conecte-se conosco


Esportes

Tite explica Neymar no banco em derrota do Brasil e nega privilégios ao atleta

Publicado

Neymar começou o amistoso diante do Peru no banco de reservas e entrou no 2º tempo arrow-options
Pedro Martins / MoWA Press
Neymar começou o amistoso diante do Peru no banco de reservas e entrou no 2º tempo

Diante do Peru, o Brasil jogou o primeiro tempo com um time alternativo na madrugada desta quarta-feira. Sem Neymar, Daniel Alves e outros dos principais jogadores do elenco, a seleção brasileira acabou sendo derrotada no amistoso realizado em Los Angeles por 1 a 0 .

No caso de Neymar , a entrada em campo aconteceu somente com a bola rolando no segundo tempo. Ao ser questionado, o técnico Tite explicou. De acordo com o comandante, a seleção precisa aprender jogar sem os melhores jogadores tecnicamente.

“Foi Neymar, foi Dani, foi Thiago, foi Arthur. Temos que saber jogar sem as pilastras técnicas da equipe, as pilastras de liderança, de capitania, de liderança comportamental. Eu não consigo tirar conclusões sem botar para jogar. Temos que responder enquanto equipe também. Mas teve (uma condição física), sim”, afirmou o treinador em entrevista após a partida.

Leia também: Neymar é o terceiro melhor jogador nos games Fifa 20 e PES 2020

“Todos os cartões e acontecimentos extracampo são analisados individualmente, coletivamente ou até mesmo nos dois âmbitos. Posso garantir que nós, da comissão técnica, sempre pensamos na saúde dos atletas e não vamos escalar quem não estiver 100%”, comentou.

Veja Também  Corinthians só fez três vezes no ano resultado que precisará no Equador

Tite disse ainda negou que não exista algum tipo de previlégio a Neymar na seleção. “Ele também passa pela mesma avaliação. Eu acredito que a seleção nos dá a oportunidade de orientá-lo nas áreas que nos são competentes. Não sou eu que vou decidir o que é o certo ou errado para ele. A gente procura sempre desenvolver situações que vão beneficiar os dois lados. Se conversasse com ele a respeito do momento que ele está enfrentando, não contaria para ninguém. Isso é uma coisa pessoal”, completou.

Gramado ruim

Brasil perde para o Peru em amistoso nos EUA arrow-options
Pedro Martins / MoWA Press
Brasil perde para o Peru em amistoso nos EUA

Outro ponto abordado por Tite durante a coletiva foi o estado do gramado – também criticado pelos jogadores na saída de campo e na zona mista. O amistoso do Brasil diante do Peru foi disputado no Memorial Coliseu, em Los Angeles, nos Estados Unidos, estádio de futebol americano, adaptado nesta quarta para um jogo de futebol. O técnico da Seleção Brasileira detonou o estádio, afirmando não ser possível jogar futebol de alto nível nestas condições. 

“Está errado, o gramado influencia no desempenho, não pode acontecer. Corre risco de lesão. Não é desculpa da derrota, não quero colocar isso. Não peguem só uma parte do que estou dizendo. Tem que matar no peito, assumir a derrota. O adversário montou estratégia e ganhou. Mas futebol de alto nível não pode acontecer. Está ligado também à Argentina e Chile (jogaram na semana passada no mesmo estádio). Não pode ter campo nessas condições. Vai ter escanteio, vai ter contato com adversário e vai parar na arquibancada”, comentou.

Veja Também  Vídeo mostra jogador do Chelsea dando cabeçada antes de ser espancado em bar

Leia também: Neymar troca sopapos com jogador colombiano na frente do árbitro; assista

“As pessoas responsáveis, a empresa, também tenho minha responsabilidade, antes conversei com Juninho (diretor de Seleções da CBF). A Pitch (empresa organizadora) precisa cuidar disso, sim. Tem que ter um campo melhor para jogar. Não pode ter um campo desse, não dá para ter um espetáculo num gramado desse. Dá para jogar soccer, dá para jogar de tênis. A gente teve três primeiras bolas que fomos inverter, foram três bolas longas porque não teve precisão. Não é desculpa para a derrota, porque foi para os dois. Mas que um busca mais jogar e outro busca contato, tem uma diferença”.

O Brasil volta a campo ainda neste ano para mais amistosos em Datas Fifa. Estão programados dois para outubro, entre os dias 7 e 15, e dois para novembro, entre 11 e 19. Os adversários e locais destas quatro partidas antes do fim de 2019 ainda não foram confirmados pela CBF.

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook

Esportes

STJD descarta anulação de jogo entre Náutico e Paysandu pela Série C

Publicado

Náutico garantiu acesso para a série B nos pênaltis arrow-options
Reprodução/Instagram
Náutico garantiu acesso para a série B nos pênaltis

Por unanimidade, o STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) julgou improcedente o pedido do Paysandu de anulação da partida contra o Náutico, que garantiu o acesso da equipe pernambucana à Série B do Campeonato Brasileiro.

Leia também: Vídeo mostra jogador do Chelsea dando cabeçada antes de ser espancado em bar

O pedido da equipe paraense foi negado por 7 votos a 0. Depois de o relator, Mauro Marcelo de Lima e Silva, ter votado pela improcedência da solicitação, Otavio Noronha, Ronaldo Piacente, Rodrigo Raposo, José Perdiz e Antônio Vanderler também votaram contra o pedido de impugnação da partida , assim como o presidente do STJD , Paulo Cesar Salomão Filho.

Paysandu  entrou com o pedido de impugnação alegando que o time foi prejudicado pelo árbitro Leandro Vuaden , que marcou um pênalti polêmico a favor do  Náutico  aos 49 minutos do segundo tempo. O pedido de impugnação por parte do Paysandu teve o apoio da Federação Paraense de Futebol.

Vuaden assinalou o pênalti após a bola tocar na mão do jogador Uchôa. O Náutico converteu a penalidade, empatou o jogo em 2 a 2 e levou a decisão para a disputa de pênaltis. Nela, o Timbu saiu vencedor e garantiu o acesso à Série B do Brasileirão. A alegação do Paysandu era a de que o árbitro cometeu “grave erro de direito ao marcar erroneamente um tiro penal”.

Veja Também  Corinthians só fez três vezes no ano resultado que precisará no Equador

Repercussão entre os torcedores

Com a decisão do STJD, os internautas não perderam tempo e passaram a postar memes, que logo viralizaram nas redes sociais. Veja alguns:

Internautas não perdoaram a derrota do Paysandu no STJD arrow-options
Reprodução
Internautas não perdoaram a derrota do Paysandu no STJD


Internautas não perdoaram a derrota do Paysandu no STJD arrow-options
Reprodução
Internautas não perdoaram a derrota do Paysandu no STJD


Internautas não perdoaram a derrota do Paysandu no STJD arrow-options
Reprodução
Internautas não perdoaram a derrota do Paysandu no STJD


Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Antonio Brown é demitido do Patriots após acusações de estupro e assédio

Publicado

Antonio Brown arrow-options
Getty Images
Antonio Brown foi demitido do Patriots por conta da acusação de estupro sofrida

Após ser alvo de acusações de estupro e assédio, o jogador Antonio Brown não faz mais parte do elenco dos New England Patriots. O clube comunicou a decisão por meio de seu Twitter na tarde desta sexta-feira. O jogador era considerado a principal contratação da temporada na NFL, anunciado pelos atuais campeões no início deste mês. 

Leia também: Antonio Brown atira móveis do apartamento no 14º andar e quase mata criança

“O New England Patriots está dispensando Antonio Brown . Nós apreciamos o trabalho duro de muitas pessoas nos últimos 11 dias, mas sentimos que é melhor seguir outra direção nesse momento”, informa o comunicado, creditado a um porta-voz da franquia.

Nesta quinta-feira, o jornal Boston Globe já havia revelado que a Nike rescindiu o contrato de patrocínio com o wide receiver . Segundo a publicação, a fabricante já estudava o rompimento com o atleta, e tinha preocupação com relação ao cumprimento de clásulas contratuais, como aparições públicas. O jogador já havia perdido o patrocínio da Xenith, marca de capacetes de proteção, após as acusações.

Brown foi denunciado por uma ex-treinadora, Britney Taylor, que o acusou de tê-la assediado por três vezes entre os anos de 2017 e 2018, ter cometido um estupro na última delas. A defesa de Brown negou as acusações de Taylor e afirmou que a relação foi consensual.

Veja Também  Vídeo mostra jogador do Chelsea dando cabeçada antes de ser espancado em bar

Poucos dias depois, uma artista contou à revista Sports Illustrated que  Antonio Brown teria aparecido nu em um cômodo onde ela pintava um trabalho encomendado por ele. Novamente, o atleta negou a acusação. Além deste relato, a publicação trazia ainda depoimentos de 24 ex-funcionários do jogador, que relatavam “um padrão de comportamento bizarro” e assédio moral por parte do jogador. Além disso, a revista teria obtido acesso a 12 processos nos quais o jogador é acusado de não pagar seus funcionários.

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana