por problemas técnicos que ainda estão sendo esclarecidos, no dia de ontem, as escolhas aconteceram como deveriam e dentro da lei e da ordem.

Já passavam das 4 horas da madrugada quando os resultados dos 15 conselheiros e suplentes eleitos pela vontade popular daqueles que foram as urnas e se manifestaram foi divulgada pela Comissão Eleitoral e pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente.

Apesar do processo eleitoral ser realizado através do voto eletrônico a apuração se deu voto a voto, o que atrasou a divulgação dos resultados mas a Comissão Eleitoral ponderou que por se tratar de uma segunda eleição, todos os cuidados foram adotados para validar a vontade do eleitor.

Dos 147.653 eleitores aptos a votarem, compareceram 21.915 ou 14,90%. Foram 165 votos nulos e 38 brancos.

A eleição mobilizou mais de 550 servidores municipais que de forma voluntária se dedicaram à organização e realização desse pleito. Por ordem superior, todos os secretários e os adjuntos da Administração Municipal colaboraram com a estratégia e a logística para que as eleições transcorressem como esperado pelas autoridades. Às 8h em ponto, os portões dos 14 locais de votação espalhados pela cidade foram abertos e uma multidão de eleitores já fazia fila para depositar o voto em um dos 144 candidatos aptos ao cargo. Essa é a segunda vez que Várzea Grande promove eleições diretas e unificadas para escolha dos conselheiros tutelares. Desde 2015 os cargos são preenchidos por meio da escolha popular.

A prefeita Lucimar Sacre de Campos e o senador da República, Jayme Campos voltaram por volta das 10 horas na Escola Estadual Adalgisa de Barros e exortaram a necessidade de as pessoas participarem ativamente dos destinos de Várzea Grande.

“É bom ver que existe o interesse e a participação popular independente do número de eleitores que decidiu deixar o lazer de domingo para participar de uma escolha importante, ainda mais nos dias de hoje que é zelar pela criança e pelo adolescente, ou seja, cuidar do futuro da cidade, do Estado e do país”, disse a prefeita satisfeita pelos resultados e por Várzea Grande ter conseguido, após os problemas na primeira eleição, “dado a volta por cima, corrigir as falhas, superar os obstáculos e apresentar um resultado transparente e dentro da lisura esperada”, disse a prefeita.

Veja Também  Capacitação gratuita ao pequeno produtor de Várzea Grande vai até dezembro

Já o senador Jayme Campos sinalizou que o Brasil é um país de dimensões continentais e com culturas diferenciadas que exigem uma maior participação de todos na busca da solução dos problemas. “Somente quando todos participarem ativamente, independente de questões domésticas e pensando no conjunto da sociedade é que as coisas começaram a ter o resultado esperando. Foi um exercício da democracia mais transparente possível já que não era obrigatório o voto”, frisou o senador de segundo mandato.

Conforme Resolução do TRE/MT – baseada em decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) – mais de 147 mil eleitores estavam aptos a votar nesse domingo no Município. Esse contingente se enquadra na regra do órgão que prevê acesso às urnas de eleitores que realização a revisão biométrica até o dia 15 julho desse ano.

Todos os 14 locais de votação somaram 73 urnas, instaladas em escolas da rede pública estadual e municipal de ensino. Como destaca a secretária de Assistência Social, Flávia Omar, houve toda uma força-tarefa entre as secretarias municipais para fazer dessa eleição um pleito seguro, confiável e pacífico. “Do começo do mês, quando a eleição foi cancelada, para o pleito de hoje, ampliamos de seis para 14 locais de votação, distribuindo melhor os eleitores por regiões e setores e mobilizamos mais de 550 servidores contra cerca de 200 anteriormente. Divulgamos de todas as formas os pontos de votação, organizamos as salas por iniciais dos nomes dos eleitores. Enfim, um trabalho de bastidores unificado e coeso para trazer para população e aos candidatos a maior transparência e lisura possíveis”.

Ainda conforme a secretária, a organização e a adesão dos servidores e dos secretários municipais foi o grande diferencial dessa eleição. “Temos 14 locais de votação, desses, em oito deles temos mais de 10 mil eleitores aptos ao voto. Não é simples gerenciar um contingente desses e quem vai votar, já que o voto é livre, espontâneo, tem que sentir seguro, saber que seu voto vai ser respeitado e ser bem orientado em relação ao seu local de votação e a sala em que está sua urna”.

O comandante da Guarda Municipal e secretário de Defesa Social, Evandro Homero Dias, explicou que 50 GM´s foram destacados para dar apoio às eleições, tanto como ponto fixo nos locais de votação, como em viaturas que fizeram rodízio por todos os pontos e ainda na orientação do trânsito local bem como manter a rotina de patrulhamento pela cidade. Especificamente em relação às eleições para membros do Conselho Tutelar, o comandante pontuou que além do patrulhamento e apoio durante todo o dia de votação, agentes irão fazer a escolta dos boletins de urnas até o Anexo II da secretaria de Educação, localizado no jardim Marajoara, bem como permanecer no local até o final da apuração.

Veja Também  Procon/VG  apreende em um ano mais de 1 tonelada de alimentos impróprios para consumo

Sobre as ocorrências nas escolas, Homero informou que nada que atrapalhasse o fluxo de votação, apenas algumas pessoas insatisfeitas por não votar, já que fizeram a biometria após a data limite determinada pelo TSE e um e outro que compareceu embriagado para votar, mas que ao ser convidado a se retirar o fez de imediato sem oferecer qualquer resistência.

COMPETÊNCIAS E ATRIBUIÇÕES – O conselho tutelar é um órgão permanente e autônomo, eleito pela sociedade para zelar pelos direitos das crianças e dos adolescentes. Várzea Grande conta com três unidades do Conselho Tutelar, uma no Centro, outra na região do jardim Glória e outra no Cristo Rei. Com 300 mil habitantes, o Município pode escolher, de forma popular, 15 pessoas para ocuparem por quatro anos, os cargos de Conselheiros Tutelares.

Os conselheiros acompanham os menores em situação de risco e decidem em conjunto sobre qual medida de proteção para cada caso. O exercício efetivo da função de conselheiro constitui serviço público relevante e quem o prática deve ser pessoa idônea, de acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Para a candidatura a membro do Conselho, são exigidos os seguintes requisitos: reconhecida idoneidade moral, ser maior de 21 anos e residir no município.

Os conselheiros tutelares atuam em parceria com escolas, organizações sociais e serviços públicos. De acordo com o artigo 136 do ECA, são atribuições do Conselho Tutelar atender as crianças e adolescentes nas hipóteses em que seus direitos forem violados, seja por ação ou omissão da sociedade ou do Estado, por falta, omissão ou abuso dos pais ou responsável, ou em caso de ato infracional. O Conselho Tutelar pode aplicar medidas como encaminhamento da criança ou do adolescente aos pais ou responsável, mediante termo de responsabilidade, orientação, apoio e acompanhamento temporários, matrícula e frequência obrigatória em estabelecimento oficial de ensino fundamental, inclusão em serviços e programas oficiais ou comunitários de proteção, apoio e promoção da família, da criança e do adolescente e requisição de tratamento médico, psicológico ou psiquiátrico, em regime hospitalar ou ambulatorial, entre outros.

A posse dos eleitos deverá acontecer em janeiro de 2020. Agora o processo eleitoral ainda será consolidado pelo Ministério Público em comum acordo com o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente – CMDCA, analisando todos os fatos que envolveram o processo eleitoral antes de proclamar oficialmente os resultados. Veja Lista em Anexo.

Por: Marianna Peres – Secom/VG

Fonte: Prefeitura de Várzea Grande
Comentários Facebook
Continue lendo

Várzea Grande

Começa hoje em Várzea Grande a aplicação da Prova Brasil

Publicado

A Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer de Várzea Grande começou a aplicar nesta segunda-feira, 21, e vai até dia 1º de novembro a prova do Sistema de Avaliação de Educação Básica – Saeb nas escolas de todo o Brasil. A avaliação é feita a cada dois anos, e para 2019 a novidade é a avaliação amostral, que será aplicada aos alunos do 2º ano de toda a rede. O intuito é avaliar o nível de alfabetização dos alunos. 

Todas as escolas que possuem o ensino fundamental entre municipais, estaduais e privadas de Várzea Grande farão a prova.

O Saeb é aplicado a cada dois anos e permite produzir indicadores educacionais das escolas do Brasil. O exame também permite avaliar a qualidade, a equidade e a eficiência da educação praticada nos diversos níveis governamentais. As avaliações de Português e Matemática serão aplicadas para todos os estudantes de 5º e 9º anos.

Para essa edição de 2019, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – Inep – trouxe algumas inovações na realização da prova. Uma amostra de estudantes do 9º ano de escolas públicas fará os testes de ciências da natureza e ciências humanas com referência na Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada em 2017. 

Veja Também  Ministério Público e Conselho Tutelar baixam Resolução recomendando rigor na eleição

A Base Curricular também será a referência para a avaliação dos alunos do 2º ano do ensino fundamental, que também participarão pela primeira vez, com a finalidade de avaliar o nível de alfabetização dos alunos.

O secretário Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer de Várzea Grande ressalta o empenho do município na colaboração e realização da prova para as melhorias na qualidade do ensino público do nosso município e diz que a aplicação da prova faz parte do conjunto de estratégias contidas no Plano Municipal de Educação para garantir o avanço gradativo do processo de ensino e aprendizagem na rede pública do município.

“É fundamental que todos os alunos participem. Com os resultados da avaliação, as secretarias e o INEP têm um diagnóstico da Educação e podem detectar desigualdades nas escolas. Quanto mais estudantes fizerem, mais dados teremos para compor o Inep e melhorar a educação”, explica o gestor da pasta. 

Por: Letícia Kathucia – Secom/VG

Fonte: Prefeitura de Várzea Grande
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana