conecte-se conosco


''SOLIDARIEDADE''

Enfermeira adota menino com paralisia cerebral abandonado pelos pais em abrigo depois de cuidar dele por 9 meses em MT

Avatar

Publicado

Uma enfermeira de 56 anos adotou um paciente com paralisia cerebral que foi abandonado pelos pais, em 2008, quando ainda era bebê. Solange Maria Pires conheceu Ronei Gustavo Pires, agora com 12 anos, em um abrigo para crianças aptas à adoção, em Cuiabá, durante uma avaliação de home care. Solange contou que Ronei nasceu com uma neuropatia não evolutiva e com um quadro grave de convulsões, mas o problema se agravou por falta de cuidados necessários da família biológica durante as crises de convulsão dele.

Com pouco mais de um ano, Ronei foi diagnosticado com paralisia cerebral e passou a viver em estado vegetativo — Foto: Solange Maria Pires/ Arquivo pessoal

Com pouco mais de um ano, Ronei também foi diagnosticado com paralisia cerebral e passou a viver em estado vegetativo. Foi nesse período que Solange o conheceu.

“Ele estava no lar, a família tinha pouco contato com ele. A juíza entrou com um pedido de home care e fiz a avaliação. Ele necessitava do serviço, mas não poderia tê-lo, pois não tinha uma casa para ficar”, contou.

Sensibilizada com a situação do paciente, Solange decidiu cuidar dele em casa até o quadro de saúde melhorar e ele ser devolvido à família biológica ou adotado por outra família.

“Fiquei 9 meses com a guarda dele. Depois disso, a família biológica disse que não tinha condições financeiras e psicológicas para cuidar dele. Foi então que o adotei definitivamente”, explicou.

A enfermeira relatou que a convivência com o menino durante o tratamento fez com que criassem um vínculo de amor e que a chegada de Ronei mudou a vida dela.

“Decidi adotá-lo por amor, senti vontade de protegê-lo. A rotina da casa gira em função dele. Quando o adotei, meus dois filhos estavam se casando, então ele passou a ser meu companheiro na casa”, ressaltou.

Atualmente, Solange vive com Ronei no Bairro Jardim União, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá. A criança também é acompanhada diariamente por enfermeiras e uma fisioterapeuta.

Enfermeira relatou que a convivência com o menino durante o tratamento fez com que eles criassem um vínculo de amor — Foto: TVCA/Reprodução

Superação

Em uma consulta médica, ainda nos primeiros anos de vida de Ronei, Solange foi informada que o filho, mesmo com todos os cuidados necessários, viveria apenas 7 anos, devido às lesões neurológicas que possui, mas ele superou as expectativas.

“O quadro dele é irreversível, mas a saúde está estável. Ele já tem 12 anos e depois que passou a morar comigo nunca mais precisou ser internado. Tenho todo o cuidado com ele”, relatou.

Segundo Solange, o filho se comunica apenas com os olhos e gestos faciais. “Ele não fala, mas sente”, ressaltou.

Fonte: G1
Comentários Facebook

''SOLIDARIEDADE''

População do Araguaia se une para repovoar rio com tartarugas da Amazônia

Avatar

Publicado

A população de São Félix do Araguaia se uniu para a missão de realizar soltura de tartarugas da Amazônia no rio que banha a cidade. Durante a quarta etapa do projeto Amigos da Natureza, realizada no início de dezembro, cinco mil filhotes de, aproximadamente, 30 dias foram devolvidos ao Rio Araguaia.

A ação contou com a participação também dos municípios de Luciara, Santa Terezinha, Porto Alegre do Norte, Confresa.

A tartaruga da Amazônia é uma espécie encontrada na região e sofre pressão de diversos tipos de predadores, entre eles, o próprio ser humano. O objetivo da ação de soltura é garantir a perpetuação da espécie nessa região. Este quelônio de água doce pode chegar a 75 quilos e 90 centímetros de cumprimento.

Nesta edição, foi criada uma praia artificial no quartel da Polícia Militar para acondicionamento dos ovos. Os filhotes são soltos com cerca de 30 dias de vida, já que, de acordo com o biólogo e coordenador do projeto, Francisco Assis Ribeiro Sousa, nesta fase os filhotes já estão bem mais ativos e podem ser soltos em locais onde os mesmos encontram esconderijo e alimentos.

“A mobilização da população em projetos como este são de extrema relevância para ampliação da consciência da importância da biodiversidade e do meio ambiente para o nosso bem-estar”, ressalta Paulo de Tarso Abranches, coordenador Atividades de Pecuária Intensiva, Irrigação e Aquicultura da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT).

O projeto conta com o apoio da Prefeitura Municipal de São Félix do Araguaia, Câmara Municipal de vereadores, Polícia Militar, Polícia Civil, ministério público do estado de Mato Grosso, comarca de São Félix do Araguaia, pousada Kuryala, Marinha do Brasil, Exército Brasileiro, corpo de bombeiros Militar, Secretaria Estadual de Meio Ambiente -SEMA MT e Colônia Z-7 dos pescadores.

Comentários Facebook
Continue lendo

''SOLIDARIEDADE''

Motorista fica preso em carreta tombada de cerveja

Avatar

Publicado

Um homem de 58 anos ficou ferido após perder o controle da carreta que dirigia e capotar na BR-364, na Serra da Petrovina, em Pedra Preta, a 243 km de Cuiabá, neste domingo (15).

A carreta estava carregada com cerveja.

O motorista ficou preso entre as ferragens, mas foi retirado com vida e encaminhado a uma unidade de saúde.

O trecho da rodovia ficou interditado por algumas horas, mas liberado em seguida.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) não informou quais foram as causas do acidente.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana