conecte-se conosco


surtou

Mulher de 22 anos se suicida na frente do filho de 4 anos na Cohab 08 de Março em Várzea Grande

Publicado

A Polícia Militar foi acionada, por volta das 00h30, por vizinhos que ouviram disparo de arma de fogo, na Cohab 08 de Março. No local, a PM encontrou uma aglomeração de pessoas e constataram através de familiares que a mulher identificada como GRAZIELE LUIZA COUTINHO, 22 ANOS, havia tirado a própria vida. O filho da mulher de 04 anos viu toda cena do crime. A vítima já havia tentado  suicídio  em datas anteriores, onde na ocasião, Graziele ingeriu grande quantidade de remédio.

Familiares disseram que Grazielle se encontrava em sua residência em companhia de seu filho de 04 anos, quando a mesma se apossou de uma arma de fogo e atirou contra sua cabeça, momento  este que seu filho saiu correndo e chamou os vizinhos, os quais acionaram 190. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) fez presente no local e constatou o óbito. O corpo foi encaminhado para Instituto Médico Legal (IML). A criança ficou sob responsabilidade dos familiares.

A arma de fogo, espingarda calibre .22 com carregador usada para cometer  suicídio,  ficou no locou aos cuidados da equipe da DHPP.

Veja Também  Jacaré come cachorro no Parque das Águas; dono brincava com o cão de jogar graveto

 

Comentários Facebook

''Perdeu a cabeça"

Com ‘transtorno psicológico’, jovem de 24 se suicida e deixa carta à família em Várzea Grande

Publicado

O jovem Rubens Ferronato Filho, 24 anos, deixou uma carta à família e suicidou. A família encontrou o rapaz sem vida, na manhã deste sábado (22.06), no bairro São Mateus,em Várzea Grande. Segundo informações repassadas á Polícia, o rapaz sofria de transtorno psicológico. A depressão é o transtorno psicológico mais frequente.

Este é o quinto suicídio apenas no primeiro semestre deste ano, registrado em Várzea Grande ou de pessoas que moravam no município. De acordo com relatos de familiares, às vítimas sofriam de depressão e transtornos psicológicos. Em maio deste ano, duas pessoas suicidaram, e em junho, este é o terceiro caso.

DEPRESSÃO E TRATAMENTO

Pesquisas de diversos institutos apontam para o crescimento significativo da depressão, doença psiquiátrica crônica, caracterizada por tristeza profunda e forte sentimento de desesperança. Por muito tempo ignorada, hoje ela já é vista como um risco de epidemia. A prioridade é tratar a doença com psiquiatra e psicólogo, únicos profissionais capacitados para ajudar na superação das doenças, transtornos e desequilíbrios mentais. Além da busca profissional, as vítimas também podem, caso sintam a necessidade de conversar, se abrir ou buscar amparo, entrar em contato com o CVV (Centro de Valorização da Vida) pelo número 188. A ligação é gratuita.

Comentários Facebook
Veja Também  Jacaré come cachorro no Parque das Águas; dono brincava com o cão de jogar graveto
Continue lendo

surtou

Mãe joga filha de 4 anos da janela de 5° andar de apartamento em SP

Publicado

Menina caiu em cima de carro ao ser jogada Reprodução/RecordTV

Uma menina, de 4 anos, foi jogada pela mãe do quinto andar de um prédio, na madrugada desta sexta-feira (24), na Vila Lageado, zona oeste de São Paulo. Após arremessar a criança, a mulher tentou incendiar o apartamento e também se jogou.

De acordo com a Polícia Militar, depois de rasgar a tela de proteção, a mãe arremessou a filha pela janela do quinto andar do apartamento onde moram. A garota caiu sobre o para-brisa de um carro, que estava entrando naquele momento na garagem do condomínio. A menina sobreviveu à queda e foi levada pelo Corpo de Bombeiros ao Hospital das Clínicas. A criança sofreu apenas arranhões.

Depois de jogar a menina, a mulher constantemente aparecia na janela e ameaçava pular também. Policiais do Gate foram acionados para convencer a mulher a sair do imóvel e, após quase duas horas de negociação, os agentes resolveram entrar no apartamento quando ela colocou fogo na cortina. Mas diante da aproximação das equipes de resgate, a mulher também se jogou da janela.

Veja Também  Emanuel Pinheiro Entrega mais 40 leitos de UTI no HMC

Ela foi socorrida e também levada, em estado grave, para o hospital das Clínicas. Familiares estiveram no local e acompanharam a negociação. Um funcionário do prédio contou que a mulher mora com a garota há cerca de 3 meses no apartamento, que é alugado, e que os moradores e funcionários do edifício desconfiam que ela tenha problemas psicológicos.

Três equipes do Corpo de Bombeiros atenderam a ocorrência. O caso foi encaminhado para o 91º Distrito Policial, no Ceagesp.

 

 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana