conecte-se conosco


Saúde

Cristo Redentor e mais três prédios recebem iluminação amarela no Rio

Avatar

Publicado

Quatro pontos da cidade do Rio de Janeiro receberam na noite desta terça-feira (10) iluminação amarela, marcando a passagem do Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio. A data faz parte do Movimento Setembro Amarelo, criado há quatro anos, com o objetivo de chamar a atenção da sociedade para o suicídio. A ação tem a parceria do Centro de Valorização da Vida (CVV).

No centro do Rio, tiveram iluminação especial o Palácio Tiradentes (sede da Assembleia Legislativa do estado) e o prédio da Central do Brasil. Na zona norte, o Castelo da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e, no Alto da Boa Vista, dentro do Parque Nacional da Tijuca, o Cristo Redendor.

Também hoje, a Secretaria Municipal de Envelhecimento Saudável, Qualidade de Vida e Eventos promoveu uma série de ações de divulgação da campanha Setembro Amarelo em diferentes pontos da cidade. Idosos que participam de  projetos da prefeitura usaram roupas amarelas para distribuir panfletos com informações e chamar a atenção para a necessidade de prevenção do suicídio.

Em Botafogo e na Lagoa, na zona sul da cidade, professores do projeto Rio ao Ar Livre deram aulas de ginástica. No Parque Lage, no Jardim Botânico, outro grupo participou de uma roda de conversa com o psiquiatra Hugo Fagundes, superintendente de Saúde Mental da prefeitura.

Segundo o psiquiatra, o Brasil nunca apresentou um número considerável de suicídios, mas hoje os registros vêm crescendo e se tornando preocupantes. “Quando alguém entra em sofrimento, a primeira coisa a fazer é conversar. Não adianta dar conselho, tem que oferecer ajuda. Precisamos uns dos outros para formar uma rede de sustentação para nós mesmos”, disse Fagundes.

O titular da Secretaria Municipal de Envelhecimento Saudável, Qualidade de Vida e Eventos, Felipe Michel, ressaltou que políticas públicas voltadas para a prevenção do suicídio são essenciais.

“A depressão, uma das causas do suicídio, ainda é um tabu no nosso país. Muitas vezes, as pessoas que sofrem desse mal não são levadas a sério, não procuram tratamento e veem a possibilidade de acabar com a vida como única opção. Os governos precisam dar informações, suporte e estrutura para elas. Só assim o número de casos pode diminuir”, alertou o secretário.

Edição: Nádia Franco
Comentários Facebook

Saúde

Governos devem se preparar para chegada de vacina, diz Opas

Avatar

Publicado


source
Carina Etienne, diretora da Organização Pan-Americana da Saúde
Redes Sociais /Reprodução

Carina Etienne, diretora da Organização Pan-Americana da Saúde

A diretora da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), Carissa Etienne, disse hoje (14) que os países da América Latina devem se preparar e elaborar planos estratégicos para a chegada de uma  eventual vacina ou medicamento eficaz no combate à pandemoa de Covid-19.

“Devemos planejar a chegada de novas ferramentas que possam transformar a resposta à covid-19, como medicamentos eficazes e vacinas”, disse a diretora durante coletiva de imprensa virtual.

Segundo Ettiene, é provável que ainda tenhamos que aguardar alguns meses até a chegada de uma vacina, mas é fundamental que os governos estejam preparados para garantir a entrega rápida e segura do imunizador.

Enquanto isso, diz a diretora, os governos devem seguir as recomendações de saúde pública já conhecidas para retardar a propagação do vírus, como o distanciamento social, evitar aglomerações, utilizar máscaras quando sair de casa, lavar as mãos, etc.

Ainda de acordo com a representante da Opas, os países da América devem trabalhar em conjunto com a organização para conseguir melhores preços e evitar desabastecimento quando a vacina estiver disponível.

“Nenhum país deveria fazer isso sozinho, especialmente quando nós aumentamos nossas chances de sucesso e reduzimos a competição se trabalharmos juntos”, completou Etienne.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

Saúde

Falha no sistema causa atraso no boletim de mortes e casos da Covid-19 em SP

Avatar

Publicado


source
numeros
Pixabay

De acordo com secretaria, atraso não foi na testagem, mas na coleta de dados

Um problema na comunicação de dados entre o Ministério da Saúde e a secretaria estadual de saúde de São Paulo, ocorrido na madrugada desta terça-feira, causou um atraso no boletim de mortes e casos confirmados da Covid-19 no estado. De acordo com o coordenador do centro de contingência da doença, Paulo Menezes, o problema foi causado por uma trava de segurança que impediu a coleta automatizada.

“Os dados apresentados diariamente são obtidos a partir da extração das informações dos bancos do Ministério da Saúde de forma automatizada. De ontem para hoje, nós fomos pegos de surpresa com um mecanismo que impede robôs e não foi possível até de manhã fazer a extração dos dados para apresentar o nosso boletim”, informou Paulo Menezes.

“A questão do atraso ocorre porque a secretaria de saúde capta essas informações do Ministério da Saúde, e, por alguma razão, esse sistema está inoperante. É possível que hoje à tarde isso possa estar já regularizado”, reiterou o secretário executivo do centro, João Gabbardo.

Esta não é a primeira vez que um problema dessa natureza ocorre. Em junho , uma queda no sistema de notificações do Ministério da Saúde causou um acúmulo no números. Algumas semanas mais tarde , uma mudança no horário das divulgações proporcionou o mesmo problema.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana