conecte-se conosco


''TRAGÉDIA NO AR''

Sesp descarta espancamentos, mas suspende visitas de familiares e advogados em PCE; ‘Preso tem que ser tratado como preso’; diz governo

Publicado

FONTE: RAFAEL MEDEIROS | O BOM DA NOTÍCIA

A Secretaria de Estado de Segurança Pública descartou nesta terça-feira (13), por meio da Secretaria Adjunta de Administração Penitenciária, que teria havido alguma intercorrência na Penitenciária Central do Estado, com a deflagração da Operação Agente Elison Douglas, quando foram realizadas revistas na carceragem. Desmentindo, sobretudo, que tenham sido registradas agressões ou mortes na penitenciária em Cuiabá.

A declaração da Sesp foi em resposta às denúncias que reeducandos estariam sendo alvos de espancamentos na operação – que desde a madrugada desta terça realiza um verdadeiro ‘pente fino’ na unidade prisional -, com objetivo de retirar ‘regalias’ dos detentos como celulares, televisores e entre outros equipamentos eletrônicos.

As denúncias resultaram em tumulto de familiares do lado de fora da PCE, inclusive com declaração da advogada Marcia Paes, mãe de um dos detentos da PCE, para que fossem repassadas informações às mães e esposas dos reeducandos, sobre os motivos da suspensão por 30 dias das visitas familiares e ainda sobre a veracidade de que teriam detentos agredidos na unidade prisional. As denúncias também levaram ao presídio, advogados ligados a Associação Brasileira dos Advogados Criminalistas (Abracrim), para checar as informações de supostos espancamentos.

Ainda por meio de release disparados nos mailings dos sites e jornais de Mato Grosso, após desmentir informações de corredores que há dois dias a unidade prisional estaria sem água, luz e realizando espacamentos, a Sesp esclareceu que a revista geral na carceragem da PCE mira fortalecer as ações de enfrentamento a crimes que possam ser cometidos dentro da unidade penal, além de se antecipar a possíveis atos delituosos.

Veja Também  Com balde e extintores PMs salvam morador e apagam fogo - VEJA VÍDEO E FOTOS

Mas admitiu que durante esta semana estão suspensas as visitas aos reeducandos, assim como o atendimento a advogados e defensores públicos. E que apenas as escoltas emergenciais, em caso de saúde, serão realizadas.

A operação teve início às 9h desta terça, com revista minuciosa em todos os raios e celas da unidade prisional. Quando foram verificadas também as condições estruturais da área da carceragem e feita a retirada de produtos que estão em desconformidade com o estabelecido no Manual de Procedimento Operacional Padrão do Sistema Penitenciário. Após a revista geral – a operação ainda em andamento – começa a observar a reforma nas celas dos raios 1,2,3 e 4.

A operação é conduzida pela equipe da direção da penitenciária e conta com apoio de pelo menos 50 servidores, inclusive, de servidores de outras unidades qualificados para atuação em recinto carcerário, como contenção e intervenção.

“Nosso objetivo maior é garantir a segurança da unidade, de acordo com a legalidade devida, frustrando qualquer tentativa que possa afetar a segurança da unidade prisional e criar oportunidades de prática delituosa”, destacou o secretário de Segurança Pública, Alexandre Bustamante.

Veja Também  Presos na PCE estão em celas superlotadas e com direitos cerceados, diz advogado da OAB

Não há, por enquanto, registro de apreensão de materiais ilícitos, como celulares e entorpecentes. Um balanço parcial do que foi retirado das celas será divulgado posteriormente.

A operação é realizada apenas na Penitenciária Central do Estado, não sendo estendida e nenhuma outra unidade no interior ou mesmo na Capital.

Comentários Facebook

''Perdeu a cabeça"

Rotam encontra carros roubados e placas dentro de residência no Jardim Paulista em Cuiabá – VEJA VÍDEOS

Publicado

Dois carros roubados foram encontrados dentro de uma casa, no bairro Jardim Paulista, em Cuiabá, pela equipe da Ronda Ostensiva Tática Metropolitana (Rotam), da Polícia Militar. Uma das placas estava com fita adesiva, forjando uma nova numeração. O tenente Plínio Ortt informou que após o recebimento de denúncias, foram até o local e não encontraram nenhum suspeito do crime.

A casa estava vazia e parece ter sofrido arrombamento. Em buscas no local, foram encontrados dois veículos roubados em Cuiabá, sendo um Ford Ka e um Ônix. Os dois carros estavam com placas falsas. Em um deles, os criminosos usaram fita adesiva para transformar o número 6 em número 8.

A adulteração só é visível de perto, já que em movimento passa despercebido. “Encontramos 3 placas que podem ser usadas de forma alternadas em veículos roubados. Não encontramos ninguém no local, só uma conta de telefone com o nome de uma pessoa, que ainda não sabemos se é moradora”. Agora, a Rotan segue investigando o crime junto com a Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos Automotores.

Comentários Facebook
Veja Também  Luan Santana e equipe sofrem acidente na entrada de cidade de MT
Continue lendo

''Perdeu a cabeça"

Menina de 11 anos vai a borracharia catar latinha e acaba sendo estuprada por idoso

Publicado

FONTE: RAFAEL MEDEIROS | O BOM DA NOTÍCIA

Um idoso acusado de estupro de vulnerável foi preso pela Polícia Civil, na segunda-feira (19), em Cáceres (225 km de Cuiabá). A prisão foi realizada pela Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Criança e Idoso da cidade, em cumprimento a um mandado judicial.

O procurado, V.R. de 60 anos estava com a ordem de prisão decretada pela Justiça. Ele é condenado por estupro de uma criança, bem como é réu em processo que investiga violência sexual contra uma adolescente, no município de Cáceres.

A delegada da Delegacia Especializada, Judá Maali Pinheiro Marcondes, contou que o crime ocorreu quando a menina tinha apenas, 11 anos de idade, e foi até a borracharia do suspeito para catar latinhas e revender, ocasião em que aconteceu os abusos.

Durante atendimento e entrevista, a criança revelou que foi chamada pelo idoso para ganhar um pirulito. O suspeito teria se aproveitado da oportunidade, arrastado a vítima, e mantido relação com ela. Ainda segundo a menina, ela teve medo de contar os abusos ocorridos a sua avó, em razão de ela ser muito brava, porém revelou a sua mãe a violência sexual sofrida.

Veja Também  Coletor escorrega e morre atropelado por caminhão de lixo

“As diligências resultaram na coleta de provas robustas, com laudo médico, confirmando que a vítima foi abusada. A Polícia Civil não irá admitir nenhum crime, principalmente sexual, contra crianças e mulheres na nossa cidade”,destacou a delegada.

Com base nas investigações o suspeito teve o mandado de prisão expedido pela Comarca de Cáceres. Diante da ordem deferida, os policiais civis da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Criança e Idoso de Cáceres, lograram êxito em localizar e prender o suspeito em sua borracharia, no distrito de Nova Cáceres.

Em conformidade ao mandado, o idoso foi conduzido até a unidade policial para providências necessárias, e posteriormente colocado à disposição do Poder Judiciário.

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana