conecte-se conosco


Esportes

Mulher de Luiz Adriano rouba a cena no Allianz Parque, mas leva puxão de orelha

Avatar

Publicado

O Palmeiras venceu o Fluminense por 3 a 0 na última terça-feira (10) em jogo adiado da 16ª rodada com um hat trick de Luiz Adriano, que a cada gol marcado olhava para a torcida e fazia um coração com a mão. O motivo? Sua esposa, Ekaterina Dorozhko, estava assistindo de camarote o Alviverde vencer com facilidade o tricolor carioca.

Leia também: Gafe! Luiz Adriano fala sobre seu primeiro gol com a camisa do “Flamengo”

luiz adriano arrow-options
Instagram

Mulher russa do atacante Luiz Adriano


A russa , que vem chamando atenção desde que Luiz Adriano chegou ao Palmeiras , compareceu ao Allianz Parque  com uma calça e um top que deixava sua barriga à mostra, usou as redes sociais para compartilhar uma foto momentos antes da partida e sua beleza voltou a ser assunto, mas o que também foi muito comentado foi o fato dela estar usando um conjunto da Adidas, ex-patrocinador do clube alviverde, que agora é da Puma.

Leia também: Palmeiras acerta contratação de centroavante Luiz Adriano, do Spartak Moscou

“Adidas??? O patrocinador é Puma”, escreveu um torcedor. “Adidas não”, disse outro. “E aí Puma? Patrocina a moça”, comentou outro palmeirense. “Adidas não, agora é puma”, escreveu mais um.


Leia também: Polêmico, Felipe Melo leva vida de empresário fora dos gramados

Teve até torcedor que reclamou além da conta e viu preto e branco na roupa da mulher de Luiz Adriano . “Preto e branco não”, disse um torcedor, mas logo apareceram outros palmeirenses defendendo a moça.

Comentários Facebook

Esportes

Redução da punição ao Manchester City gera polêmica na Inglaterra

Avatar

Publicado


.

A decisão do Tribunal Arbitral do Esporte (TAS, na sigla em inglês) de suspender a punição do Manchester City por ter violado as regras do Fair Play Financeiro da Uefa (FFP) não foi bem digerida no futebol inglês.

Após denúncia do jornal alemão Der Spiegel de que o clube havia ultrapassado o valor do teto de patrocínio fixado pelo FFP em fevereiro deste ano, a Uefa puniu os Citizens com a proibição de disputar competições europeias e uma multa de 30 milhões de euros. Após o recurso do Manchester City, a única punição definida pelo TAS foi o pagamento de uma multa de 10 milhões de euros.

Os técnicos dos principais rivais do Manchester City reagiram. Atual campeão inglês, da Liga dos Campeões e do Mundial da Fifa o treinador do Liverpool, o alemão Jurgen Klopp, tentou amenizar, mas criticou a decisão: “Eu não desejo mal a ninguém. Estou feliz que o City vá poder jogar a Liga dos Campeões ano que vem, mas não acho que tenha sido um bom dia para o futebol, para ser sincero. Eu acho que o FFP é uma boa ideia e existe para proteger as equipes, a competição, essa é a ideia desde o início. É preciso ter a certeza de que o dinheiro gasto é baseado nas fontes corretas”.

Ouça na Rádio Nacional

A opinião mais forte veio de José Mourinho. O português, treinador do Tottenham, foi enfático ao criticar a decisão do TAS: “É uma decisão vergonhosa. Se o Manchester City não é culpado, eu acho que ser punido com alguns milhões é uma vergonha. Se você não é culpado, você não pode ser punido. Por outro lado, se você é culpado, você deveria ser banido. Então também seria uma decisão vergonhosa. Em qualquer caso, a decisão é um desastre”.

Por outro lado, há quem defenda a decisão do TAS. Um deles é o técnico do Arsenal, o espanhol Mikel Arteta. Ex-assistente de Pep Guardiola no Manchester City, o espanhol aprovou a liberação de seu ex-clube: “Não há questão sobre o que acontece. Eles merecem estar na Liga dos Campeões, porque o que eles fizeram no campo é inquestionável. Os reguladores analisaram e decidiram que eles não fizeram nada de errado. Então você tem dois aspectos que são bem claros e transparentes e eles estarão na Liga dos Campeões porque eles merecem”.

Quem comemorou o fim da punição foi o próprio técnico do Manchester City, o espanhol Pep Guardiola: “Estou extremamente feliz com a decisão, e mostra que o que as pessoas falavam sobre o clube não é verdade. Nós podemos defender no campo o que fizemos no campo. Como eu disse outras vezes, se nós tivéssemos feito algo errado, nós aceitaríamos da Uefa. Não esperamos que Liverpool, Tottenham, Arsenal, Chelsea ou Wolverhampton nos defendam, mas nós temos o direito de nos defender quando acreditamos que fizemos o correto, e três juízes independentes afirmaram isso”.

O Manchester City enfrenta o Real Madrid, pela partida de volta das oitavas de final da Liga dos Campeões, no dia 7 de agosto, em Manchester. No jogo de ida, os ingleses venceram por 2 a 1.

Edição: Fábio Lisboa

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Adaptada em meio a pandemia, Semana de Vela de Ilhabela será virtual

Avatar

Publicado


.

A maior competição náutica da América Latina precisou ser adaptada à realidade da pandemia do novo coronavírus (covid-19). A 47ª edição da Semana de Vela de Ilhabela está confirmada para o período de 27 a 30 de julho, mas, ao invés de medirem forças nas águas do litoral norte paulista, os velejadores se enfrentarão em regatas on-line, por meio de um aplicativo de simulação chamado Virtual Regatta.

O game, criado em 2010, está disponível para computador e celular nos sistemas operacionais IOS e Android. O jogo contempla provas offshore (oceânicas) e inshore (percurso limitado por boias). Segundo o site oficial do Virtual Regatta, são mais de dois milhões de inscritos. O game é parceiro da federação internacional de vela (World Sailing), que promove disputas virtuais da modalidade há dois anos.

“É um aplicativo dinâmico, prático, não exige uma máquina superpotente e simula bem situações do real para o virtual. Quem já é velejador, consegue aplicar esse conhecimento, o que fazer para não ser ultrapassado ou como recuperar posições”, conta à Agência Brasil o velejador Samuel Solano, que além de instrutor da escola pública de vela Lars Grael, de Ilhabela, compete em regatas virtuais. Ele é, inclusive, o terceiro do ranking mundial de regatas por equipe em outro game de vela, o Virtual Skipper.

A Semana de Vela virtual terá 20 regatas inshore, disputadas em percursos de cidades disponíveis no aplicativo, como Rio de Janeiro, Auckland (Nova Zelândia, considerada a capital mundial da vela), Marselha (França, que receberá as provas da modalidade na Olimpíada de 2024), Newport (Estados Unidos, uma das sedes da Volvo Ocean Race, mais antiga regata de volta ao mundo) e Palma de Mallorca (Espanha). A relação completa ainda será divulgada.

A competição presencial estava inicialmente prevista para o período de 4 a 11 de julho, mas, devido à pandemia, foi cancelada em maio. “O formato será diferente, mas com o mesmo espírito que eu conclamei a não deixarmos enfraquecer, o espírito da vela”, declarou o organizador da disputa e diretor do Yacht Club de Ilhabela, Mauro Dottori, ao perfil oficial do evento no Instagram. A cerimônia de abertura, no próximo dia 27 de julho, também será virtual, a partir das 19h (horário de Brasília).

“Será novidade para todo mundo. No Brasil, tem muita gente boa que veleja no virtual, então, será disputado. E será divertido porque grandes nomes da vela pode ser que participem. Quem sabe, correr com Robert Scheidt ou Torben Grael”, comenta Solano, que competiu três vezes na Semana de Ilhabela e atuou na organização do evento nas últimas três edições.

A última edição reuniu cerca de mil velejadores em 120 embarcações, divididas em nove classes. Desta vez, por se tratar de uma prova virtual, não haverá a divisão por categorias.

Edição: Fábio Lisboa

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana