conecte-se conosco


''Perdeu a cabeça"

Mãe e filha são confundidas com casal lésbico e quase são linchadas na AV. do CPA; ‘sapatão tem que morrer’; diz preso

Publicado

FONTE: RAFAEL MEDEIROS | O BOM DA NOTÍCIA

Mãe e filha que esperavam ônibus em uma parada, em frente a um shopping, na Avenida do CPA, foram agredidas e ameaçadas por Marcelo Ceribelli, 39 anos. Ele foi preso e confessou que ‘surtou’, com as mulheres, pois desconfiou que elas seriam lésbicas. De acordo com o boletim de ocorrência, a Polícia Militar foi acionada por testemunhas que viram mãe e filha sendo vítimas de ofensas e ameaças de cunho preconceituoso. Segundo o denunciante, o homem chegou a pedir o linchamento das mulheres; “sapatão deveria ser linchada”, diz trecho do Boletim de Ocorrência.

À polícia, mãe e filha contaram que retornavam da casa de um familiar em Várzea Grande e ao chegarem no ponto de ônibus o suspeito se aproximou delas e começou a ameaçá-las, inclusive, de morte. Após os insultos, o suspeito fugiu do local, mas foi localizado entrando no Grande Templo das Assembleias de Deus. A polícia não soube informar se ele seria membro da igreja.  Ele foi reconhecido pela vítima e conduzido para a Central de Flagrantes para as providências cabíveis. A Polícia Civil acompanha o caso.

Comentários Facebook
Veja Também  Gabarito preliminar das provas objetivas do Concurso da Educação já estão disponíveis

''Perdeu a cabeça"

Marido mata mulher a tiros pelas costas e dispara contra vizinhos que tentaram socorre-la

Publicado

Uma mulher de 48 anos foi morta a tiros pelo marido após uma discussão na casa do deles, no Bairro Jardim Zeferino, em São José dos Quatro Marcos, a 343 km de Cuiabá, nesta sexta-feira (20).Segundo a Polícia Militar, dois vizinhos do casal tentaram socorrer a vítima, mas o suspeito Miguel Tavares, de 53 anos, também tentou matá-los a tiros.

Ao chegar no local, após denúncias, os policiais encontraram Ester Maria de Carvalho já morta com várias marcas de tiros nas costas. Já os vizinhos Gisele Facioni Alves, 26 anos, e Antônio Faustino Alves, de 64 anos, foram socorridos e encaminhados ao Pronto Socorro Municipal.

A Polícia informou que Gisele recebeu os primeiros socorros e foi transferida para o Hospital Regional de Cáceres, a 220 km de Cuiabá, em estado grave. A perícia esteve no local e encontrou uma munição calibre 22 sobre a mesa da cozinha, duas munições intactas calibre 12 caídas no chão da cozinha, três balas na área e uma bala na calçada da casa. Miguel foi preso em flagrante e deve responder pelo crime de feminicídio. O suspeito não possui passagens pela polícia.

Veja Também  Ao ver a filha sendo agredida, Pai mata genro a facadas e foge
Comentários Facebook
Continue lendo

''Perdeu a cabeça"

Mulher é presa acusada de matar homem e atear fogo em corpo em MT

Publicado

Uma mulher foi presa na manhã desta sexta-feira (20) em Juína, a 737 km de Cuiabá, suspeita de ter matado Oséias Vicente, de 60 anos, em junho deste ano. Josiane Lima dos Santos foi encontrada pela Polícia Civil em uma casa no Bairro Vila Operária. A ordem de prisão foi decretada pela 3ª Vara Criminal de Juína com base em investigações da Polícia Civil.

O inquérito da morte de Oséias Vicente foi concluído na semana passada. A vítima foi localizada no dia 5 de junho, nas proximidades do terminal rodoviário da cidade, com queimaduras de terceiro grau. Ele morreu no dia 14 de junho, após passar nove dias internado na UTI de um hospital da cidade.

Josiane foi apontada pela polícia como suspeita de ter matado a vítima após um desentendimento ocorrido entre eles. Após o fato, ela teria pego uma garrafa com combustível e jogado na vítima, ateando fogo logo em seguida. Testemunhas presenciaram a briga entre os dois.

Veja Também  Homem é preso por beber demais e resolver mostrar a bunda para todo mundo

Ela confessou a autoria do crime. A mulher alegou que anteriormente a vítima tinha tentado matá-la, também usando fogo, após uma discussão.

A suspeita tem várias passagens por crimes de roubos, tráfico de drogas e homicídios. Ela foi indiciada por homicídio qualificado.

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana