conecte-se conosco


''SALVE''

TRIBUNAL DO CRIME EM MT: Vídeo mostra ‘bandidinhos’ sendo torturados durante sessão de salve do Comando Vermelho – VEJA VÍDEO

Publicado

 

Um homem identificado como Willian César Correia Pereira, de 29 anos, foi preso na manhã desta sexta-feira (12), após torturar com o uso de fio de luz homens durante sessão de “salve” da facção Comando Vermelho, no bairro Módulo 06, em Juína (760 km de Cuiabá).  Segundo informações repassadas pela Polícia Civil (PJC) Willian era açougueiro na cidade e usada profissão como disfarce para comanda o tráfico de drogas na região.

Como consequência aqueles que comprassem a droga e não pagassem eram  submetidos a sessões de tortura, com o uso de fio de luz e ameaçados com arma de fogo,  como forma de penalidade, usando da violência para receber as dívidas provenientes do tráfico.  Durante averiguações na residência do mesmo, foi encontrado pelos policiais drogas e um revolver calibre 38.  O suspeito foi preso em flagrante, autuados pelos crimes de tráfico de drogas, associação ao tráfico e porte ilegal de arma de fogo, sendo encaminhado até delegacia para as devidas providências.

Comentários Facebook
Veja Também  Sesp descarta espancamentos, mas suspende visitas de familiares e advogados em PCE; 'Preso tem que ser tratado como preso'; diz governo

''Perdeu a cabeça"

‘Vítima de salve’ do CV aparece morto em lixão em Cuiabá; surrado e torturado

Publicado

FONTE: RAFAEL MEDEIROS | O BOM DA NOTÍCIA

Wysley de Oliveira Peixoto, 40 anos, foi espancado até a morte e desovado em uma área de lixão, na avenida Doutor Meirelles, região do assentamento 21 de Abril, em Cuiabá. O corpo encontrado por volta das 7h30 de quarta-feira (14), estava com as bermudas arriadas, tinha sinais de espancamentos crueis e tortura. Segundo a Polícia Civil, a vítima teria sido alvo de “salve” da facção criminosa Comando Vermelho.

O padrasto da vítima disse aos policiais que a morte de Wysley já tinha sido anunciada. O jovem era usuário de drogas e praticava furtos e roubos na região para sustentar o vício. Conta o padrasto, que Wysley foi alertado por membros da facção que se insistisse em continuar praticando crimes pequenos no bairro seria alvo de um corretivo.

A delegada Jannira Laranjeira, acompanharam perícia no local e não encontrou nenhum material que poderia ter provocado a morte. A suspeita é que a vítima tenha sido executada em outro ponto e os criminosos apenas “desovaram” o cadáver na área de lixão. O caso segue sendo investigado.

Comentários Facebook
Veja Também  Homem chora após ser preso por incitar ataque contra policiais; áudio e vídeos
Continue lendo

''SALVE''

Homem chora após ser preso por incitar ataque contra policiais; áudio e vídeos

Publicado

 

Samuel de Souza Valdivino, 30 anos, foi preso, na tarde da última terça-feira (13), no bairro Vida Nova, em Lucas do Rio Verde (332 quilômetros de Cuiabá). Ele é acusado de incitar uma série de ataques contra agentes de segurança pública da cidade e foi pego, em flagrante, traficando drogas. Após ser preso, o homem chorou. A ação fez parte da ‘Operação Combate’ da Polícia Civil e Militar.

Segundo as informações do boletim de ocorrências, equipes das polícias Civil e Militar receberam denúncias, há um mês, apontado que o suspeito estava traficando drogas. Depois, as autoridades receberam um áudio enviado por Samuel, onde ele convoca integrando do Comando Vermelho (CV) para atentar contra a vida dos agentes de segurança pública.

“Tem que oprimir mesmo a polícia, socar bala nessa polícia. Família do grupo aí ó CV, aqui é Samuel de Lucas do Rio Verde. Tem que juntar os armamentos, tudo dois, passa nada”, disse no áudio, que foi encaminhado em um dos grupos da facção.

Veja Também  ‘Vítima de salve’ do CV aparece morto em lixão em Cuiabá; surrado e torturado

Os policiais então foram até a região da residência do suspeito e visualizaram Samuel vendendo drogas. Ele foi detido em flagrante, junto com dois usuários que estavam realizando a compra do entorpecente. Após uma busca, foram localizadas diversas porções.

Questionado sobre o áudio, Samuel confirmou que foi ele quem enviou. Ele já foi alvo de outras investigações e tem um vasto histórico criminal. Ele não permitiu que os policiais tivessem acesso a seu aparelho celular.

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana