conecte-se conosco


Cidades

O passo a passo da reforma da Previdência no Senado

Publicado

Lida em Plenário no dia 8 de agosto — mesmo dia em que chegou da Câmara dos Deputados — a proposta de reforma da Previdência (PEC 6/2019) vai ser analisada pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado antes da votação no Plenário da Casa, prevista para setembro.

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, já anunciou que o calendário para a análise do texto será construído em conjunto com os líderes partidários. A reunião de líderes está marcada para esta terça (13) às 15h. Mas a presidente da CCJ, Simone Tebet (MDB-MS) e o relator na comissão, Tasso Jereissati (PSDB-CE) já anteciparam algumas datas da tramitação que permitiriam que a votação da reforma da Previdência no Senado seja concluída no final de setembro ou início de outubro, prazo já apontado por Davi como provável para conclusão da análise do texto. Pelo Regimento do Senado, a CCJ tem até 30 dias para votar um parecer — favorável ou não à proposta. O colegiado emitirá uma posição tanto em relação à constitucionalidade do texto quanto ao mérito da proposta.

Tasso anunciou que apresentará seu relatório no dia 28 de agosto e que não deverá mudar a proposta para evitar que ela volte à Câmara para nova votação e garantir, assim, a promulgação em outubro. Mudanças como a inclusão de estados e municípios na reforma podem ser incluídas em uma PEC Paralela, segundo Tasso. Antes disso, a CCJ fará audiências públicas. Na quarta-feira (14) o colegiado votará requerimento para a realização desses debates. O REQ 54/2019 propõe que sejam ouvidos pelos senadores, entre outros, o secretário Especial de Trabalho e Previdência do Ministério da Economia, Rogério Marinho e o ex-ministro da Fazenda Nelson Barbosa. A ideia é que as audiências ocorram entre 19 de 23 de agosto.

A estimativa de Simone Tebet é que a CCJ conclua a análise da proposta no início de setembro, provavelmente no dia 4, uma semana após a apresentação do relatório, garantindo assim o prazo de uma semana de vista coletiva para que os integrantes da comissão estudem o texto.

Vencida a etapa da CCJ, a reforma segue para o Plenário do Senado que dará a palavra final sobre a proposta. Cinco dias após a publicação do parecer no Diário do Senado Federal e no sistema eletrônico, a matéria poderá ser incluída na Ordem do Dia (pauta de votação), conforme determina o Regimento do Senado.

Serão cinco sessões de discussão para votação em primeiro turno. Durante a discussão poderão ser oferecidas emendas assinadas por, no mínimo, um terço dos membros do Senado (27 senadores). As emendas serão analisadas pela CCJ, o que poderá ser feito em Plenário. Também serão admitidos requerimentos para votação em separado de partes (destaques) do texto.

Para ser aprovada, a PEC precisa dos votos de, pelo menos, 49 dos 81 senadores (três quintos dos votos dos membros da Casa) em votação nominal.

Após o primeiro turno, haverá um interstício (intervalo) de, no mínimo, cinco dias para o segundo turno. Incluída a proposta em Ordem do Dia, para o segundo turno, será aberto o prazo de três sessões deliberativas ordinárias para discussão, quando poderão ser oferecidas emendas de redação (que não envolvam o mérito). Novamente, as emendas serão analisadas pela CCJ, o que também pode ser feito em Plenário.

Assim como no primeiro turno, a proposta precisa de pelo menos 49 votos para ser aprovada no segundo turno.

Se a PEC for modificada em relação ao texto aprovado pela Câmara, deverá voltar para análise da Câmara dos deputados. Se não for alterada, será promulgada em sessão conjunta do Congresso.

Davi Alcolumbre destacou que foi estabelecido um cronograma mínimo para analisar a matéria, dentro do Regimento Interno da Casa. Ele estima que o Senado finalizará a votação da reforma da Previdência até o início de outubro.

— Esperamos que até o final de setembro ou começo de outubro tenhamos deliberado sobre esta matéria — disse o presidente ao receber o texto na semana passada.

Fonte: AMM
Comentários Facebook
Veja Também  Prefeitura firma parceria com IFMT para elaboração do Plano Municipal do Turismo

Cidades

Campeonato Estadual de Xadrez sediado em Sinop reuniu 13 municípios

Publicado

No último final de semana, entre os dias 16 e 18, Sinop sediou o Campeonato Estadual de Xadrez, realizado pela Federação Mato-grossense de Xadrez, com o apoio da Prefeitura de Sinop. O evento reuniu 13 municípios e mais de 100 atletas de diferentes partes do Estado na disputa pelo título de campeão e o reconhecimento como principais enxadristas.

O presidente da Federação Mato-grossense de Xadrez, Higor Carlos de Almeida, enfatiza que o apoio da Prefeitura foi fundamental para que esse evento pudesse ocorrer em Sinop. “Foi por meio da Prefeitura que muitos municípios conseguiram participar. Tivemos a disposição o alojamento, a alimentação e, isso oportunizou para que muitas crianças de escolas públicas com condições financeiras insuficientes, para arcar com as despesas, pudessem vir e participar, inclusive, nos temos na disputa projetos sociais, daqui de Sinop, que estão participando, sem nenhum custo, nem o das inscrições, tudo isso, graças ao apoio que a Prefeitura deu”, agradece.

Entre os campeões, estava o pequeno Olavo Tadeu Carvalho, de 8 anos, que levou o primeiro lugar da categoria sub 10. “Competir em casa é melhor porque eu me sinto confortável, eu acho mais legal quando o campeonato é aqui. É bom para conhecer novas pessoas, e porque tem jogadores melhores, então é bom, principalmente, para treino. Em campeonatos como esse é importante jogar bem e jogar para ganhar, porque treinamos mais e pensamos mais”, conta.

Olavo representou Sinop no Festival Nacional da Criança (Fenac), durante o Campeonato Brasileiro de Xadrez, que aconteceu entre os dias 18 e 21 de abril, em Florianópolis (SC), e trouxe para Sinop o título de campeão na categoria sub-8.

Higor explica, ainda, que os campeões representarão Mato Grosso no próximo Fenac, nas mesmas categorias do estadual, sendo elas sub 08, 10, 12, 14, 16, 18 e 20. “A federação visa fazer um trabalho de incentivo com aula e com preparação com mestres, para que esses jogadores possam representar o estado no campeonato brasileiro. O xadrez por muitos anos ficou concentrado na região sul do estado, como Cuiabá, Rondonópolis e alguns outros municípios. Trazer o xadrez para região norte é, justamente, para disseminar e de oportunizar outros municípios a também participar e de se integrar ao xadrez no Estado”, frisa. As disputas foram realizadas Escola Municipal de Educação Básica Rodrigo Damasceno e, os vencedores receberam troféus e medalhas. 

Fonte: AMM
Comentários Facebook
Veja Também  AMM realizará capacitação sobre o Siconv em setembro
Continue lendo

Cidades

Prefeitura de Cuiabá realiza audiência pública para apresentação da LOA 2020

Publicado

A Prefeitura de Cuiabá realiza nesta quarta-feira (21), audiência pública para apresentação e discussão da Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2020. O evento acontece na Associação Comunitária do bairro Grande Terceiro, a partir das 19 horas.  

A LOA é o instrumento de planejamento utilizado pelos governantes para gerenciar as receitas e despesas públicas em cada exercício financeiro. Sendo assim, o Orçamento concede prévia autorização ao ente da Federação para que este realize receitas e despesas em um determinado período. “Quero estender o convite para toda população. O envolvimento e a participação de todos é de fundamental importância na elaboração de um documento, de acordo com o entendimento e aceitação de todos”, declarou o prefeito Emanuel Pinheiro.  

A Secretaria de Planejamento já protocolou na Câmara Municipal, a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) que estabelece para o próximo exercício, uma receita estimada de R$ 2.663.916.427,00. Este valor refere-se aos investimentos previstos, o que corresponde a soma da receita corrente, formado pela Fonte 100, mais recursos de outras fontes. São provenientes basicamente de convênios e de recursos próprios.  

O secretário municipal de Planejamento, Zito Adrien informou que foram realizadas três audiências públicas, divididas por secretarias, onde foram esclarecidos todos os questionamentos das informações contidas no documento.

Fonte: AMM
Comentários Facebook
Veja Também  Secretaria de Saúde de Alta Floresta abre grupo de assistência a fumantes na área rural
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana