conecte-se conosco


Mato Grosso

Alunos têm aula de educação financeira e aprendem a poupar e investir

Avatar

Publicado

A Escola Estadual Antônia Moura Muniz, localizada no município de Juína (a 735 quilômetros a Noroeste da Capital), concluiu um trabalho de educação financeira no intuito de desenvolver hábitos de poupar e investir. O tema é considerado tão importante que, além dos alunos, os profissionais da educação da escola também participaram. O projeto foi desenvolvido em parceria com o Sistema de Crédito Cooperativo (Sicred).

Segundo a diretora Luciana Ledo Peres Ruis, numa primeira etapa, foram realizadas palestras para turmas do 6º ano do ensino fundamental ao 1º ano do Ensino Médio. Alunos e profissionais da educação tiraram suas dúvidas sobre o assunto.

Para os alunos do 1º ao 5º ano do ensino fundamental, os professores realizaram um trabalho de leitura, utilizando revistas em quadrinhos da Turma da Mônica, que destacavam o hábito financeiro.

“Foram três gibis da turma da Mônica com títulos bem direcionados como “a recompensa de quem sabe administrar dinheiro”, “orçamento familiar” e “de onde vem o dinheiro”. Com isso foi possível as crianças terem noção de educação financeira”, destaca.   

Após a leitura das revistas, a professora Dirlene Gomes de Ávila realizou o trabalho com uma turma de 24 alunos do 3º ano, desenvolvendo uma aula prática e dinâmica voltada para a educação financeira.

Durante essa aula os alunos realizaram transações financeiras, receberam e utilizaram cheques, cartões de crédito, caixa eletrônico, além de ganhar um cofrinho confeccionado pela professora e algumas moedas para que aprendam a poupar.

Numa das aulas, os alunos aprenderam a usar o caixa eletrônico, feito de papelão, e também o cartão de saque. Para isso aprenderam que tem que usar uma senha. Além disso, os alunos conheceram as cédulas do real em circulação.

A aluna Anadir da Silva era uma das mais entusiasmadas. “Vou economizar para quando crescer, ter uma vida boa”, relata.

O resultado foi tão bom que surpreendeu a professora. “Os alunos, futuros investidores, pareciam se sentir homens e mulheres de negócio. Eles ficaram entusiasmados ao trabalhar com dinheiro”, observa.

Na avaliação da diretora, o trabalho não poderia ser melhor, uma vez que todos se envolveram e ficaram satisfeitos com a noção de educação financeira.

“Acreditamos enquanto equipe gestora que esse trabalho é de grande relevância não só para a escola, mas principalmente para a sociedade. Acreditamos que um cidadão organizado financeiramente contribui para o crescimento de uma sociedade próspera”, assinala.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook

Mato Grosso

Governo e Prefeitura de Rondonópolis discutem construção de duas novas escolas

Avatar

Publicado

O governo do Estado está viabilizando a construção de duas novas escolas no município de Rondonópolis (a 212 quilômetros de Cuiabá). O tema foi discutido nesta sexta-feira (21.02) durante reunião entre o vice-governador Otaviano Pivetta, a secretária de Estado de Educação, Marioneide Kliemaschewsk, e o prefeito Zé Carlos do Pátio.

Conforme informou o vice-governador, as escolas serão construídas nos residenciais Alfredo de Castro e Mathias Neves. O projeto, padrão Seduc, já está pronto e contemplará com 18 salas de aula cada unidade de ensino.

As escolas também terão sala para biblioteca integradora, cozinha e refeitório, sala de apoio, sala para o projeto Educarte, banheiros e parte administrativa (diretoria, secretaria, coordenação, sala de reunião e dos professores) e quadra poliesportiva. 

A prefeitura de Rondonópolis irá apresentar o projeto implantado nos terrenos. 

Segundo a secretária Marioneide Kliemaschewsk, essas duas unidades vão suprir a demanda dos dois residenciais, tanto com atendimento a turmas do 6º ao 7º ano e quantos também o Ensino Médio. 

A secretária destacou ainda que em Rondonópolis o governo retomou três obras que estavam paradas, uma delas foi da Escola Estadual Emanuel Pinheiro, que já foi finalizada e entregue em dezembro do ano passado. Além da Emanuel, estão em andamento a reforma da Marechal Dutra e a construção de uma escola nova no bairro Jardim Maria Tereza. “Para a retomada dessas três obras o governo está investindo R$ 7,9 milhões”, informou.

Por meio de convênio, a obra será executada com 95% de recursos do governo do Estado e os demais 5% de contrapartida da prefeitura de Rondonópolis, que será também responsável pela contratação e execução das obras.

Também participaram da reunião o secretário adjunto executivo da Seduc, Alan Porto, e o deputado estadual Thiago Silva.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Intermat regulariza quatro bairros de Nova Xavantina e entrega 156 títulos

Avatar

Publicado

Moradores do município de Nova Xavantina (652 km distante de Cuiabá) receberam 156 títulos definitivos do Insituto de Terras de Mato Grosso (Intermat) na tarde desta sexta-feira (21.02), na Câmara Municipal. A entrega foi resultado da regularização fundiária urbana de quatro bairros, a Cohab Jardim Tropical I e II, que teve 58 casas registradas, e os conjuntos habitacionais Meu Lar e Morar Melhor, com 98 títulos.

Para o presidente do Intermat, Francisco Serafim de Barros, a titulação de áreas é um importante mecanismo de desenvolvimento regional das cidades, e está sendo a prioridade do governo de Mato Grosso destravar a regularização fundiária que é de competência do Estado.

Todos os títulos entregues são registrados em cartório, de forma gratuita aos beneficiários, com o objetivo central de garantir a posse legal definitiva do imóvel ao proprietário. A regularização foi feita em parceria com a prefeitura municipal de Nova Xavantina.

“Ter o documento legal de propriedade da sua casa traz dignidade para as pessoas, que passam a ter o seu direito reconhecido. Estamos levando os esforços de regularização do Intermat para as cidades do interior com o objetivo central de resolver o problema dessas pessoas, que aguardam há muitos anos para ter o seu direito reconhecido”, conta o presidente.

Conforme o diretor de Regularização Fundiária Urbana, Robinson Pazetto Junior a necessidade da população de regularização é antiga, o processo de regularização da extinta Companhia de Habitação Popular (Cohab/MT) aguardava ao menos 25 anos para ser concluído.

“Fico feliz e honrado por fazer parte deste momento que está beneficiando tantas famílias, que querem o seu imóvel, e que estão recebendo o título devidamente registrado, dando segurança jurídica, acesso a dignidade e à moradia de uma forma segura. Agradeço de antemão a Prefeitura pelo serviço que ajudou o Intermat a desemprenhar, agradeço à Câmara de Vereadores que sempre se mostrou disposta a tocar a regularização de modo prioritário. Agradeço também a todos os servidores públicos do município”, afirma Pazetto.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana