conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil incinera 2 toneladas de drogas apreendidas em Cuiabá e Várzea Grande

Avatar

Publicado

O governador Mauro Mendes acompanhou a incineração dos entorpecentes e pontuou que espera o endurecimento das leis contra o tráfico de drogas

Assessoria | PJC-MT  

A Polícia Civil de Mato Grosso incinerou nesta quarta-feira (11.09) cerca de 2,4 toneladas de drogas apreendidas em Cuiabá e Várzea Grande. O governador Mauro Mendes acompanhou a ação com o secretário de Segurança Pública, Alexandre Bustamante. A incineração foi realizada no forno de uma empresa, localizada no Distrito Industrial, em Cuiabá.

A Perícia Oficial e Indentificação Técnica (Politec) garantiu a idoneidade da ação, fiscalizando para que os lacres com os produtos ilegais não fossem rompidos. Foram queimadas 2,2 toneladas de maconha, 159 quilos de cocaína e 42 quilos de outros tipos de entorpecentes, como drogas sintéticas e anabolizantes.

Mauro Mendes defendeu a revisão das leis brasileiras, que deveriam endurecer as penas para os envolvidos no tráfico de drogas.

“Essas duas toneladas de drogas são da baixada cuiabana e não está nesta conta o que é apreendido na fronteira, um número ainda maior. O tráfico de drogas abastece outros tipos de crime, contudo, a nossa polícia tem feito trabalho exemplar, trazendo mais tranquilidade e combatendo esses tipos de crime. Espero que algum dia os nossos legisladores possam fazer revisão das legislações e estabelecendo penas mais duras que se não vamos ficar enxugando gelo”, afirmou o governador.

O delegado titular da Delegacia de Repressão a Entorpecentes, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, informou que a incineração está prevista na lei de drogas, sendo um ato formal com a presença de representantes de várias instituições e autoridades.

“Existe todo um cuidado nesse procedimento. Um grande aparato de policiais na escolta, em razão da grande quantidade. Esse volume de entorpecentes é fruto do trabalho da Delegacia, não somente das apreensões que realizamos aqui, mas de outras unidades e da Polícia Militar, que são levadas aos plantões, ou do sistema penitenciário. Toda essa droga apreendida vem para a DRE”, explicou o delegado.

A diretora Metropolitana do Laboratório Forense, Alessandra Puertas, explicou que além do trabalho de emissão dos laudos das apreensões, no dia da queima, a Politec faz a vistoria dos lacres para garantir que não houve desvio do entorpecente. Antes da incineração, os policiais realizam o catálogo das drogas, de acordo com os laudos periciais emitidos quando das apreensões.

“Até mesmo na porta da caldeira, a gente analisa a integridade dos lacres com as drogas”, disse.

Procedimentos

A droga destruída deu origem a cerca de 600 procedimentos na Delegacia, entre inquéritos policiais, termos circunstanciados de ocorrência, instaurados pela DRE, e flagrantes dos plantões convertidos em inquéritos na Especializada.

“Existe um trabalho árduo, por trás dessa incineração, autorização judicial, fiscalização de órgãos como a Vigilância Sanitária, Politec e outros, que asseguram o cumprimento dos procedimentos da lei de drogas nesse processo”, pontuou o delegado.

O ato de incineração contou com a participação da Politec, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal, OAB-MT, Ministério Público Estadual, Vara Criminal de Entorpecentes, Vigilância Sanitária.

 

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook

Policial

Carreta de verdura que transportava maconha foi apreendida pela PRF em Rondonópolis/MT

Avatar

Publicado

A droga estava escondida na cabine sob a cama do motorista

No sábado (22) uma equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Rondonópolis, em fiscalização na Operação Carnaval, abordou na BR 364 o veículo SCANIA/T112 HS 4X2, placas de Marmeleiro/PR, que transportava uma carga de cebola.

O condutor da carreta de 36 anos, demonstrou nervosismo após os policiais iniciarem uma revista mais detalhada em seu veículo.

Os PRF’s localizaram dentro da cabine sob a cama onze tabletes com substância semelhante à maconha, pesando aproximadamente 193,7kg da droga.

O motorista alegou que carregou o entorpecente no Mato Grosso do Sul e que receberia uma certa quantia em dinheiro, para entregar a droga em Cuiabá/MT.

A ocorrência foi encaminhada para a Delegacia de Polícia Federal em Rondonópolis/MT.

Secom PRF MT

Veja o vídeo:

Fonte: PRF MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil leva orientações sobre drogas a funcionários de empresa de segurança

Avatar

Publicado

Assessoria PJC-MT

Profissionais de uma empresa de segurança privada participaram das atividades de cunho preventivo, inseridas no programa social “De Cara Limpa Contra as Drogas” desenvolvido pela Coordenadoria de Polícia Comunitária, da Polícia Judiciária Civil.

O encontrou foi realizado na quinta-feira (20.02), na sede da empresa Brinks, em Cuiabá.

Ao todo, 53 trabalhadores da empresa de segurança participaram da palestra com o tema “Drogas Lícitas e Ilícitas”, visando sensibilizar e conscientizar o público alvo sobre a prevenção ao uso de substâncias entorpecentes.

Na ocasião foram feitas apresentações educativas e orientativas. Além de alertar, a idéia é também de aproximar cada vez mas a sociedade da polícia.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana