conecte-se conosco


Entretenimento

Com camisa do Maranhão, Alcione repreende Bolsonaro: “Quem quer respeito, se dá”

Publicado

A cantora Alcione usou o Instagram, neste sábado (20), para rebater o presidente Jair Bolsonaro que usou o termo pejorativo “paraíba” para se referir a todos os governadores do Nordeste. A  declaração de Bolsonaro foi registrada sem que ele percebesse pela TV Brasil e logo viralizou nas redes sociais.

Alcione arrow-options
Reprodução/Instagram
Em vídeo publicado no Instagram, Alcione diz que não votou no presidente Bolsonaro e que não se arrepende

“Daqueles governadores de ‘paraíba’, o pior é o do Maranhão; tem que ter nada com esse cara”, afirmou o presidente durante conversa com o ministro da Casa Civil Onyx Lorenzoni.
Alcione , que é do Maranhão, disse que não votou em Bolsonaro e não se arrepende. Ela também afirmou que o presidente tem que respeitar o povo nordestino.

Leia também: Gosta de (boas) comédias românticas? Veja algumas escondidas na Netflix

“Presidente Bolsonaro , eu não votei no senhor e não me arrependo. Eu sou uma brasileira que não torço contra o governo, não sou burra. Eu sei que se torcer contra, estou torcendo contra o meu país. Agora meu pai sempre me dizia, que meu avô já dizia para ele: ‘QUEM QUER RESPEITO, SE DÁ’. E o senhor não está se dando respeito. O senhor precisa respeitar o povo nordestino. RESPEITE O MARANHÃO . O senhor tem medo de facada, tem medo de tiro, mas o senhor precisa ter medo do pensamento. O pensamento é uma força. Pense em mais de 30 milhões de nordestinos pensando contra o senhor? Comece a nos respeitar. RESPEITE O POVO BRASILEIRO”, escreveu a cantora na legenda do vídeo publicado nas redes sociais.

Leia também: Terceira temporada de “La Casa de Papel” deixa internautas extasiados

Veja Também  Cantor do grupo BTS vira personagem de “Os Simpsons”

Confira:


Fonte: IG Gente
Comentários Facebook

Entretenimento

Em Gramado, cineastas protestam contra censura e Sônia Braga cita Marielle

Publicado

source
Sônia Braga cercada por jornalistas arrow-options
Bacurau – O Filme / Facebook / Reprodução
Sônia Braga falou sobre Marielle durante festival de Gramado

Tentando conter as lágrimas, Emiliano Cunha, diretor de “Raia 4”, exibido neste sábado (17) no 47º Festival de Gramado , afirmou que seu filme só foi feito graças a políticas de fomento da Ancine e frisou que o longa gerou 400 empregos, diretos ou indiretos, além de impostos e receitas. Da plateia, vinham gritos de “viva o cinema brasileiro!” e “fora, Bolsonaro!”.

Drama adolescente sobre uma nadadora introspectiva que desenvolve uma rivalidade com uma colega, “Raia 4” fechou a segunda noite de mostra competitiva sob fortes aplausos.

Emiliano Cunha é um dos muitos realizadores que estão na serra gaúcha protestando contra censura no audiovisual, em reação às ameaças de Jair Bolsonaro de “filtrar” o que pode ser fomentado pela agência. O alvo do presidente são obras sobre assuntos que o desagradam. Na quinta-feira, véspera do início de Gramado, ele citou produções que não deveriam ser aprovadas pelo órgão, a maioria com temática LGBT. 

Veja Também  Em “Bom Sucesso”, Ramon flagra Francisca no meio dos bandidos

Leia também: Filme nacional “Bacurau” estará no 57º New York Film Festival 

“Alguns desses projetos que Bolsonaro quer censurar são de amigos meus. Nosso filme existe hoje, mas talvez não pudesse existir em 2020”, afirmou um membro da equipe do curta-metragem “Marie”, de Leo Tabosa, sobre uma mulher transexual que retorna ao sertão para enterrar seu pai.

A equipe do curta, projetado também na noite deste sábado, disse que vai se inspirar “Bacurau”, de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, para resistir contra a censura .

Longa de abertura do Festival de Gramado, ” Bacurau “, que venceu o prêmio da crítica em Cannes, retrata uma comunidade do sertão pernambucano invadida por atiradores estrangeiros e sádicos.

“Somos profissionais da cultura e exigimos respeito”, afirmou Mendonça Filho no Palácio dos Festivais , onde são exibidos os filmes.

Sonia Braga: ‘Quem matou Marielle?’

A plateia da sessão de “Bacurau” foi comportada (uma reação “grave, corretamente codificada”, avaliou o diretor mais tarde), mas irrompeu em gritos e aplausos nas cenas em que os moradores contra-atacam.

Veja Também  Confirmado! Harry Styles será o Príncipe Eric em “A Pequena Sereia”

“É resistência, não vingança”, corrigiu Juliano Dornelles ao ser questionado se o filme falava sobre “revanche”. No encontro com a imprensa, Sonia Braga, uma das atrizes do filme, dedicou a sua personagem a Marielle Franco e perguntou quem a matou.

Fonte: IG Gente
Comentários Facebook
Continue lendo

Entretenimento

“Quase empacotei dessa vez”, diz João Gordo ao receber alta da UTI

Publicado

source
João Gordo arrow-options
Cauê Porto/Divulgação
João Gordo

O vocalista da banda Ratos de Porão João Gordo recebeu alta do Hospital São Camilo, em São Paulo, após ficar internado na UTI coronária por uma grave pneumonia. 

O músico já está em casa e aproveitou para tranquilizar a todos quanto ao seu estado de saúde. Ele também revelou que precisará de repouso absoluto daqui pra frente.

Leia também: João Gordo associa álbum clássico à política: “Letras fazem mais sentido hoje” 

“Depois de dez dias internado com uma recaída de pneumonia , eu hoje peguei alta e acabei de chegar em casa. Estou feliz e um pouco ofegante ainda, porque essa movimentação me deixa cansado. Mas eu tô ótimo. Não foi fácil. Pneumonia não é brincadeira”, afirmou.

“A gente acha que é uma ‘tossinha’ de nada, mas eu quase empacotei dessa vez. Estou feliz em estar de volta. Vou descansar e fazer repouso absoluto por alguns dias com a minha esposa, meus gatos e meus cachorros. Queria agradecer toda consideração e carinho dos fãs e dos amigos”, completou João Gordo em um vídeo publicado nas redes sociais.

Fonte: IG Gente
Comentários Facebook
Veja Também  Confirmado! Harry Styles será o Príncipe Eric em “A Pequena Sereia”
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana