conecte-se conosco


Várzea Grande

DUPLICAÇÃO DA FILINTO MÜLLER ENTRA NA RETA FINAL PARA CONCLUSÃO

Avatar

Publicado

O Governo do Estado de Mato Grosso e a Prefeitura de Várzea Grande deram inicio as obras  de conclusão da duplicação dos 12 quilômetros da Avenida Filinto Muller e de acesso a diversos bairros da cidade e que atendem a uma demanda populacional de 60 mil habitantes que residem diretamente nas adjacências e outros 100 mil usuários que diariamente se utilizam da via que assegura a integração do centro da cidade com a região Oeste ou o Grande São Mateus.

Essa última etapa de obras demandará a necessidade de desvios para que as obras complementarem sejam realizadas, por isso foram definidos uma série de medidas como vias alternativas para o desvio do trânsito, os bloqueios que serão realizados pela Prefeitura de Várzea Grande com suporte da Guarda Municipal.

O ponto de obstrução se situa entre a escola municipal de Educação Básica (EMEB), ´Honorato Pedroso de Barros’, no sentido bairro São Mateus-Centro, e no posto de gasolina, sentido Centro-São Mateus. As rotas de desvio conduzirão o fluxo para os bairros Jardim Paula II, por meio da rua Marechal Mascarenhas de Moraes à rua Sergipe, já no bairro Nova Várzea Grande. Desse ponto, os motoristas podem seguir pela Avenida Alzira Santana, para retornar ao Centro, bem como seguir em direção ao Costa Verde, Aeroporto e Cristo Rei. Qualquer uma das opções pela Avenida Alzira Santana também condizem os motoristas à Capital, Cuiabá.

Por meio da rota, há acesso para o bairro São Mateus e à Rodovia dos Imigrantes. Como mostra o mapa, a rota em traçado branco é obrigatória para veículos pesados. Já o traçado em azul, pode ser utilizado como alternativa aos carros de passeio e veículos leves. Todos os acessos, como chamam à atenção a Guarda Municipal e as secretarias de Viação, Obras e Urbanismo e de Serviços Públicos e Mobilidade Urbana, devem ter os limites de velocidade respeitados e exigem maior atenção dos condutores.

Moradores dos trechos sob bloqueio terão acesso de forma integral a suas residências. Toda a extensão sob obras e as rotas alternativas estarão sinalizadas com placas verticais, manilhas e fitas zebradas.

Orçada inicialmente em R$ 31 milhões e após o processo licitatório com a participação de 12 empresas que reduziu os custos para R$ 24 milhões, com uma economia de R$ 7 milhões para os cofres públicos, as obras efetivamente se iniciaram em 2017, sendo que restam menos de 15% para serem concluídas.

Concebida como um novo corredor comercial, a duplicação da Avenida Filinto Muller, faz parte de um projeto de integração de todas as principais regiões de Várzea Grande e sua posição estratégica ao lado da Capital de Mato Grosso e passagem obrigatória para o Norte de Mato Grosso e do Brasil.

“Estamos entrando na fase final de uma grande obra de 12 quilômetros aproximadamente que contempla diversas regiões de Várzea Grande e reforça sua posição geográfica ao lado de Cuiabá e de passagem obrigatória para quem vai para o Norte de Mato Grosso ou do Brasil ou de quem vai para o Sul do Estado ou do País, portanto, estamos no corredor do agronegócio e no Estado que mais cresce na atualidade”, disse a prefeita Lucimar Sacre de Campos que informou estar a Prefeitura trabalhando para entregar essa obra ainda em 2019.

O secretário de Viação e Obras Públicas, Luiz Celso Morais sinalizou que as obras de duplicação entram na parte mais difícil por demandarem desapropriações, demolições, recuos de construções particulares e públicas e outra infinidade de pequenas incursões que acabam protelando a conclusão da mesma, mas como tudo está dentro do cronograma estabelecido no início das obras, a Prefeitura de Várzea Grande e o Governo do Estado estão atuando no sentido de acelerar esta reta final que vai do cruzamento da Avenida Filinto Muller com a Avenida Alzira Santana.

“Depois de concluída teremos uma via moderna rápida, moderna,  eficiente, segura e e que permitirá desde o Aeroporto Marechal Rondon até a Rodovia dos Imigrantes, por onde passam cerca de 25 mil veículos diariamente um trânsito de melhor qualidade com menos tempo parado e menor consumo de combustível para automóveis, ônibus e caminhões, além é claro de maior segurança para os pedestres que se utilizaram da mesma para caminhadas e lazer”, explicou o titular da pasta de Viação e Obras Públicas.

Esta última etapa de envolve uma extensão de 500 metros, mais agrega o trecho mais complexo, onde houve necessidade de desapropriações e será necessário ainda, todo um trabalho de investigação das tubulações subterrâneas para avaliar se as estruturas atuais condizem com a nova organização da via. A exemplo de tudo que já foi realizado na via – 12 quilômetros de avenida nos dois sentidos – haverá necessidade de muitas escavações e de troca de tubulações. O secretário de Viação, Luiz Celso de Moraes, explica que região concentra muitos córregos, o que exige um trabalho e atenção redobrados em relação às galerias de águas fluviais e ao escoamento das águas pluviais. “São apenas 500 metros, mas em compensação vamos atuar sobre um trecho bastante urbanizado e movimentado. Por isso, a previsão de conclusão da duplicação é até o final do ano. Vamos contar com o bom andamento do cronograma nesse período de seca”.

PREPARAÇÃO – Desde o mês passado, a prefeitura municipal está estruturando o entorno da Avenida Filinto Müller para amenizar ao máximo os transtornos na região. Além das sinalizações, as ruas que fazem parte da rota de desvio (trecho em branco do mapa) foram todas recapeadas. “A rua Marechal Mascarenhas de Moraes será totalmente recuperada, ou seja, desde o lado que dá acesso à Avenida Filinto Müller até a rua Pará, já no Nova Várzea Grande. “Esse trecho, já bastante movimentado, estará intensificado pelo acesso obrigatório de veículos pesados como caminhões e ônibus. Por isso esse trabalho prévio precisou ser de fato muito bem feito, para não tornar a rotina residencial mais impactada ainda”.

A OBRA – Várzea Grande está concretizando seu novo corredor comercial com o avanço das obras de duplicação da Avenida Filinto Müller. A obra – a de maior peso estruturante da região metropolitana do Vale do Rio Cuiabá, vai interligar a região oeste de Várzea Grande com o Centro e cria um novo Rodoanel com a Rodovia Imigrantes/Avenida Júlio Campos/Rodovia Mário Andrezza.

Dos R$ 24 milhões orçados para a conclusão da duplicação da avenida, R$ 15 milhões já foram investidos. Da demanda total, R$ 3,5 milhões são de contrapartida do Município.

O secretário Luiz Celso de Moraes explica que o projeto de duplicação prevê ciclo faixa, pista de caminhada, iluminação em LED, canteiro central e calçadas, “Na prática estamos estabelecendo uma nova ponte de integração com a região norte da cidade. Queremos impedir que uma nova parte da cidade de Várzea Grande, o Grande São Mateus, seja seccionado como aconteceu com o Aeroporto Marechal Rondon em relação ao Grande Cristo Rei”.

Comentários Facebook

Várzea Grande

Blitz educativa alerta sobre violências contra crianças e adolescentes, mulher e idoso, neste carnaval

Avatar

Publicado

Com o objetivo de conscientizar cidadãos sobre as diversas violações do direito no período carnavalesco e efetuar denúncias sobre casos de abuso e exploração sexual e trabalho infantil, de crianças e adolescentes, violência doméstica, violência ao idoso, violência do gênero, violência contra pessoa com deficiência, a Prefeitura de Várzea Grande, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social promove a campanha carnaval em Várzea Grande “Carnaval é 100”. A blitz educativa foi realizada nesta sexta-feira (21), em vários pontos da cidade e reforça as políticas públicas em prol dos direitos das crianças e adolescentes e dos cidadãos da cidade. Em casos de violação, disque 153 e 191.

A campanha educativa de Carnaval integra também a conscientização sobre os perigos do álcool x direção. Na ação de abordagem foi feita entrega de kits e panfletos orientativos aos condutores de veículos e motos.

Conforme a secretária de Assistência Social, Flávia Omar, as ações têm o objetivo de conscientizar a população acerca da importância de se combater o assédio como um todo, violência e exploração sexual contra crianças e adolescentes, distribuindo materiais educativos, preservativos, adesivos, entre outros.

“A ação tem como objetivo conscientizar a população que identificar e denunciar esses crimes, além de mostrar aos várzea-grandenses e visitantes que a cidade tem políticas públicas de proteção e conscientização atuantes no que diz respeito a campanhas e ações a favor da dignidade humana. Vale ressaltar que violações dos direitos da criança e do adolescente podem ser denunciadas através do disque 153 e o telefone para denunciar a violência contra a mulher é o 100”, explica a secretária Flávia Omar.

Durante o dia orientadores socioeducativos dos Serviços Especializados da Secretaria atuaram por meio de abordagem no Terminal André Maggi, Rotatória do Cristo Rei, Terminal Rodoviário de Várzea Grande e Trevo do Lagarto. O foco é no trabalho social com abordagem contra a violência dos mais variadas espécies neste período carnaval, onde a população pode utilizar a ferramenta do disque-denúncia para proteger as pessoas vulneráveis. Além da conscientização nesta época, o trabalho é realizado diariamente durante todo o ano em diversos pontos da cidade.

A secretária de Assistência Social disse que a ação foi um meio de sensibilizar, informar, conscientizar e esclarecer a população com relação aos direitos das crianças e adolescentes e demais segmentos principalmente no período de festas de Carnaval. “Esperamos que a sociedade agora faça a sua parte e não fique na omissão, que denuncie violência e maus tratos contra criança e adolescentes, idoso, mulher, trabalho infantil, entre outros”.

A campanha foi realizada por meio do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS); Guarda Municipal; Conselho Tutelar; Polícia Rodoviária Federal e Comitê Estadual de Prevenção e Enfrentamento de Tráfico de Pessoas de Mato Grosso (CETRAP) e articulada pela Secretaria de Assistência Social de Várzea Grande.

Por: Cláudia Joséh – Secom/VG

Fonte: Prefeitura de Várzea Grande
Comentários Facebook
Continue lendo

Várzea Grande

Várzea Grande anuncia mais R$ 50 milhões em obras e fiscalização em contratos pela CEF

Avatar

Publicado

Duas importantes conquistas foram anunciadas pela prefeita Lucimar Sacre de Campos, pelo vice-prefeito, José Hazama e pelo superintendente da Caixa Econômica Federal – CEF, José Antônio da Silva. Um novo empréstimo de R$ 50 milhões para obras de saneamento básico e pavimentação asfáltica e um convênio para que engenheiros e técnicos da própria instituição financeira promovam a fiscalização e auditagem das obras executadas.

“Além de fazermos obras, queremos ser fiscalizados e auditados por uma instituição da envergadura da Caixa Econômica Federal”, disse a prefeita ao ser informada pelo superintendente da Caixa estar muito próximo a liberação deste novo pedido de empréstimo de R$ 50 milhões que se somará a outro em execução de R$ 80 milhões. “Tudo por ser Várzea Grande, parceira, transparente e eficiente nas obras que executa em prol de uma cidade melhor e com mais qualidade de vida para sua população”, disse José Antônio da Silva, superintendente da Caixa Econômica Federal.

Das cifras que serão liberadas pela CEF, R$ 22 milhões irão para projetos de ampliação no fornecimento de água potável e tratamento de esgoto e outros R$ 28 milhões para pavimentação em ruas de vários bairros da cidade. Esse asfalto novo será avaliado dentro da demanda já existente na secretaria de Viação, Obras e Urbanismo.

Esses novos R$ 50 milhões se unem aos R$ 80 milhões já liberados pela Caixa Econômica, no ano passado, cifras que estão sendo 100% aplicadas em pavimentação e revitalização da malha urbana da cidade. Somente com esse valor já celebrado, Várzea Grande pretende pavimentar e recuperar cerca de 220 quilômetros de vias até o final do mandato da prefeita Lucimar. “Estamos respeitando prazos e a legislação colocando em prática o maior programa de pavimentação de ruas e avenidas de Várzea Grande e a prefeita quer avançar ainda mais e atender mais pessoas”, disse o secretário de Viação e Obras Públicas, Luiz Celso Morais.

Conforme dados atualizados no final de janeiro, todos os projetos que envolvem os R$ 80 milhões estão praticamente licitados e nos últimos 20 dias tiveram suas ordens de serviços liberadas. Em execução estão R$ 10 milhões, restando R$ 70 milhões para finalizar esse primeiro convênio.

“Serão R$ 130 milhões para investimentos em infraestrutura para aplicação direta nesse ano. Fora tudo que já foi aplicado nos últimos anos, desde 2015, em todos os setores da prefeitura. Somente do PAC estamos investindo quase R$ 500 milhões. Mais que desenvolvimento e qualidade de vida, estamos gerando empregos em nossa cidade ao transformar Várzea Grande em um canteiro de obras. Em todos os cantos da cidade há um caminhão e uma equipe da prefeitura, uma empresa contratada, uma obra acontecendo”, disse Lucimar Sacre de Campos.

O contrato assinado hoje, como reforçou a prefeita, demonstra o zelo da gestão com o recurso público, pois as equipes de engenheiros e técnicos da Caixa Econômica estarão fiscalizando cronogramas, planilhas e gerenciando todos os projetos em andamento em nossa cidade que estão sendo empreendidos pelas empresas que venceram as licitações. “Projetos com transparência, zelo e qualidade. Várzea Grande tem e passará a ter isso tudo certificado por uma das instituições públicas mais respeitadas no país pelos órgãos de controle”.

O contrato de prestação de serviços entre a prefeitura e a Caixa é o segundo assinado no País, para acompanhamento e fiscalização de obras. O primeiro foi celebrado em Feira de Santana (BA) e tem como princípio proporcionar redução sobre os custos, melhorar análise das planilhas, tudo sob a expertise que a Caixa tem no mercado da construção, destacou o superintendente de Rede da Caixa, José Antônio da Silva.

“A Caixa desenvolveu um amplo conhecimento em acompanhamento de projetos, em preços de mercado. Obras aferidas constantemente resultam em economia e em projetos de qualidade. A prefeita se empenhou pessoalmente em celebrar esse contrato. É uma parceria muito importante para o Município, assegura o desenvolvimento, renda, empregos e em breve vai mostrar resultados. É uma parceria de 24 horas”, disse José Antônio.

O gerente da Filial da Caixa, Ubiratan Alves de Freitas, destacou que a relação estreita entre Caixa e Município resultará em obras com a qualidade e o prazo que a cidade precisa. “A Caixa confia em Várzea Grande”.

O coordenador dos projetos de pavimentação do Município, Olindo Pasinato, disse durante o ato de assinatura que todas as obras lançadas pela prefeita Lucimar visam sempre a melhoria da qualidade de vida da população. “Essa parceria com a Caixa traz todo um know-how técnico de acompanhamento de obras, etapa por etapa. Além de segurança, nosso corpo técnico terá muito auxílio e aprendizado também ao longo desse ano. Será uma excelente oportunidade para troca de experiências”.

Representando a Câmara Municipal, o vereador Claido Celestino (Ferrinho), reforçou a importância em se levar obras de infraestrutura aos bairros da cidade. “Em todos os cantos da cidade existem obras e são obras em todos os níveis, na educação, na saúde, no esporte e no lazer. São 40 anos em quatro anos de gestão”.

Finalizando a prefeita Lucimar Sacre de Campos lembrou que o fato de Várzea Grande estar com suas finanças em ordem, ter todas as certidões negativas e o mais importante, ser considerada como boa pagadora, estimula instituições financeiras como a CEF, Banco do Brasil, BNDES entre outros a emprestarem recursos. “Somos procurados constantemente por sermos bons pagadores e por entenderem que os recursos serão aplicados em prol de uma cidade melhor e com mais qualidade de vida para nossa gente”, disse a prefeita.

O CONTRATO – se refere a um convênio na ordem de R$ 80 milhões liberado no ano passado pela Caixa à prefeitura, em razão da sua estabilidade político-financeira e sua capacidade de endividamento. Conforme o contrato de prestação de serviços, os técnicos da Caixa Econômica irão, entre outras atividades, acompanhar o andamento das obras por meio de visita “in loco”, verificar a viabilidade de execução do projeto apresentado e a adequação dos custos e cronograma previstos para execução do empreendimento, assessoria no desenvolvimento de Planos, Projetos e Empreendimentos em Trabalho Social/Socioambiental, análise de viabilidade socioambiental de empreendimentos, verificação de compatibilidade entre os preços planejados para as atividades e aqueles praticados pelo mercado, apoio técnico operacional com intuito de caracterizar a conformidade financeira do empreendimento objeto da prestação de contas, conhecer as características da área de intervenção e seu entorno e/ou área de reassentamento, entre outros.

Por: Marianna Peres – Secom/VG

Fonte: Prefeitura de Várzea Grande
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana