conecte-se conosco


''TRAGÉDIA NO AR''

Presa por furtar comida em supermercado, grávida sente dores e sangra em cela no Cisc

Publicado

FONTE: O BOM DA NOTÍCIA | ALINE ALMEIRA A GAZETA | FOTO MARCUS VAILLAN

Grávida de nove meses, Andreia Marques Duarte, 36 anos, por pouco não entrou em trabalho de parto dentro da cela no Centro Integrado de Segurança e Cidadania (Cisc), em Várzea Grande. Presa após furtar supermercado, a mulher tem dores, sangramento e não sente mais o bebê em seu ventre. Há três dias ela aguarda audiência de Custódia.

O Tribunal de Justiça determina que o preso em flagrante, provisório ou temporário passe pela audiência de custódia no prazo máximo de 24 horas. Andreia alega estar passando fome e sede. Segundo Andreia, policiais civis disseram que como ela havia sido presa recentemente, e voltou a furtar, deveria ficar um pouco mais de castigo para ‘apreender a lição’. Por isso não a mandaram para custódia.

Andreia tem outros seis filhos e sobrevive do bolsa família. A suspeita confessou que na última quinta-feira (12), ela entrou em um supermercado no bairro Ouro Verde, onde furtou iorgute, bolachas e outros produtos

Andreia tem outros seis filhos e sobrevive do bolsa família. A suspeita confessou ao O Bom da Notícia que na última quinta-feira (12), ela entrou em um supermercado no bairro Ouro Verde, onde furtou iorgute, bolachas e outros produtos, mas que se arrrepende. [Na Constituição este tipo de crime é conhecido como furto famélico, ou furto praticado por quem, em extrema penúria, é impelido pela fome, pela vontade de se alimentar]. Andreia revelou que esses três dias foram os piores da vida dela. Sem comida e água, ela conta com a boa vontade de alguns policiais que estão dividindo o almoço com ela. Andreia não toma banho e dorme no chão de cimento.

Veja Também  Empresa tem 1.952 vagas abertas no Brasil e receberá currículos até domingo

Até as primeiras horas deste domingo (15) a suspeita ainda estava no Cisc de Várzea Grande.

Passado de Andreia condena

A suspeita já responde a um processo por tentar entrar com celular numa unidade prisional. Também por roubo e porte de arma. Andreia é conhecida da polícia e sempre é conduzida à delegacia.

Outro lado

Por telefone a Secretaria de Estado e Segurança Pública informou que pelo fato da suspeita ainda estar no Cisc, a custódia compete à Polícia Civil. Porém, a denúncia que a presa estava passando fome e sede sera investigada.

A assessoria da PJC não respondeu a nenhum dos e-mails enviados.  

Procurado o Tribunal de Justiça garantiu que Andreia passa por audência de custódia ainda neste domingo (15).

De acordo com Waldir Caldas, presidente da Comissão de Direitos Carcerário da OAB, o caso esta sendo acompanhado pela Ordem de Advogados de Mato Grosso. 

Comentários Facebook

''TRAGÉDIA NO AR''

Jovens que morreram afogados no rio Cuiabá tinham acabado de reatar namoro

Publicado

Após sete mortes por afogamento registradas em rios de Mato Grosso neste fim de semana, o corpo de Max Douglas, de 19 anos, foi encontrado na manhã desta segunda-feira (21), em próximo da Passagem da Conceição. O namorado de Max, Douglas Bryan, de 18, ainda segue desaparecido. De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, Douglas Bryan e Max Douglas sumiram na tarde de domingo (20). As buscas continuam.

Os jovens eram um casal e teriam reatado o namoro no mesmo dia do incidente. No perfil do Facebook dos dois, vários amigos e familiares lamentam o acidente. Dois irmãos também sumiram no rio Cuiabá, no sábado. Cleonilson  Aparecido Pereira da Silva,16, e João Vitor Rodrigues, 20. Os dois registros aconteceram na altura do bairro Vitória Régia, perto da Rodovia dos Imigrantes. O corpo de um deles foi encontrado.

Ainda no domingo, outro afogamento foi registrado no Porto, em Cuiabá. De acordo com os bombeiros, um homem em situação de rua estava bêbado, quando acidentalmente caiu no rio Cuiabá. O corpo foi localizado pela tarde. Ele se afogou próximo a margem e os bombeiros não precisaram de mergulhadores para resgatar o corpo. Por estar sem documentos no momento do acidente, o homem ainda não foi identificado. Sete pessoas se afogaram em rios de Mato Grosso, neste fim de semana. No sábado (19) foram 3 afogamentos e 4 no domingo (20), a maioria deles na Passagem da Conceição, em Várzea Grande.

Veja Também  Traficante é preso com drogas e sofre mal súbito a caminho da delegacia

Conforme informações do Corpo de Bombeiros, 4 das ocorrências foram no ponto turístico várzea-grandense. O local é o que tem maior índices de afogamentos no estado, segundo pesquisa dos militares realizada nos últimos anos. O rio Cuiabá, na região da Passagem da Conceição, exige muita atenção e cuidado dos banhistas, pois a correnteza é forte e existem rebojos no local, que arrastam quem estiver na água. Os bombeiros recomendam que quem visitar o lugar permaneça na ilha e se afaste de espaços onde a água chega na cintura, para garantir a segurança.

Comentários Facebook
Continue lendo

''TRAGÉDIA NO AR''

Mulher dá facada no pescoço do marido durante briga

Publicado

Um homem, identificado pelas iniciais L. B. A., 42 anos, foi esfaqueado por sua mulher, F. M. S., 33 anos, durante o início da noite de domingo (20), após briga entre o casal em casa, numa área de invasão conhecida como Paraisópolis no bairro Jardim Florianópolis, em Cuiabá. A vítima foi socorrida por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que prestou atendimento de primeiros socorros e depois encaminhou o homem para o Pronto-Socorro Municipal (PSM) devido à gravidade dos ferimentos na região do pescoço e costas.

Segundo o boletim de ocorrência (B.O.), a Polícia Militar (PM) foi acionada por volta das 18h para atender uma briga de casal. No local os militares encontraram apenas a vítima, que estava visivelmente bêbada e bastante agressiva, muito ferida e ensanguentada. O casal, que estaria bebendo juntos, discutiu e logo entraram em luta corporal, quando a mulher teria se apossado de uma faca e dado vários golpes contra o marido e fugido em seguida.

A acusada F. M. S. não foi encontrada até a publicação desta reportagem. A Polícia Civil por meio da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga o caso e busca fugitiva. A ocorrência foi registrada e a mulher vai responder pelo crime de tentativa de homicídio doloso, quando há intenção de matar.

Comentários Facebook
Veja Também  Quadrilha assalta casa de vereador e rouba R$ 7 mil de família em VG
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana