conecte-se conosco


Tecnologia

Inspirado em Pokémon GO, jogo do Harry Potter será lançado nesta sexta-feira

Publicado

Quase oito anos após o lançamento de “Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2” nos cinemas, os fãs do bruxo tem mais uma estreia para aguardar ansiosamente. A empresa Niantic anunciou que o jogo Harry Potter: Wizards Unite será lançado nesta sexta-feira (21).

Leia também: Nova montanha-russa do parque do Harry Potter tem detalhes revelados

jogo do Harry Potter
Reprodução/Facebook/Harry Potter
Jogo do Harry Potter chega

De acordo com o jornal britânico Mirror, o jogo do Harry Potter , que é inspirado no sucesso Pokémon GO (que também é da Niantic), será disponibilizado, em um primeiro momento, apenas para Estados Unidos e Reino Unido – por enquanto, não há a data de lançamento no Brasil.

Leia também: Câmera flagra criatura bizarra; web compara com Dobby, de “Harry Potter”

A publicação noticiou ainda que o jogador poderá ter o papel de um “Auror” (que são bruxos treinados para enfrentar feiticeiros do mal), de um “Magizoologista” (melhor em combater bestas mágicas) ou de um professor (que é melhor em usar o profundo conhecimento mágico para debilitar inimigos).

Veja Também  Teste mostra que é fácil roubar dados via Google Home e Alexa; assista

Os jogadores irão encarar diferentes aventuras, aprender feitiços e descobrir artefatos misteriosos, enquanto exploram os bairros e cidades do jogo. Eles também poderão encontrar bestas lendárias e personagens icônicos do mundo dos bruxos .

Leia também: Vídeo de robô se revoltando e atacando seus criadores bomba, mas é “fake”

O Mirror diz também que os jogadores poderão acessar áreas, equivalentes aos ginásios de Pokémon GO, onde podem encontrar outros usuários e saírem juntos para encarar os inimigos. Mas, diferente do game dos monstrinhos, todos os jogadores estarão do mesmo lado. 

O jogo do Harry Potter é baseado na saga da escritora britânica J.K Rowling e nos filmes da Warnes Bros. Os jogadores poderão entrar no mundo mágico de Hogwarts, assim como ocorreu em Pokémon GO.

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook

Tecnologia

Como será o PlayStation 5? Imagens vazadas revelam design

Publicado

source
PlayStation 5 arrow-options
Reprodução/LetsGoDigital
O PlayStation 5 pode ter formato de ‘V’


Imagens vazadas mostram o design do PlayStation 5 da Sony , que deve chegar ao mercado em 2020. Os esboços foram feitos pelo site  LetsGoDigital , que se baseou nas informações trazidas na patente do kit para desenvolvedores do dispositivo .

Leia também: Origin cria CPU com consoles atuais em seu interior

As imagens mostram um console em formato de ‘V’, que pode fazer referência ao número cinco romano – o que faria sentido, já que estamos falando da quinta geração do PlayStation . Outra característica que chama a atenção é a presença de um círculo grande do lado direito do dispositivo, que poderia ser uma câmera 4K para facilitar transmissões ao vivo .

PlayStation 5 arrow-options
Reprodução/LetsGoDigital
As imagens revelam o design do PlayStation 5


Os esboços revelam, ainda, quais botões estarão presentes no console . Do lado esquerdo, cinco botões ativam as seguintes funções: em espera, redefinir, ejetar, inicialização do sistema e inicialização de rede. Logo abaixo está uma entrada de disco – anteriormente, a Sony já havia afirmado que o PlayStation 5 teria suporte para Blu-Ray

Veja Também  Xiaomi lança fones de ouvido híbridos com ouro na composição; confira o preço

Do lado direito do console, estão seis entradas USB , assim como o botão de liga e desliga. Nas laterais do dispositivo, é possível observar grandes janelas de ventilação, o que deve ser necessário diante da grande capacidade de processamento do console

PlayStation 5 arrow-options
Reprodução/LetsGoDigital
Os botões e as janelas de ventilação são revelados na renderização do PlayStation 5


O que é o kit para desenvolvedores?

Os esboços vazados se referem a uma renderização do kit para desenvolvedores do PlayStation 5. Isso significa que o console será exatamente igual ao revelado nas imagens? Não. 

Leia também: Jogos de videogame: vale mais a pena comprar a versão digital ou física?

O kit para desenvolvedores é um console projetado para ser distribuído para desenvolvedores de games antes do lançamento oficial, para que eles possam adaptar e criar jogos que funcionem no console. A respeito do design , o kit para desenvolvedores geralmente é diferente do console final, o que significa que o PlayStation 5 pode não ser exatamente assim.

PlayStation 5 arrow-options
Reprodução/LetsGoDigital
O design final do PlayStation 5 pode não ser exatamente igual ao do kit para desenvolvedores


Por outro lado, o design geralmente não é uma preocupação na versão para desenvolvedores , entregando dispositivos grandes e retangulares. Desta vez, se já há essa grande preocupação com o design no kit para desenvolvedores, podemos esperar algo ainda melhor no console oficial. 

Veja Também  Novidades para 2020: Xiaomi deve lançar mais de 10 modelos 5G no ano que vem

O que a Sony já revelou sobre o Playstation 5?

Além das imagens relacionadas ao design, já se sabe as especificações do próximo PlayStation , divulgadas pela própria Sony . O processador é o AMD Ryzen de 8 núcleos , e este será o primeiro console da Sony com armazenamento SSD , o que garante uma maior velocidade de processamento. Os games poderão ser jogados em 8K , e a qualidade do som é 3D

Leia também: Jovem pesa PlayStation como se fosse fruta e é preso após pagar R$ 37 no console

Além disso, a Sony vem desenvolvendo um novo controle para o PlayStation 5 , com tecnologia de feedback tátil . Isso significa que os jogadores poderão sentir os objetos com mais precisão – vai dar para diferenciar, por exemplo, se você está na grama ou no asfalto, ou se você está segurando uma arma ou um arco e flecha. Espera-se que o PlayStation 5 chegue ao mercado em 2020.

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

Teste mostra que é fácil roubar dados via Google Home e Alexa; assista

Publicado

source

Olhar Digital

echo arrow-options
Divulgação/Amazon
Pesquisa mostrou como é fácil roubar dados dos alto-falantes inteligentes


É de conhecimento geral que existem problemas relacionados à privacidade com o Google Home e a Alexa : inúmeras histórias tratam desde arquivamento de gravações feitas pelos usuários, até mesmo funcionários que escutam o arquivo. Porém, surge agora um novo problema de segurança , dessa vez, envolvendo desenvolvedores terceirizados de aplicativos malwares  que podem ser facilmente hospedados pela Amazon ou Google sem enfrentar problemas durante a verificações de segurança .

Essa é a hipótese de um grupo de pesquisadores alemães da Security Research Lab . Pensando nisso, eles desenvolveram um c onjunto de aplicativos para alto-falantes inteligentes do Google e da Amazon que faziam muito mais do que tarefas cotidianas para seus usuários. Além de tocar alguma música ou ligar para alguém, os alto falantes permaneciam no modo escuta e procuravam quando o usuário falava alguma senha em voz alta. O mais assustador? Todos os programas passaram pelas verificações de segurança da loja de aplicativos e nos processos de análise das empresas.

Leia também: Funcionários da Amazon veem vídeos pessoais de câmeras de segurança de usuários

Eles operavam de maneira muito simples: o aplicativo era invocado por um comando de voz (“Ei Alexa, fale o meu horóscopo”) que era respondido pelos aplicativos de intercepção, enquanto os aplicativos de pishing apresentavam uma falsa mensagem de erro.

Estes aplicativos afirmam que a ação não está disponível no país do usuário e ficam em silêncio por um período, dando a impressão de que o aplicativo não está mais sendo executado. Após este período, o software usa uma voz semelhante a da Alexa ou do Google Home e anuncia falsamente que existe um nova atualização do dispositivo e para isso, solicita uma senha para prosseguir.

Veja Também  Xiaomi lança fones de ouvido híbridos com ouro na composição; confira o preço

Leia também: Cidade italiana bane Google Maps depois de muita gente se perder

No vídeo abaixo, você pode ver que a voz é muito parecida com a do Google Assistente :



Diante dos resultados, os pesquisadores retiraram seus aplicativos das lojas e relataram suas descobertas para a Amazon e o Google . Em resposta, as empresas afirmaram que estão adotando novas políticas para evitar futuros ataques semelhantes.

Leia também: Hackers podem controlar smartphones Android; veja se o seu está na lista

Por enquanto, não há nenhuma evidência de que aplicativos de terceiros estejam ameaçando ativamente os usuários da Amazon ou Google Home , mas a pesquisa do SRLabs sugere que a possibilidade não é tão improvável e prova como é fácil criar e hospedar aplicativos malwares dentro de grandes empresas de tecnologia.

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana