conecte-se conosco


A CASA CAIU

Membro do Comando Vermelho que decapitou dois homens a mando de facção é preso

Avatar

Publicado

A Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), cumpriu mandado de prisão temporária (30 dias), contra Wellington Ferreira da Silva, conhecido por Pateta, nesta segunda-feira (15). Ele é um dos autores identificados na morte de dois homens decapitados em março de 2018, que tiveram as imagens divulgadas em redes sociais.

O preso é apontado como um dos autores da morte do mototaxista Reinaldo Ribeiro de Barros, de 38 anos, e do vendedor Rubens Eloi da Silva, 53 anos, que foram decapitados a mando de uma facção criminosa. Os corpos deles foram localizados na região do Brail 21, em Cuiabá. Na ocasião, pelas imagens divulgadas as famílias reconheceram as duas vítimas.

Wellington, o Pateta, está no Pronto Socorro Municipal. Ele foi levado ao hospital após se envolver em ocorrência de troca de tiros com policiais militares.

O inquérito da morte dos dois homens já foi concluído com os autores identificados. No entanto, dois dos autores foram mortos por envolvimento em outros fatos, restando ‘Pateta’ foragido. Um quarto envolvido, era adolescente na época e já encontra-se internado cumprindo medida socioeducativa.

Comentários Facebook
Veja Também  De cara limpa á luz do dia ladrões roubam mercado em Poconé

A CASA CAIU

Polícia Civil esclarece roubo de veículo com prisão de três envolvidos no crime

Avatar

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Três homens envolvidos no roubo de um veículo foram presos em flagrant4e pela Polícia Judiciária Civil, na sexta-feira (08.11), durante diligências ininterruptas da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos (DERRFVA).

A ação resultou na apreensão de dois veículos (um deles roubado e o outros que dava apoio a ação dos criminosos) e de uma arma de fogo utilizada no crime.

Após serem detidos, os suspeitos, Kauan Valério de Almeida, Henrique Felipe Leite da Silva, Junior Jerônimo Martins, indicaram onde estava o veículo roubado que gerou a investigação, assim como a arma de fogo utilizada no crime e foram autuados em flagrante pelo crime de roubo majorado.

As diligências iniciaram na quinta-feira (07), logo após a vítima ter seu veículo Toyota Etios e pertences pessoais roubados. Durante os trabalhos, os policiais receberam informações que levaram até a residência do suspeito Kauan, no bairro Jardim Vitória, em Cuiabá, ao perceber o cerco policial, o suspeito pulou o muro da casa e fugiu para uma região de mata fechada.

Veja Também  Assassino diz que matou professor por "deboches"

Em continuidade as diligências, os policiais permaneceram monitorando a região e ao amanhecer solicitaram apoio de outra equipe, uma vez que descobriram que os suspeitos receberam apoio de um veículo Volkswagem Gol, vermelho, e que estavam na região do Barreiro Branco (bairro vizinho).

Na região, os investigadores da DERRFVA localizaram os suspeitos, que ao perceber a presença dos policiais, desceram do veículo e tentaram fugir a pé, porém foram detidos. Questionados sobre o roubo, os suspeitos confessaram o crime e indicaram uma região de mata, onde estavam escondidos o veículo e os pertences pessoais da vítima.

Os criminosos também informaram a localização da arma de fogo utilizada no assalto, a qual foi apreendida. Diante das evidências, os suspeitos foram conduzidos a DERRFVA, onde após interrogados, foram autuados em flagrante pelos crimes de roubo majorado.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

A CASA CAIU

COVARDES: Após amarrar e amordaçar irmãs, casal abusava de menores

Avatar

Publicado

Um casal acusado de estupro de vulnerável praticado contra duas irmãs, foi preso pela Polícia Civil do município de Cocalinho (923 km a Leste de Cuiabá), na manhã desta quinta-feira (31), em cumprimento a um mandado judicial de prisão.

IMAGEM ILUSTRATIVA

L.R.G., 42, e sua companheira R.C.G., 47, estavam com as ordens de prisão expedidas pela Justiça e vinham sendo procurados pela polícia. Ambos foram surpreendidos pelos policiais civis em uma propriedade agrícola, na zona rural da cidade de Novo São Joaquim, também na região Araguaia.

As investigações iniciaram no dia 14 de janeiro deste ano, quando uma assistente social acompanhada de uma criança acolhida no Lar da Criança de Água Boa, procurou a Polícia Civil para denunciar o caso.

Na ocasião foram relatados diversos episódios de abusos sexuais sofridos pela menina S.C.M. de 9 anos e sua irmã, enquanto ficavam aos cuidados do casal.

Durante as diligências foi apurado que os abusos sexuais eram cometidos pelo suspeito com ajuda da convivente, que amarrava e amordaçava as vítimas para não gritarem por socorro.

No decorrer das investigações, os dois envolvidos acabaram fugindo de Cocalinho e não foram localizados para apresentarem na delegacia as próprias versões e defesa.

Segundo a polícia, cerca de quatro meses após a descoberta do crime, os acusados teriam ido para o estado de Goiás, passando por diferentes cidades com intuito de dificultar o trabalho da polícia.

Conforme o delegado regional Valmon Pereira da Silva, o casal é bastante astuto e não se enraizava nas cidades onde residia.

“Logo eles resolveram voltar para Mato Grosso, foi quando finalmente conseguimos efetuar a prisão deles em uma fazenda no município de Novo São Joaquim”, destacou o delegado.

Com cumprimento dos mandados de prisão, L.R.G., 42, e sua companheira R.C.G., 47, foram encaminhados para unidades prisionais da região ficando à disposição da Justiça.

Comentários Facebook
Veja Também  Motorista é preso suspeito de tentativa de abuso após oferecer R$ 50 para menina de 7 anos entrar no carro
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana