conecte-se conosco


Mato Grosso

Estudantes da Escola Tiradentes de Rondonópolis fazem troca para uniforme oficial

Avatar

Publicado

Em formatura no pátio de eventos do 4º Comando Regional da Polícia Militar, na noite desta sexta-feira (20.09), 270 estudantes da Escola Estadual Militar Tiradentes Major Ernestino Veríssimo da Silva fizeram a troca do uniforme de adaptação para o oficial.

Após dois meses frequentando a nova escola usando calça jeans e camiseta branca, os estudantes, já com a farda orgânica (calça cinza com faixa vermelha nas laterais, camiseta branca sob uma camisa de manga curta também branca e na cabeça cobertura similar a dos policiais militares) os estudantes receberam dos pais e padrinhos o ‘cordão fiel’ e o distintivo do ciclo em que estão matriculados. No ato o ‘fiel’, uma peça em corda, foi presa ao uniforme no ombro direito dos alunos simbolizando lealdade, respeito, entre outros valores cultivados pelo ensino militar.

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Jonildo José de Assis, assistiu ao desfile e não só recebeu como saudou os alunos em continência. Assis destacou o ensino das escolas Tiradentes citando como exemplo o desempenho dos alunos em exames oficiais como o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

Ao final os estudantes desfilaram em continência ao comandante-geral, coronel Assis (Foto: Sd Rodrigues)

No Ideb 2017, o último divulgado pelo Governo Federal, as unidades militares de Juara, Nova Mutum e Sorriso alcançaram 6.5 pontos e, a de Cuiabá 5.9, a melhor nota alcançada entre todas as unidades da rede pública.  

Assis disse que as ações da PM vão além de trabalhar no controle dos índices criminais, da prevenção e repressão da violência. “Com nossas escolas militares e diversos projetos sociais contribuímos para a formação de cidadãos de bem, homens e mulheres que respeitam o próximo e exercem o patriotismo”, completou.

Pai de duas alunos do Tiradentes de Rondonópolis, o caminhoneiro Antônio Marcos Vasconcelos estava orgulhoso. Primeiro pela aprovação das duas filhas, Débora Vitória e Sara Vitória (15 e 13 anos), no concorrido processo seletivo de ingresso. Depois, pela adaptação e empenho das filhas na nova escola. Por viajar muito, passar semanas longe de casa, Vasconcelos acredita que em ausência a disciplina e qualidade do ensino da escola militar vão ajudar a esposa na formação das filhas.

Apesar da pouca idade, os estudantes e amigos Gustavo Leônidas Esplendo de Moraes (13) e Vinícius Patrick Brites Carvalho (14) se dizem convictos sobre a profissão que vão seguir. “Policial militar, oficial”, responderam juntos. Eles disseram que não queriam estudar em escola militar, mas aceitaram o pedido dos pais para que fizerem o processo seletivo.

Os alunos Esplendo e Carvalho, juntos com o tenente-coronel Cândido, comandante da Força Tática, querem ser oficiais(foto: Sd Rodrigues)

“Meu pai me inscreveu, eu aceitei e gostei tanto que agora decidi ser militar”, completa Esplendo. Ele e o amigo Carvalho já pesquisaram sobre a carreira e já sabem que, no caso de Mato Grosso, para concorrer a vaga em concurso é necessário fazer faculdade de Direito.

O evento, prestigiado por autoridades e centenas de moradores, também homenageou autoridades e pessoas que contribuíram com a escola e a Educação em Rondonópolis. Entre os homenageados estava a senhora Amália Pereira de Oliveira, viúva do oficial que deu nome à escola, o major Ernestino Veríssimo da Silva, conhecido na região pela sua atuação operacional, os projetos sociais que criou e manteve e pelos livros que escreveu.

Escola Nova

A Tiradentes Major Ernestino Veríssimo da Silva é uma unidade da rede estadual de ensino que funciona sob a gestão da Polícia Militar e está vinculada à Diretoria de Ensino, Instrução e Pesquisa(Deip) da PMMT e à Secretaria Estadual de Educação. Tem em seus quadros professores civis cedidos pela Seduc e militares do quadro da Polícia Militar.

Foi criada em março de 2018 (decreto 1403) e começou a funcionar em julho deste ano. Tem 270 alunos com idade entre 11 e 14 anos divididos em 9 turmas do 7º ao 9º ano do ensino fundamental. A escola tem como diretor o tenente-coronel da PMMT Marcos Antônio da Silva.  

Comentários Facebook

Mato Grosso

Sema e PM multam infrator que comercializava pescado fora da medida permitida em Juína

Avatar

Publicado


.

Fiscais da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), apreenderam 768 quilos de pescados e quatro freezers no município de Juína. A operação foi realizada em conjunto com a Polícia Ambiental na segunda-feira (25.05).

Os pescados eram de várias espécies e o infrator que foi conduzido para a delegacia é pescador profissional e estava pescando e comercializando peixes fora da medida permitida.

Os peixes foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de Juína e o infrator recebeu uma multa de R$ 35 mil.

Atividade essencial

As atividades de fiscalização ambiental que incluem as ações de monitoramento e controle de crimes ambientas como desmatamento e exploração florestal ilegais, pesca predatória, caça ilegal, poluição causada por empreendimentos, dentre outros, seguem em pleno funcionamento.

De acordo com o Decreto Estadual 432/2020, a fiscalização ambiental é considerada atividade essencial no Estado. Ao se deparar com crimes ambientais, o cidadão pode fazer denúncias pelo 0800 65 3838 ou via aplicativo MT Cidadão (disponível para IOS e Android).

Regras da pesca

Os pescadores profissionais e amadores devem seguir as regras determinadas pela Lei Estadual nº 9.096/2009, que estabelece a proibição para uso de apetrechos de pesca como tarrafa, rede, espinhel, cercado, covo, pari, fisga, gancho, garateia pelo processo de lambada, substâncias explosivas ou tóxicas, equipamento sonoro, elétrico ou luminoso.

As medidas mínimas dos peixes constam na carteira de pesca do Estado e algumas delas são: piraputanga (30 cm), curimbatá e piavuçu (38 cm), pacu (45 cm), barbado (60 cm), cachara (80 cm), pintado (85 cm) e jaú (95 cm).

O regramento em Mato Grosso proíbe a captura, comercialização e transporte das espécies dourado (Salminus brasiliensis) e piraíba (Brachyplatystoma filamentosum), conforme estabelecido na Lei 9.794/2012.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Sesp confirma primeira morte por Covid-19 no Sistema Penitenciário

Avatar

Publicado


.

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), por meio da Adjunta de Administração Penitenciária, recebeu a confirmação da morte por coronavírus do reeducando Antônio Machado Jesus, de 76 anos, que estava na Cadeia de Alta Floresta. Ele foi a óbito na quarta-feira (20.05), por volta de 18h, no município. Antônio sofria de doença pulmonar crônica e hipertensão há alguns anos e era acompanhado pela equipe médica da unidade penal.

Na segunda-feira (18.05), o reeducando foi atendido na unidade com sintomas de gripe, náuseas e vômito, sendo encaminhado ao Hospital Regional de Alta Floresta. Na ocasião, o reeducando fez o teste rápido de Covid-19, que deu negativo. O hospital deu alta ao paciente na terça-feira (19.05).

Ele voltou a se sentir mal na quarta-feira (20.05) e a equipe médica da unidade o reencaminhou ao Hospital Regional de Alta Floresta, que o colocou na mesma ala em que ficam os pacientes tratados com coronavírus, onde fez novo exame laboratorial para possível detecção de Covid-19. Dias depois, houve a confirmação da morte do preso pelo novo coronavírus.

Casos confirmados

Os exames de mais sete recuperandos da Cadeia de Alta Floresta deram positivo para Covid-19. Cinco apresentam sintomas leves e estão isolados dos demais, dentro da própria unidade. Dois estão hospitalizados na rede pública do município. Outro confirmado com a Covid-19 é de Tangará da Serra. Trata-se de um andarilho que fugiu do hospital, foi preso pela Polícia Militar e descoberto que estava com mandado de prisão em aberto em Goiás.

Ele está isolado no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Tangará da Serra e aguarda o resultado da contraprova. A Justiça de Tangará da Serra determinou pelo recambiamento dele para o estado de Goiás.

No sábado (23.05), a Secretaria Municipal de Saúde de Alta Floresta realizou testes nos reeducandos da Cadeia Pública e aguarda resultado dos exames para saber se houve contaminação aos demais. Uma nova enfermaria será instalada na unidade nesta sexta-feira (29.05) e uma enfermeira será removida para ficar por 30 dias em Alta Floresta.

Na cidade, três policiais penais tiveram a doença, já estão curados e voltaram a trabalhar. Outros três policiais penais que testaram positivo para a Covid-19 estão em isolamento domiciliar.

EPI e testes rápidos

A Secretaria Adjunta de administração Penitenciária, por meio da Coordenadoria de Saúde, encaminhou Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para todas as 52 unidades penais de Mato Grosso, adquiridos com doações do Poder Judiciário por meio do Conselho de Segurança de Execução Penal (Concep) e também com recursos do Departamento Penitenciário Nacional (Depen).  

O Depen também fez compra de 1.500 testes rápidos para Covid-19 e será enviado para Mato Grosso para testar as cerca de 11,5 mil pessoas privadas de liberdade. Pelos protocolos de saúde, serão testados aqueles que apresentarem os sintomas.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana