conecte-se conosco


Mato Grosso

Sistema Nacional de Emprego divulga 1.234 vagas de trabalho em MT

Publicado

O Sistema Nacional de Empregos (Sine-MT) divulgou 1.234 vagas de trabalho nesta semana. O serviço é coordenado pela Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc-MT). Os interessados devem procurar os postos de atendimento na capital e no interior do estado, portando documentos pessoais, carteira de trabalho e comprovante de residência.

As vagas estão distribuídas em diversos municípios de Mato Grosso. Entre eles estão: Sapezal com 210 vagas; Lucas do Rio Verde com 153 oportunidades; Sinop com 148 vagas abertas; Campo Novo do Parecis com 100 disponíveis; Barra do Garças com 68 vagas; dentre outros.

Em Cuiabá, ao todo, são 60 vagas. Dessas, 27 são destinadas para o público em geral e 30 exclusivas para as pessoas com deficiência (PCD). As áreas são de pintor de obras, técnico em estética, empacotador a mão, operador de caixa, vendedor interno, motofretista, entre outros.

A superintendente de Promoção do Trabalhador da Setasc, Michelle Rosane Pedroso, ressalta a importância da checagem das vagas que são ofertadas a população diariamente. “O balcão de vagas é disponibilizado toda semana para a população, mas diariamente são preenchidas. Por este motivo é preciso que o candidato fique atento e aos que já possuem o cadastro pedimos o cuidado de atualizar”, disse.

Atendimento

Veja Também  Estudantes aprendem sobre cidadania e superação em corrida de obstáculos organizada por PMs

Além do trabalho de intermediação de mão-de-obra, o Sine realiza os serviços de habilitação do seguro-desemprego, emissão da carteira de trabalho e previdência social.

Em Cuiabá o horário de atendimento do Sine localizado no Ganha Tempo do  Ipiranga, do CPA I e do bairro Cristo Rei em Várzea Grande é das 8h às 18h de segunda a sexta-feira. Já no Ganha Tempo do Várzea Grande Shopping é das 10h às 18h.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook

Mato Grosso

Politec identifica segunda ossada de mulher que estava desaparecida

Publicado

A Coordenadoria de Perícias em Biologia Molecular, da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), obteve o resultado da identificação genética de Talissa de Oliveira Ormond. Os restos mortais da vítima foram localizados enterrados em frente a uma residência no bairro Nova Conquista, em Cuiabá, no dia 15 de maio.

O perfil genético foi extraído do fêmur da ossada e obtido após várias repetições no processo, devido a degradação da amostra. O material foi comparado com o da mãe e do pai da vítima.

Ela foi encontrada há três metros de profundidade, após a realização de uma escavação com uma retroescavadeira, no mesmo local onde havia sido localizada a ossada de Benildes Batista de Almeida. As duas mulheres estavam desaparecidas há seis anos.

As buscas e retirada das ossadas foram feitas pelo Grupo de Atuação em Perícias Especiais (GAPE) da Politec. De acordo com os profissionais, os corpos foram ocultados dentro de uma fossa séptica que havia sido construída pelo suspeito do crime.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Veja Também  Um histórico positivo de contribuições à gestão estadual
Continue lendo

Mato Grosso

Polícia Civil prende suspeito de asfixiar, estuprar e matar criança em Sorriso

Publicado

Homicídio qualificado, com emprego de meios cruéis, asfixia e estupro de vulnerável são os crimes pelos quais J.N.D., de 20 anos, responderá na Justiça pelo assassinato de uma menina de 8 anos, ocorrido em Sorriso (420 km ao Sul), na noite de quarta-feira (17.07).

O crime causou comoção na cidade e, em menos de 24 horas, a Polícia Civil prendeu o suspeito, que é vizinho dos fundos da casa da vítima. A criança foi estuprada, teve o pescoço quebrado e morreu por asfixia, conforme confirmação do médico legista do município.

“A mãe chegou em casa e a criança estava desacordada. O hospital acionou a Politec para saber a causa da morte. O legista de imediato identificou a causa, pois ela estava com o pescoço quebrado e lesões de abuso sexual”, disse o delegado André Eduardo Ribeiro. 

A menina morava com a mãe, mas na noite do crime, estava sozinha. A mulher contou que chegou em casa após o trabalho e percebeu que a filha estava desacordada e que tinha sofrido uma convulsão. A garota foi levada às pressas ao Hospital Regional, onde a equipe médica fez manobras de ressuscitação durante 45 minutos, mas ela não respondeu aos procedimentos e foi confirmado o óbito.

O médico do hospital acionou o Instituto de Medicina Legal (IML) para necropsia com objetivo de descobrir a causa da morte. Na manhã de quinta-feira (18), o médico legista acionou o delegado da Polícia Civil, André Eduardo Ribeiro, informando que a criança apresentava sinais de abuso sexual, bem como indícios de morte violenta.

Veja Também  11ª edição da Consolidação de Entendimentos Técnicos já está disponível

A partir desse momento, conta o delegado, todos os policiais passaram a se dedicar ao esclarecimento do caso. Foram identificados três possíveis suspeitos e um deles apresentou contradições nas declarações. Tratava-se de J.N.D, que contou aos policiais ter ido dormir por volta das 20 horas e que não teria saído mais de casa.

No entanto, um amigo, que divide o mesmo quarto, falou que ambos teriam passado a noite bebendo e, por volta de 1 hora da madrugada, o suspeito teria saído de casa, retornando somente 30 a 40 minutos depois, já quase por volta de 2 horas.

Levado à delegacia, o suspeito acabou confessando que durante a madrugada, após fazer uso de bebida alcoólica e entorpecente, aproveitou que a vítima estava sozinha em casa e enquanto dormia, a asfixiou e abusou sexualmente da menina. Ele contou que durante o ato sexual percebendo que a vítima não respirava mais, se vestiu e foi dormir em casa.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana