conecte-se conosco


Mulher

Com dor ao usar salto alto, mulher descobre que cometeu gafe hilária

Avatar

Publicado

É verdade que, dependendo do modelo e altura, usar salto alto pode acabar com os pés. No caso de Ayleigh McGhee, de Glasgow, Escócia, os sapatos foram motivo de reclamações durante uma noite inteira, até o momento em que ela descobriu um “segredo” sobre eles.

Leia também: Este é o truque de Kate Middleton para acabar com as dores ao usar salto alto

Ayleigh usando os sapatos ao contrário arrow-options
Reprodução/Instagram/ayleighmcgheex

Após reclamar que o salto alto estava machucando seu pé, Ayleigh Mcghee descobriu que os sapatos estavam ao contrário

Basicamente, a mulher percebeu que estava usando os sapatos de salto alto nos pés trocados — sim, isso quer dizer que o pé esquerdo estava no direito e vice-versa. Quem expôs a confusão foi uma amiga de Ayleigh, Georgia Henry, pelo Twitter

Leia também: Dá para manter a elegância sem usar saltos altos? Especialista ensina as dicas

“Ayleigh estava reclamando a noite toda sobre como ela não conseguia andar com esses sapatos até perceber na manhã seguinte que estava usando eles nos pés errados”, escreveu. A postagem viralizou, recebendo mais 1,9 mil compartilhamentos e 33,3 mil curtidas. A própria Ayleigh deu retuíte na foto dos sapatos, brincando com a situação. 

Leia também: Saltos altos provoca demissão de mulher no Reino Unido; entenda a história

Os internautas acharam a “troca de pés” hilária. “Essa é a coisa mais engraçada e com certeza algo que eu também faria”, comentou uma mulher. Outra ainda afirmou que já usou os mesmos sapatos de salto alto nos pés certos e, mesmo assim, eles não eram tão confortáveis: “Esses são sapatos horríveis, eles mataram os meus pés”, contou. 

Comentários Facebook

Mulher

Como falar com os filhos sobre um assunto delicado?

Avatar

Publicado


source

“Meu filho é muito pequeno e não vou assustá-lo mostrando a gravidade do coronavírus e todo o sofrimento que vêm ocorrendo no mundo”, é o que muitos pais e mães pensam. Mas, antes de  decidir “poupar” seu filho das más notícias , lembre-se que estamos falando do mundo real, de riscos reais. E, nesse caso, silêncio e o segredos não protegerão nossas crianças.

mãe conversando com filhos
Arquivo pessoal

Mesmo quando o assunto é complicado, é melhor falar com os filhos do que mascarar a realidade


Mas como falar com os filhos sobre um assunto tão delicado? Pra começo de conversa, é importante saber que os detalhes sobre a situação a qual estamos vivendo , com o coronavírus e todos o isolamento social no mundo, vai depender da idade de cada criança. Se seu filho é pequeno, menos de 4 ou 5 anos, o ideal é começar o assunto perguntando o que ele já sabe. Vá descobrindo até onde ele entende o que está acontecendo e fale sempre a verdade, claro que com as explicações respeitando a idade da criança.

Você não tem resposta para tudo? Bem-vinda ao mundo dos normais: ninguém tem. E tudo bem. Você não precisa ter todas as respostas . Sobre o que vai acontecer depois disso tudo, por exemplo, você pode dizer “nós não sabemos, mas acreditamos que…”.

O importante é que seu filho entenda o que está se passando e que ele tenha esse espaço para conversar e falar dos seus medos . Não precisa amenizar tudo, tá mãe? Não precisa dizer que essa pandemia não é nada de mais e que não precisa sentir medo. Explique que ter medo é normal e que até você também sente. A gente falou sobre isso no texto passado, não foi? Sobre falar dos seus sentimentos também para a criança. Isso ajuda na identificação dos sentimentos dele próprio.

Leia também: Desobediência, birras e gritos: entenda as reações de seu filho no isolamento

Você não está sozinha nessa, mamãe. Todas nós estamos no mesmo barco e dentro da mesma tempestade. Já está tudo bem difícil para crianças e adultos. Se o assunto sobre o isolamento social, a Covid-19 e tudo isso que estamos passando surgir – e é importante que surja – termine com um clima bom.

Depois de falar com os filhos , procure fazer alguma coisa divertida com as crianças. Isso vai ajudar a passar mais segurança e trazer a leveza tão necessária nesse momento. Para eles e para você.

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Continue lendo

Mulher

“Postura pós-pandemia”: projeto ensina como receber em casa depois da Covid-19

Avatar

Publicado


source

A pandemia tem causado diversos impactos na sociedade. Dentre eles, podemos citar as questões relacionadas ao comportamento. Novos hábitos passaram a fazer parte do cotidiano de muitos brasileiros, desde usar máscaras a higinenizar as compras adequadamente.

Leia também: 10 dicas para montar um canto lúdico para as crianças em casa

chinelo
Reprodução

Retirar o chinelo na porta pode ser um novo hábito de visita

Pensando nisso, Camila Costa (@requintando_por_camilacosta), Isabela Azevedo (@beluquices), Rosana Brandão (@rosanabrandao) e Terezinha Ribeiro (@etiquetainteligente) criaram o projeto “Posturas Pós Pandemia” com o objetivo de compartilhar em seus perfis nas redes sociais dicas sobre os novos comportamentos advindos da pandemia

O primeiro assunto abordado é a questão do sapato que necessitará de um cuidado especial, a partir da perspectiva da higiene, tanto por parte do convidado quanto do anfitrião.

Recomenda-se ao convidado (a), ao chegar na casa do anfitrião (ã), retirar seus sapatos, tal ato é uma forma de demonstrar respeito ao espaço que te acolhe. 

Destaca-se  que uma atitude consciente é providenciar um chinelo para transitar pelos espaços internos da residência. Este chinelo deverá ser previamente limpo e higienizado. É indicado transporta-lo em uma bag, a qual deverá ficar posicionada em local específico, determinado pela anfitriã, assim como o seu sapato.

Diante deste novo contexto, em que a prática de retirar os sapatos para entrar nas residências, possivelmente, será uma nova realidade, o ideal é que a anfitriã providencie um local adequado para que os convidados possam depositar seus calçados. 

Algumas sugestões: cestas, estantes pequenas, tapete demarcador de lugar ou, simplesmente, delimitar um espaço na entrada da casa – use a criatividade e dê um novo uso a objetos que tenha em casa e que possam atender a tal finalidade.

Um aviso delicado e descontraído com uma frase sugestiva pode funcionar como um lembrete para os mais esquecidos, afinal estamos construindo este novo hábito.

Uma forma de demonstrar cuidado e carinho especial com os seus convidados é a própria anfitriã providenciar pares de chinelos (estilo pantufas) ou sapatilhas de tnt descartáveis. Outra opção é eleger um tapete ou um spray higienizador de sapatos. Já há opções disponíveis no mercado.

Leia também: A pandemia vai impactar no setor de decoração e mesa posta?

Frisamos que tais posturas são sugestivas e não pretendem discorrer sobre todas as prováveis possibilidades futuras, afinal estamos tratando de um cenário inédito para todos nós, entretanto destacamos que “tudo o que é feito com amor traz menos resistências.”


Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana