conecte-se conosco


Tecnologia

Restaurante dá pizza de graça para quem não mexer no celular durante refeição

Publicado

Menu

Localizada no estado americano da Califórnia, a Curry Pizza Company realiza uma campanha inusitada para que os clientes deixem o celular de lado durante as refeições. De acordo com a rede de notícias Fox News, pede que os clientes guardem seus telefones num local reservado em troca de pizza grátis.

Leia também: Será que o novo Mac Pro seria um bom ralador de queijos? Youtuber faz o teste

celular tirando foto de pizza
shutterstock
Que tal deixar o celular de lado enquanto come? Essa é a proposta da “Curry Pizza Company”, na Califórnia

A promoção vale para grupos de amigos, já que foi observado que os clientes tendem a olhar para seus telefones menos quando estão com menos pessoas. Ao chegar à pizzaria, cada um deve abrir mão do celular e permitir que ele seja guardado. Após a refeição, os clientes podem receber uma pizza grande gratuitamente para levar para casa.

Leia também: ‘Harry Potter: Wizards Unite’ é lançado um dia antes do esperado

Como a pizzaria também oferece refeições gratuitas para os sem-teto a cada semana, os visitantes podem optar por doar sua comida aos desabrigados. “Nosso objetivo é fazer com que as famílias e amigos parem de usar seus telefones enquanto comem e conversem uns com os outros e se comuniquem mais”, diz um comunicado do restaurante no Facebook.

Veja Também  ‘Pokévô’ taiwanês usa 30 celulares pendurados em uma bike para jogar Pokémon Go

Um dos proprietários da pizzaria, Varinder Malhi, disse que teve a ideia depois que ele parou de usar seu próprio celular em casa como um meio de ser um bom modelo para seus filhos.

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook

Tecnologia

Huawei busca expandir tecnologia 5G, mas diz que Brasil está atrasado

Publicado

IstoÉ Dinheiro

Huawei vê dificuldades em implantar 5G no Brasil arrow-options
Huawei/Divulgação
Críticas foram feitas por um executivo


Huawei quer aumentar sua participação no Brasil e se tornar a principal provedora de tecnologia 5G por aqui, porém questões regulatórias e concorrência deixam o País atrás de seus vizinhos, disse um executivo da empresa para a agência Reuters.

Leia também: Lançamento: Huawei e Xiaomi retornam ao Brasil com novos modelos

Segundo a reportagem, a maior fabricante de equipamentos de telecomunicação do planeta já realizou testes bem sucedidos de sua tecnologia com as quatro principais operadoras do Brasil, e que agora espera pelo leilão de limites e espectro das conexões 5G.

 Outra vantagem dos equipamentos de 5G da Huawei são seus custos, uma vez que a implementação da rede pela companhia pode ser feita utilizando alguns materiais de gerações anteriores.

No Brasil suas principais concorrentes são a sueca Ericsson e a finlandesa Nokia Oyj. Conta a favor da companhia chinesa a questão de preço e um know-how de longa data de mercados latino americanos.

Por conta da relação da Huawei no continente, eles afirmam que o Brasil ainda está atrasado em relação as redes 5G comparado a vizinho regionais, caso do Uruguai, que se tornou o primeiro país latino americano a iniciar o uso da quinta geração de rede móvel para fins comerciais.

Veja Também  Faceapp: aplicativo da moda pode roubar dados que você não imaginava

Em comparação mais justa em termos de escala, executivos da empresa dizem que o México é outro país a frente do Brasil, e que a diferença pode diminuir caso os leilões de banda marcados para março de 2020 aconteçam no prazo.

Leia também: Qual a melhor maneira de economizar a bateria do celular?

Hoje o leilão é o principal empecilho para o avanço das redes móveis no Brasil uma vez que a Anatel decidiu que as bandas de 2.3 GHz e 3.5 GHz serão alocadas para o 5G , e ainda estuda as regras para a disputa. Há ainda a possibilidade das frequências de 26 GHz e 700 MHz entrem na disputa.

Outro ponto regulatório levantado pela empresa é a questão das antenas. Conexões 5G normalmente requerem cinco vezes mais torres de transmissão do que o normal, porém as regras para a construção delas varia de cidade a cidade, tornando o processo lento e burocrático.

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

Procon-SP notifica FaceApp para apurar coleta de dados potencialmente abusiva

Publicado

Imagens do aplicativo FaceApp arrow-options
iG Tecnologia
Aplicativo fez sucesso mas pode coletar dados de maneira que fere o Código de Defesa do Consumidor

O Procon-SP notificou na tarde desta quinta-feira (18) o FaceApp, aplicativo que virou febre nas redes sociais , e coloca um filtro de envelhecimento nas fotos dos usuários. A notificação alega que o aplicativo contém no termo de uso da plataforma uma cláusula que autoriza coleta  e compartilhamento de dados com outras empresas.

Leia mais: Faceapp: aplicativo da moda pode roubar dados que você não imaginava

Além disso, ela não explica por quanto tempo e de que forma os dados serão coletados e, por isso, foi considerada abusiva .  “O Procon tem certeza que houve abuso contra o consumidor”, afirmou em entrevista ao canal Globonews o diretor executivo do Procon-SP, Fernando Capez.

Ele afirma que após apuração dos fatos, as empresas poderão ser multadas. “Se for comprovado o que a gente já suspeita serão multas pesadas”, salientou Fernando Capez.

O diretor do Procon-SP lista outros pontos em que o termo de uso do aplicativo pode desrespeitar o Código de Defesa do Consumidor. “A empresa não se responsabiliza por nenhum vazamento, outra violação ao código do consumidor”, exemplificou Capez.

Veja Também  Faceapp: aplicativo da moda pode roubar dados que você não imaginava

Conheça: Adeus, vício: 7 ferramentas para controlar o tempo de uso do celular

Ele ainda cita o fato do termo de uso estar em inglês o que impede os usuários brasileiros que não conhecem o idioma entenderem o que está escrito.

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana