conecte-se conosco


Esportes

Mulher incendeia o próprio corpo após ser condenada à prisão por ir ao estádio

Avatar

Publicado

Foto divulgada por ONGs da iraniana identificada apenas como Sahar que ateou fogo no próprio corpo arrow-options
Reprodução

Foto divulgada por ONGs da iraniana identificada apenas como Sahar que ateou fogo no próprio corpo

Uma mulher de 29 anos de idade, identificada apenas como Sahar, ateou fogo ao próprio corpo na frente de um tribunal de Teerã , após ser processada por frequentar um estádio de futebol, denunciaram ONGs de Direitos Humanos.

Segundo informou a Center for Human Rights in Iran, sediada nos Estados Unidos, a mulher foi condenada a seis meses de prisão depois de tentar entrar no estádio Azadi, em Teerã, em março. Após sair sob fiança, ela soube, ao comparecer a um tribunal, que precisaria voltar para trás das grades, e teria então posto fogo no próprio corpo.

“Depois de ser levada para a prisão de [Gharchak] em Varamin [cidade], minha irmã sofreu muitos problemas mentais e ficou aterrorizada”, teria dito sua irmã à agência estatal Rokna, que não publicou a identidade da mulher. “Nesse pobre estado mental e psicológico, minha irmã incendiou-se. Ela agora está em péssimas condições no hospital”.

Leia também: Iraniano é denunciado após se passar por Messi e se relacionar com 23 mulheres

A mulher, que sofreria de transtorno bipolar, está atualmente em terapia intensiva no Hospital Motahhari, em Teerã, acrescentou a ONG em comunicado.  Desde 2018, quando a Arábia Saudita eliminou a proibição a mulheres em estádios, o Irã é o único país a ainda impedir que mulheres frequentem estádios esportivos, apesar da pressão constante da Fifa.

A proibição de mulheres em estádios nunca foi promulgada sob nenhuma lei ou diretiva oficial, mas, autoridades iranianas as impedem de acessar os estádios na prática, ao não oferecem infraestrutura para as mulheres e eventualmente as processarem. O veto começou em 1981, dois anos após a revolução islâmica no país,  por pressão de grupos religiosos e políticos linha dura.

Em um relatório publicado em novembro de 2018, um painel da Fifa disse que a proibição violava o próprio código de ética da Fifia, que “proíbe especificamente a discriminação, inclusive com base no sexo”.

Segundo a agência iraniana, a mulher “atualmente, está respirando com a ajuda de uma máquina de respirar na seção da UTI. Não temos permissão para fornecer mais informações”.

A Rokna também citou um funcionário da Justiça não identificado afirmando que a mulher havia sido acusada de “prejudicar a decência pública” e “insultar os agentes da lei” por não usar um hijab, mas o relatório não mencionou o fato de que ela havia sido presa por tentar entrar em um estádio.

O funcionário judicial disse: “Na segunda-feira, 1º de setembro, a mulher compareceu ao tribunal para a primeira sessão do julgamento, mas o juiz estava de férias por causa de uma morte em sua família e outra data foi marcada para o julgamento. Mas a jovem começou a levantar objeções e, depois de deixar o tribunal, pegou a gasolina que havia comprado anteriormente, derramou sobre si mesma e se incendiou. ”

Em entrevista ao jornal diário “Iran” em 5 de setembro de 2019, o ex-chefe da Federação de Futebol do Irã (1994-97) Dariush Mostafavi condenou as autoridades por processar a mulher e prejudicar a reputação internacional do Irã.

Leia também: Ronaldinho Gaúcho do Irã acerta com time do futebol carioca; conheça o atacante

“Se eu fosse o chefe da federação ou o ministro do esporte, teria comparecido ao tribunal e tentado convencer a juíza a deixá-la ir. Não é difícil de fazer. Se você conversar com o juiz sobre a importância do futebol e as condições atuais da sociedade, ele ficará convencido”, afirmou.

De acordo com a Human Rights Watch, ao menos seis mulheres vestidas como homens foram detidas no mês passado em estádios. Assim como elas, várias torcedoras passaram a vestir barbas e perucas para entrar em estádios. Em março do ano passado, 35 mulheres teriam sido detidas durante uma única partida. Imagens dessas mulheres se tornaram virais em todo o mundo. 

Comentários Facebook

Esportes

Campeonato Catarinense volta no dia 28, com novo protocolo de saúde

Avatar

Publicado


.

A Federação Catarinense de Futebol (FCF) anunciou nesta quarta-feira (15) as novas datas e horários para os jogos de volta das quartas de final da primeira divisão (Série A) do Campeonato Catarinense. As partidas, inicialmente marcadas para o último fim de semana, foram suspensas após o Governo de Santa Catarina revelar que um dos times do mata-mata, a Chapecoense, teve 14 profissionais do futebol infectados pelo novo coronavírus (covid-19).

O Estadual será retomado no próximo dia 28, uma terça-feira. Em Itajaí (SC), às 18h30 (de Brasília), o Marcílio Dias receberá o Criciúma. No jogo de ida, as equipes empataram sem gols. Já às 21h (de Brasília), o Juventus medirá forças com o Figueirense em Florianópolis. O Figueira tem a vantagem do empate, já que venceu em Jaraguá do Sul (SC) por 2 a 1.

A sequência das quartas de final será no dia 29: às 19h (de Brasília), o Brusque jogará em casa com o Joinville, após vencer o rival como visitante por 1 a 0; às 21h (de Brasília), Avaí e Chapecoense se enfrentam na capital catarinense, com vantagem para o time do interior, que venceu em Chapecó (SC) por 2 a 0 – a revelação sobre os infectados da Chape se deu na última sexta-feira (11), dois dias após a partida.

Na última segunda-feira (13), o Verdão do Oeste promoveu uma nova bateria de testes da covid-19 em elenco e funcionários. Segundo o médico da Chapecoense, Fabiano Winckler, foi a sétima bateria desde a volta aos treinos. “Achamos necessário que todos os atletas envolvidos neste momento, e que estão negativos, fossem testados novamente. Eles testaram na terça-feira da semana passada (7) e já se passou um semana. Vamos continuar o monitoramento diariamente, tanto dos positivos quanto dos negativos”, afirmou, em entrevista coletiva.

Chapecoense fez nova bateria de testes contra a Covid-19 nos jogadoresChapecoense fez nova bateria de testes contra a Covid-19 nos jogadores

Chapecoense fez nova bateria de testes contra a Covid-19 nos jogadores – Clarissa Soletti / Chapecoense

Segundo nota da Associação de Clubes de Futebol Profissional de Santa Catarina (SC Clubes), uma videoconferência na terça-feira (14), que reuniu a entidade, clubes, FCF e Vigilância Sanitária do Estado, definiu que atletas assintomáticos e negativados em testes para o novo coronavírus poderiam retomar as atividades com bola. Além disso, um profissional da saúde de cada time preencherá um inquérito clínico diário e o enviará à federação, que o mandará à Secretaria Estadual de Saúde. Por fim, um novo protocolo de saúde deverá ser concluído até sexta-feira (17).

Em comunicado divulgado pelo Avaí, o médico do clube, Luís Fernando Funchal, disse ser importante organizar a condução de casos positivos assintomáticos da covid-19: “Fazer toda uma organização em que os clubes, como a Federação, a Secretaria da Saúde e a sociedade, cheguem a um consenso sobre como é a melhor modelagem. Vamos realizar treinamentos em grupos menores e a realização dos testes antes dos jogos”.

Conforme a FCF, as partidas entre Tubarão e Concórdia, que definem a equipe rebaixada à segunda divisão do Estadual, ainda não têm nova data. O jogo de ida teria sido realizado na terça-feira. Em nota, a Federação informou que “oportunamente será divulgado o calendário do confronto do rebaixamento”.

Edição: Sergio du Bocage

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Tour Brasil Ride: ultramaratona de Porto Seguro é adiada para 2021

Avatar

Publicado


.

A UCI (União Ciclística Internacional), a CBC (Confederação Brasileira de Ciclismo) e rgãos dos governos estadual da Bahia e municipal de Porto Seguro (BA) decidiram adiar a 11ª edição da ultramaratona da Brasil Ride de Porto Seguro de outubro desse ano para o mesmo mês do ano que vem. O motivo, claro, foi a pandemia do novo coronavírus.

“O evento é muito grande. Em um fim de semana, Arraial d’Ajuda chega a receber mais de oito mil pessoas. Então, depois de todas as análises, concluímos que não é seguro, nem viável, realizarmos a prova nesse ano. Acredito que a segurança e o bem-estar das pessoas são o mais importante”, explica o fundador da Brasil Ride, Mario Roma.

Todos os atletas que já fizeram suas inscrições estão automaticamente garantidos na prova do ano que vem. As demais etapas do calendário do Tour Brasil Ride 2020 estão mantidas até o momento: Warm Up Linhares (ES), em 30/08; Diverge Gravel Race Brasil Ride, em 07/11; Road Brasil Ride, em 08/11; Festival Brasil Ride Botucatu (SP), entre 20 e 22 de novembro; Ultra Trail Run 70k Botucatu, em 28/11; e Warm Up Costa Rica (MS), nos dias 19 e 20 de dezembro.

Novidades

Além do adiamento da prova da Bahia, a Brasil Ride terá outra novidade na temporada 2021. Ofertando 160 pontos no ranking mundial para os vencedores, a etapa da Serra do Cipó, em Minas Gerais, vai abrir o circuito durante cinco dias no início de março do ano que vem.

Largada da temporada de 2021 será na Serra do Cipó (MG), em marçoLargada da temporada de 2021 será na Serra do Cipó (MG), em março

Largada da temporada de 2021 será na Serra do Cipó (MG), em março – Divulgação / Brasil Ride

“Depois de muito trabalho e pesquisa, conseguimos idealizar a prova, em contrapartida de não termos a ultramaratona na Bahia, em outubro de 2020. Será uma abertura de temporada de luxo, que permite aos atletas das Américas, e também da Europa, somarem importantes pontos no ranking mundial. Acrescentando os 120 ofertados da ultramaratona da Bahia, a partir do ano que vem os nossos dois eventos entregarão até 280 pontos para os ciclistas”, finaliza Mario Roma.

Edição: Sergio du Bocage

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana