conecte-se conosco


Politica MT

Setembro Amarelo é tema de audiência no encerramento do mês

Avatar

Publicado

Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

A Assembleia Legislativa, por intermédio da Escola do Legislativo E em parceria com o gabinete do deputado Max Russi (PSD), promoveu no auditório Milton Figueiredo, programação especial direcionado ao Setembro Amarelo.

“As pessoas que amamos muitas vezes têm seus desejos e sonhos apagados de forma rápida. Com este evento, queremos orientar os jovens a buscar novos caminhos, dar uma palavra que contribua com essas pessoas, diminuindo os índices de suicídio e a problemática, como um todo, em Cuiabá e Mato Grosso. Como político e pai, tenho consciência desse problema, no que puder colaborar vou atuar na organização desse tipo de debates”, explicou o Russi.

Para o parlamentar, estar mentalmente ou emocionalmente saudável é muito mais que estar livre da depressão, ansiedade ou outros problemas psicológicos.

“O mundo tem evoluído bastante, muitas profissões vão desaparecer nos próximos anos, saindo da nossa realidade.Então, temos uma juventude mundial muito preocupada com essas questões e, principalmente carente de amor. Temos que buscar saídas para os nossos jovens”, lembrou o deputado.

Segundo dados da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), são registrados cerca de 12 mil suicídios ao ano Brasil e mais de 1 milhão no mundo. Conforme a estatística, cerca de 96,8% dos casos acontecem entre os jovens. Alguns estão relacionados à depressão, seguida do transtorno bipolar e uso abusivo de substâncias ilícitas.

A aluna da Escola Estadual Ernandy Baracat de Várzea Grande, Jennifer Ferreira, disse que o tema precisa ser melhor debatido nas escolas, onde muitas não possuem um departamento específico para tratar desse problema com o estudante.

“Discutimos esse tema com um círculo de amizade, porque cada pessoa reage de uma maneira diferente. Uns tem mais afinidades e abertura para comunicação, outors, como eu mesma, procuram ficar mais escutando para depois dar opinião. Alguns casos surpreendem”, afirmou ela.

A professora de Biologia da Escola Estadual Ernandy Baracat, Noelma Cristina Santos Freitas, entende que o país está passando por um período muito difícil e o “Setembro Amarelo” ajuda a disseminar o assunto suicídio.

“É louvável a intenção de dedicar um mês para  um assunto tão fundamental. Na minha opinião, um dos motivos mais preocupantes, é a questão da internet, que traz consigo muitas coisas boas, mas também muitas ruins. Nossa escola, neste caso, fica sempre atenta à necessidade dos alunos, se eles precisam de ajuda ou orientação”, destacou a professora.

O coordenador da Escola do Legislativo, Eduardo Manciolli, acredita que a saúde emocional e mental é o bem-estar psicológico em geral. “Todos os anos observamos milhares de jovens perdendo a vida por um momento de depressão. Este evento é muito importante porque mostramos motivação com palestras e outras dinâmicas entre os jovens”, entende ele.

De acordo com o psicólogo e palestrante Afro Stefanini Segundo, o fator emocional inclui a forma de se sentir em relação a si, e a capacidade de controlar os sentimentos.

“As características positivas são a autoconfiança e a capacidade de lidar com o estresse, e se recuperar de uma adversidade. Essas características nos permitem participar da vida de maneira plena por meio de atividades importantes e relacionamentos sólidos, contribuindo para encarar os desafios e as tensões da vida”, revelou ele.

Comentários Facebook

Politica MT

Delegado Claudinei pede para governo alugar quartos de hotéis aos profissionais de saúde durante pandemia

Avatar

Publicado


.

Foto: Ronaldo Mazza

Diante da pandemia de Covid-19 e com casos confirmados em Mato Grosso, o deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) apresentou Indicação 1253/2020 ao governo do estado para alugar quartos de hotéis aos profissionais de saúde que atuam na linha de frente do combate a essa doença.

O parlamentar aponta Delegado Claudinei aponta que, fora o risco de serem infectados a qualquer momento, os médicos, enfermeiros, auxiliares, técnicos que atuam no combate à Covid-19, ainda precisam lidar com a preocupação do risco de contaminar membros de suas famílias, principalmente nos casos em que estes sejam dos grupos de risco como idosos, doentes crônicos, gestantes, entre outros.

“Por isso, fizemos essa indicação ao Governo do Estado para que esses profissionais sejam abrigados em hotéis durante a pandemia, evitando assim que mantenham contato com familiares em grau de vulnerabilidade”, explica.

Durante a semana foi veiculada a informação que o próprio Conselho de Medicina fez essa sugestão à Secretaria de Estado de Saúde (SES). “Sabemos que os profissionais de saúde são os protagonistas no combate a esse vírus que assombra a toda população mundial. E esses profissionais têm travado uma dura batalha contra um agente invisível que nos ameaça e nos mantém refém. E, ainda assim, eles permanecem na luta diária pelas nossas vidas, correndo o risco de também serem infectados”, conclui o deputado.

O deputado destaca ainda que a iniciativa já foi adotada por outros estados do Brasil e que, além de proteger os familiares dos profissionais de saúde que fazem parte, principalmente do grupo de risco, vai contribuir com o setor hoteleiro mato-grossense. Com queda brusca na movimentação diante da pandemia, muitos hotéis têm fechado as portas. Informações veiculadas na mídia apontam que, pelo menos, 14 hotéis estão fechados em Cuiabá e Várzea Grande.

“Por conta da pandemia, não tem ocorrido viagens, o turismo parou e corre-se o risco de gerar desemprego na rede hoteleira. Então, seria mais uma forma de ajudar na economia da rede hoteleira, criando essa parceria como já ocorre nos estados do Rio de Janeiro e Rio Grande do Norte”, conclui Claudinei.

Essa iniciativa já foi adotada pelos estados do Rio de Janeiro e Rio Grande do Norte, além dos municípios de Curitiba (PR), Santa Maria (RS), Criciúma (SC), Presidente Prudente (SP) e Salvador (BA). 

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

Politica MT

Indicação pede instalação de posto de transformação elétrica para escola de Alta Floresta

Avatar

Publicado


.

Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

Comunidade da Escola Estadual Boa Esperança, localizada no distrito de Ourolândia, município de Alta Floresta, apresentou para o deputado Romoaldo Júnior (MDB) necessidade de viabilização de um posto de transformação elétrica para o colégio que comporta aproximadamente 150 alunos. Em acolhimento ao pedido o parlamentar apresentou a Assembleia Legislativa à Indicação nº 129/2020.

Na justificativa, foi ressaltado que algumas escolas enfrentam problemas sérios para os seus professores atuarem  devida a ausência do equipamento, ou pela incapacidade dos existentes nelas que não atendem a demanda.

 “O alto consumo de energia de um estabelecimento escolar, tais como freezers, lâmpadas, computadores, ar condicionado e outros, exige a instalação desta tecnologia. Inclusive, muitas escolas possuem computadores e ar condicionados que não estão instalados pelo fato de não possuírem posto de transformação”, explicou Romoaldo ao reforçar que o pleno funcionamento dos equipamentos eletroeletrônicos das unidades de ensino reflete diretamente no aprendizado e bem-estar de alunos e professores.

O posto de transformação, ou simplesmente “PT”, é uma instalação onde acontece à transformação da energia elétrica de média para baixa tensão, alimentando a rede de distribuição de baixa tensão. Os níveis de tensão necessários para a boa estabilidade de um sistema elétrico são obtidos por meio das instalações em que se usam os transformadores – os PT’s têm a função de reduzir a tensão de níveis elevados para níveis utilizáveis pelos consumidores finais. 

 

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana