conecte-se conosco


''SALVE''

Mulher que trabalha como caixa do Comando Vermelho é presa com mais de R$ 7 mil

Avatar

Publicado

Mais de R$ 7,7 mil em dinheiro, relacionado ao comércio de entorpecentes, foram apreendidos pela Polícia Judiciária Civil, na segunda-feira (24.06), em Alto Garças (357 km ao Sul), durante cumprimento de dois mandados de busca e apreensão domiciliar. As ordens judiciais foram decretadas com base em investigações com alvo em uma facção criminosa atuante com o tráfico de drogas no município. A ação resultou na prisão em flagrante de T.R.S., esposa de um dos líderes do grupo criminoso pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico;

Em buscas na residência da suspeita, no bairro Mato Grosso, foi encontrada além da grande quantidade de dinheiro, dois veículos (um automóvel Fiat Uno e uma motocicleta Honda Fan) adquiridos do lucro da traficância. A suspeita é considerada “caixa” da facção, e o seu marido atualmente encontra-se recolhido em uma unidade prisional em Cuiabá.

As investigações, realizadas pela Delegacia de Alto Garças com apoio do Núcleo de Inteligência (NI) de Alto Araguaia, iniciaram no mês de abril com objetivo de qualificar um grupo criminoso, que vinha usando um lava-jato para praticar o tráfico de drogas na região.

Durante diligências, os policiais civis conseguiram identificar os envolvidos na atividade ilícita. Diante dos levantamentos, nos meses de maio e junho, a Polícia Civil e a Polícia Militar fizeram diferentes operações visando a desarticulação do grupo comandado pelo reeducando Vanderlei Rosa de Araújo, (marido de T.R.S.), detido na Capital.

Desarticulação do grupo

De acordo com o delegado de Alto Garças, José Mauro Dias de Souza, no decorrer dos dois meses foram presos quatro membros da quadrilha. Na ocasião, a Polícia Militar efetuou a prisão do primeiro suspeito. Marcos Rogério Pereira de Oliveira,  foi surpreendido na cidade de Jaciara por furto de uma caminhonete F4000, cometido em Alta Garças.

“Após esse fato, os policiais civis e militares em conformidade a outro mandado de busca e apreensão, lograram êxito em prender Otávio Augusto Felício de Almeida na posse de uma arma e fogo, maconha, balança de precisão, entre outros produtos usados para misturar entorpecentes”, disse o delegado.

Passado alguns dias e ainda em continuidade as investigações, os outros dois integrantes da associação criminosa, João Vitor da Silva e Robert Henrique Souza, tiveram os mandados de prisão temporária cumpridos pelas equipes da Polícia Civil e Polícia Militar.

Diante dos indícios levantados, o cumprimento ao mandado de busca na casa da suspeita T.R.S foi realizado intencionalmente, na segunda-feira (24), após o feriado, com intuito de apreender valores provenientes do tráfico de drogas e que seriam depositados em benefício da facção.

A Polícia Civil também representou pelo pedido de bloqueio das várias contas bancárias em nome dos investigados e outros possíveis envolvidos. “O Ministério Público e o Poder Judiciário vem colaborando com os trabalhos policiais, sendo mais de trinta contas bancárias bloqueadas para congelamento de valores e análise das movimentações financeiras”, destacou o delegado.

Conforme apurado, a associação tinha como principal fonte lucrativa a venda de drogas. Todo dinheiro obtido era repassado para esposa de Vanderlei Rosa de Araújo, responsável pelos depósitos bancários.

Tentativas de homicídio

Os envolvidos também respondem por dois crimes de tentativa de homicídio. Eles são apontados como os autores do conhecido “salve” (corretivo quando alguém desobedece ordens dos líderes da facção).

Na primeira ocorrência, a vítima que era usuário de drogas foi atropelado por uma motocicleta, várias vezes. Já o segundo caso aconteceu após os suspeitos invadirem uma casa e esfaquearem outro usuário. Os fatos ocorreram porque as vítimas cometeram furtos no bairro Vila Morena.

O delegado de Alto Garças informou que além do crime de associação para o tráfico de drogas e tentativa de homicídio, os suspeitos serão indiciados por furtos e adulteração de veículos

 

Comentários Facebook

''Perdeu a cabeça"

‘Vítima de salve’ do CV aparece morto em lixão em Cuiabá; surrado e torturado

Avatar

Publicado

FONTE: RAFAEL MEDEIROS | O BOM DA NOTÍCIA

Wysley de Oliveira Peixoto, 40 anos, foi espancado até a morte e desovado em uma área de lixão, na avenida Doutor Meirelles, região do assentamento 21 de Abril, em Cuiabá. O corpo encontrado por volta das 7h30 de quarta-feira (14), estava com as bermudas arriadas, tinha sinais de espancamentos crueis e tortura. Segundo a Polícia Civil, a vítima teria sido alvo de “salve” da facção criminosa Comando Vermelho.

O padrasto da vítima disse aos policiais que a morte de Wysley já tinha sido anunciada. O jovem era usuário de drogas e praticava furtos e roubos na região para sustentar o vício. Conta o padrasto, que Wysley foi alertado por membros da facção que se insistisse em continuar praticando crimes pequenos no bairro seria alvo de um corretivo.

A delegada Jannira Laranjeira, acompanharam perícia no local e não encontrou nenhum material que poderia ter provocado a morte. A suspeita é que a vítima tenha sido executada em outro ponto e os criminosos apenas “desovaram” o cadáver na área de lixão. O caso segue sendo investigado.

Comentários Facebook
Continue lendo

''SALVE''

Homem chora após ser preso por incitar ataque contra policiais; áudio e vídeos

Avatar

Publicado

 

Samuel de Souza Valdivino, 30 anos, foi preso, na tarde da última terça-feira (13), no bairro Vida Nova, em Lucas do Rio Verde (332 quilômetros de Cuiabá). Ele é acusado de incitar uma série de ataques contra agentes de segurança pública da cidade e foi pego, em flagrante, traficando drogas. Após ser preso, o homem chorou. A ação fez parte da ‘Operação Combate’ da Polícia Civil e Militar.

Segundo as informações do boletim de ocorrências, equipes das polícias Civil e Militar receberam denúncias, há um mês, apontado que o suspeito estava traficando drogas. Depois, as autoridades receberam um áudio enviado por Samuel, onde ele convoca integrando do Comando Vermelho (CV) para atentar contra a vida dos agentes de segurança pública.

“Tem que oprimir mesmo a polícia, socar bala nessa polícia. Família do grupo aí ó CV, aqui é Samuel de Lucas do Rio Verde. Tem que juntar os armamentos, tudo dois, passa nada”, disse no áudio, que foi encaminhado em um dos grupos da facção.

Os policiais então foram até a região da residência do suspeito e visualizaram Samuel vendendo drogas. Ele foi detido em flagrante, junto com dois usuários que estavam realizando a compra do entorpecente. Após uma busca, foram localizadas diversas porções.

Questionado sobre o áudio, Samuel confirmou que foi ele quem enviou. Ele já foi alvo de outras investigações e tem um vasto histórico criminal. Ele não permitiu que os policiais tivessem acesso a seu aparelho celular.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana