conecte-se conosco


Mato Grosso

Mulher é presa com 20 quilos de maconha por policiais de MT e GO em Aragarças

Avatar

Publicado

Trabalho conjunto entre policiais de Mato Grosso e Goiás resultou na prisão de I.G.A., 29 anos, por tráfico de drogas, no bairro Jardim Palmeiras, em Aragarças (GO), município que faz divisa com Barra do Garças, em MT, (509 km de Cuiabá). Com ela, foram apreendidos 20 quilos de maconha e uma balança de precisão.

Conforme o boletim de ocorrência, a ação teve início após uma denúncia anônima de que na região haveria venda de drogas e que os entorpecentes estariam em três locais nas duas cidades. Ao fazer a checagem das informações, os policiais flagraram a suspeita com a droga em um dos imóveis.

Um comparsa da mulher teria fugido ao perceber a aproximação das viaturas. Ele está sendo procurado pelos policiais.

Participaram da ação a guarnição do oficial de dia e equipe da Força Tática de Mato Grosso e policiais militares e civis de Goiás.

A suspeita e o material apreendido foram encaminhados à delegacia para as devidas providências.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook

Mato Grosso

Contas de Governo de Peixoto de Azevedo recebem parecer favorável à aprovação

Avatar

Publicado

Assunto:
CONTAS ANUAIS DE GOVERNO MUNICIPAL
Interessado Principal:
PREFEITURA MUNICIPAL DE PEIXOTO DE AZEVEDO
MOISES MACIEL
CONSELHEIRO INTERINO

DETALHES DO PROCESSO
INTEIRO TEOR
VOTO DO RELATOR
ASSISTA AO JULGAMENTO

Na primeira sessão de 2020 do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT), o Pleno acompanhou o voto-vista da conselheira interina Jaqueline Jacobsen Marques e emitiu parecer prévio favorável às Contas de Governo da Prefeitura de Peixoto de Azevedo, referentes ao exercício de 2016. O balancete segue agora para apreciação da Câmara de Vereadores.

Seguida pelo relator do processo, conselheiro interino Moises Maciel, Jaqueline Jacobsen ressaltou que o município aplicou o percentual mínimo de recursos exigidos na Constituição Federal para manutenção e desenvolvimento do ensino e votou pelo afastamento da irregularidade, cuja natureza embasa a emissão de parecer contrário à aprovação.

Embora o parecer tenha sido favorável, o conselheiro relator recomendou ao Poder Legislativo para que, quando deliberar sobre as contas do Município, determine ao gestor que observe e cumpra a rigor as regras previstas para abertura de créditos adicionais, a fim de evitar o desvirtuamento da programação orçamentária e, consequentemente, o desequilíbrio financeiro e orçamentário das contas públicas.

Além disso, Moises Maciel orientou o Município a elaborar um Planejamento Estratégico com definição de metas, estratégias, iniciativas, projetos e ações que visem aperfeiçoar a execução das políticas públicas de educação e saúde, a fim de reverter as avaliações negativas dos resultados dos indicadores que apresentaram piora nas médias nacional e estadual.

Contas de Governo

As Contas Anuais de Governo não são julgadas pelo TCE, que apenas avalia a gestão política dos chefes do Poder Executivo e emite um parecer prévio para auxiliar no julgamento do Poder Legislativo, este sim, responsável por aplicar eventuais sanções específicas.

Fonte: TCE MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Luciara recebe parecer prévio contrário à aprovação das Contas de Governo

Avatar

Publicado

Assunto:
CONTAS ANUAIS DE GOVERNO MUNICIPAL
Interessado Principal:
PREFEITURA MUNICIPAL DE LUCIARA
JAQUELINE JACOBSEN
CONSELHEIRA SUBSTITUTA

REVISOR
__________
Guilherme Antonio Maluf
RELATOR DO VOTO VISTA
VOTO VISTA

DETALHES DO PROCESSO
INTEIRO TEOR
VOTO DO RELATOR
ASSISTA AO JULGAMENTO

A Prefeitura de Luciara recebeu parecer prévio contrário à aprovação das Contas de Governo do execício de 2018. O parecer foi da relatora das contas, conselheira interina Jaqueline Jacobsen, em concordância com o Ministério Público de Contas (MPC) e com o voto-vista do conselheiro Guilherme Antonio Maluf. O voto foi aprovado por unanimidade pela Corte de Contas na sessão ordinária do último dia 17.

Foram apontadas oito irregularidades, das quais duas possuem natureza gravíssima, cinco são graves e uma moderada. Em relação as irregularidades gravíssimas, relacionadas à despesa total com pessoal e ao déficit de execução orçamentária, a relatora alegou que as justificativas da defesa não afastaram as falhas, devido à ausência de juntada de documentos comprobatórios e do fato de os valores das receitas frustradas serem inferiores ao déficit.

Assim, ficou evidenciado que, embora a receita própria tenha sofrido aumento, a Prefeitura apresentou déficit de execução orçamentária e indisponibilidade financeira para fazer frente aos valores inscritos em restos a pagar, demonstrando desequilíbrio.

Contas de Governo

As Contas Anuais de Governo não são julgadas pelo TCE, que apenas avalia a gestão política dos chefes do Poder Executivo e emite um parecer prévio para auxiliar no julgamento do Poder Legislativo, este sim, responsável por aplicar eventuais sanções específicas.

Fonte: TCE MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana