conecte-se conosco


Esportes

Assessor diz que publicou vídeo íntimo após pedido de Neymar

Publicado

IstoÉ

Neymar
Mowa Press
Assessor diz que publicou vídeo íntimo após pedido de Neymar.

Alex Bernardo , assessor de Neymar, prestou depoimento nesta sexta-feira (14) na Delegacia de Repressão de Crimes de Informática (DRCI), no Rio de Janeiro. Ele é acusado de ter publicado o vídeo com imagens íntimas de Najila Trindade nas redes sociais do jogador.

No depoimento, Bernardo admitiu ter sido o responsável pela divulgação, mas não pela edição do vídeo e ainda declarou que a postagem foi feita a pedido de Neymar . Acompanhado da advogada, ele deixou o local sem falar com a imprensa. O depoimento demorou cerca de uma hora e meia.

Neymar afirmou que não foi o responsável pela exposição das imagens íntimas de Najila Trindade e que apenas fez o vídeo em que se defende da acusação de estupro feita pela modelo.

Veja Também  Romário ataca representante de seguradora da Lamia: “Não ajuda em p**** nenhuma”

O delegado Pablo Sartori, responsável pelo caso, tem até 30 dias desde a abertura do inquérito para dar um encaminhamento inicial ao caso. De acordo com o UOL, ele não vai pedir uma extensão do prazo.

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook

Esportes

Bruno Henrique dá show, Diego Alves pega dois pênaltis e Flamengo goleia o Vasco

Publicado

Lance

jogo do vasco x flamengo arrow-options
Ricardo Botelho/Brazil Photo Press/Agencia O Globo
O jogador De Arrascaeta do Flamengo durante partida contra Vasco, válida pela 15ª rodada do Brasileirão, no sábado (17)

O público no Mané Garrincha, neste domingo, presenciou uma montanha russa de emoções – onde o Flamengo ficou mais no alto. Com dois gols de Bruno Henrique, Gabigol e Arrascaeta de pênalti, o Rubro-negro atropelou o Vasco por 4 a 1, neste domingo, assumindo a vice-liderança provisória do Brasileiro. O Cruz-maltino, por sua vez, teve uma noite para esquecer. Pikachu e Bruno César pararam em Diego Alves duas vezes, em pênaltis, e descontaram com Leandro Castan.

Leia também: Corinthians domina Botafogo e continua invicto após a Copa América

Pelo Brasileirão , o Vasco volta a campo contra o São Paulo no domingo, em São Januário, às 16h, enquanto o Flamengo visita o Ceará no Castelão, às 19h. Mas, antes, o Rubro-negro começa a decidir as quartas de final da Libertadores, contra o Internacional, na quarta-feira, no Maracanã.

Cruz-maltino seduz gol…

Fazendo jus à magnitude do confronto, o clássico em Brasília começou soltando faísca a cada dividida. Forte pela direita, o Vasco foi o primeiro a flertar com o gol. Lançado por aquele lado, Raul venceu a marcação de Mari, invadiu a área e finalizou no contrapé de Diego Alves, que fez grande defesa com a ponta do pé-esquerdo. Depois, foi a vez de Pikachu. O camisa 22 ganhou de Filipe Luís, e também da área, soltou uma bomba no travessão.

…Bruno Henrique conquista!
Apesar das chances do Vasco, o Flamengo era quem mais pressionava a saída de bola adversária e tinha maior volume de jogo. O desempenho da equipe de Jorge Jesus foi premiado no fim da primeira etapa. Bruno Henrique tabelou com Arrascaeta e, de antes da meia-lua, colocou no ângulo de Fernando Miguel, que nem se mexeu. Era o 1 a 0 do Mengo no Mané Garrincha.

Veja Também  “Mais fácil arquivar do que ir atrás da verdade”, dispara Najila Trindade

Leia também: Adrian falha feio, mas Roberto Firmino marca e Liverpool vence fora de casa

Rei dos clássicos!
O Flamengo voltou do intervalo avassalador, enterrando o Cruz-maltino no campo de defesa. Aos cinco, Bruno Henrique tabelou com Cuéllar, recebeu lindo passe do colombiano na área e, dividindo com Richard, encobriu Fernando Miguel. Recém-convocado para a Seleção Brasileira, o atacante chegava ao seu segundo gol na partida e o 17º no ano – sendo nove deles, em clássicos.

Vasco na montanha russa
Aos 11 da segunda etapa, o Gigante da Colina embarcou em um sobe e desce de emoções. Primeiro, o árbitro Vuaden, com auxílio do VAR, marcou toque de mão de Thuler, na área, e o pênalti para o Vasco. Pikachu bateu e parou em Diego Alves, defendeu em seu canto esquerdo. O Flamengo ainda celebrava a defesa quando, no escanteio, viu Castan subir mais do que todo e diminuir para o Vasco. O time da Gávea, porém, não se abateu e voltou a pressionar. Aos 16, Gabigol pegou o rebote da grande defesa de Fernando Miguel em cabeceio de BH27, e fez o terceiro da onda rubro-negra em Brasília.

​Que clássico!
O clássico que poderia ser de reviravoltas, seguiu em tom vermelho e preto. Novamente com auxílio do VAR, Vuande viu pênalti de Arrascaeta em Castan. Dessa vez, Bruno César partiu para a cobrança que, mais uma vez, parou na atuação monumental de Diego Alves. No contra-ataque após a defesa, Bruno Henrique foi puxado na área por Henríquez e o Fla teve a penalidade ao seu favor. Arrascaeta deslocou Fernando Miguel, e completou o show rubro-negro em Brasília.

Veja Também  Parceria? Fluminense deve R$ 652 mil ao Flamengo, que banca o Maracanã sozinho

Leia também: Modric expulso, golaço de Kroos… Real Madrid estreia no Espanhol com vitória

FICHA TÉCNICA
VASCO X FLAMENGO

Estádio: Mané Garrincha, em Brasília (DF)
Data-hora: 17 de agosto de 2019, às 19h
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Kleber Lúcio Gil (SC-Fifa) e Jorge Eduardo Bernardi (RS)
Árbitro de vídeo: José Cláudio Rocha Filho (SP)
Público e renda: 65.418 pessoas; R$ 5.285.443,00.
Gramado: Ruim
Cartões amarelos: Rodinei (FLA)
Cartões vermelhos: não houve.

GOLS: Bruno Henrique 41’/1ºT (0-1), Bruno Henrique 05’/1ºT (0-2), Leandro Castan 14’/2ºT (1-2), Gabriel B. 16’/2ºT (1-3), Arrascaeta 37’/2ºT (1-4)

VASCO (Técnico: Vanderlei Luxemburgo)
Fernando Miguel, Cáceres (Bruno César, 21/2ºT) Henríquez, Leandro Castan e Henrique; Richard, Raul e Lucas Mineiro (Andrey 24’/2ºT); Yago Pikachu, Marquinho (Tiago Reis, 09’/2ºT) e Talles

FLAMENGO (Técnico: Jorge Jesus)
Diego Alves, Rodinei, Thuler, Pablo Marí e Filipe Luís; Cuéllar, Willian Arão, Gerson (E. Ribeiro, 22’/2ºT) e Arrascaeta (Piris, 42’/2ºT); Bruno Henrique e Gabriel Barbosa (Berrío, 32/2ºT).

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Corinthians domina Botafogo e continua invicto após a Copa América

Publicado

Lance

Mauro Boselli comemorando gol arrow-options
Luis Moura / WPP / Agencia O globo
Mauro Boselli comemorando gol durante partida contra o Botafogo, valido pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro 2019

No duelo de alvinegros em evolução na tabela do Brasileiro, o Corinthians levou a melhor. Comandado por Pedrinho, que fez o primeiro gol e construiu a jogada do segundo, marcado por Everaldo, o Timão venceu o Botafogo por 2 a 0, em Itaquera, e continua invicto após a pausa para a Copa América – alcançando os 27 pontos. O Glorioso, que vinha de duas vitórias, interrompe a série positiva e permanece com 22 na tabela.

Leia também: Na estreia de David Luiz, dupla de ataque funciona e Arsenal vence outra

O próximo adversário do Corinthians é outro carioca: o Fluminense. Os brasileiros fazem o primeiro jogo pelas quartas de final da Sul-Americana na próxima quinta-feira. Pelo Brasileiro, o Timão visita o -Avaí no domingo, à 19h, enquanto o Botafogo recebe a Chapecoense, na segunda-feira, às 20h.

Timão dá as cartas

A partida começou com o Corinthians fazendo valer o mando de campo e pressionando o Botafogo – que tentava se defender com uma posse de bola improdutiva. Vital, adicionando presença de área ao jogo dos paulistas, exigiu a primeira boa defesa de Gatito após cruzamento da direita. O paraguaio voltou a fazer ótima intervenção depois de uma bomba de Pedrinho da intermediária.

O príncipe de Itaquera

O momento no Timão após a Copa América é todo de Pedrinho. Aos 41’, pela direita, o jogador venceu a marcação de Gilson, com linda jogada individual, e cruzou para Boselli pegar de bate pronto e estufar as redes do Botafogo. No lance seguinte, meia-atacante de 21 anos quase fez o seu cabeceando à queima roupa de Gatito, que fez nova grande defesa.

Veja Também  Sem Messi, Barcelona é derrotado pelo Bilbao na abertura do Espanhol

Leia também: Modric expulso, golaço de Kroos… Real Madrid estreia no Espanhol com vitória

Contra-ataque fatal

À frente no placar, em campo o Corinthians deu um passo atrás no segundo tempo e deixou a bola com o Botafogo – que não ameaçava o gol de Walter. Diante da falta de inspiração dos cariocas, os paulistas apostaram no contra-ataque. Pedrinho saiu em velocidade pela direita e finalizou da entrada da área. Gatito espalmou e Everaldo, livre do lado oposto, finalizou bonito, na bochecha da rede, tirando qualquer chance de recuperação da defesa do Glorioso.

Sem reação

Após o segundo gol adversário, o Botafogo não teve forças para juntar os cacos e só conseguiu levar perigo em lances de bolas paradas. Perdido, o Glorioso ainda viu Cícero e Gilson se desentenderem em campo. O placar não foi mais mexido e o Botafogo, vindo de duas vitórias, teve a série interrompida. Enquanto isso, o Corinthians se consolidou na parte de cima da tabela.

Leia também: Adrian falha feio, mas Roberto Firmino marca e Liverpool vence fora de casa

Veja Também  Avó do jogador Daniel ainda não sabe que o neto morreu assassinado

Ficha técnica

Corinthians 2 X 0 Botafogo

Local : Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data : 17 de agosto, às 17h
Árbitro : Rafael Traci (CBF/SC)
Assistentes : Alessandro Alvaro Rocha de Matos (Fifa/BA) e Alex dos Santos (CBF/SC) – Nota L!: Acertou nas decisões importantes e foi rápido nas revisões do VAR
Árbitro de vídeo : Heber Roberto Lopes (SC)
Assistente de Árbitro de Vídeo 1 : William Machado Steffen (SC)
Assistente de Árbitro de Vídeo 2 : Felipe Alan Costa de Oliveira (MG)
Público e renda : Pagante: 38.882 / Total: 39.122 / R$ 2.245.956,00
Gramado : Bom
Cartões Amarelos : Gil, Gabriel (COR); Marcelo Benevenuto, Marcinho e Cícero (BOT)
Cartões vermelhos: não houve.
Gols : Boselli 41’/1ºT (1-0), Everaldo 11’/2ºT (2-0)

Corinthians

Walter; Fagner, Manoel, Gil e Carlos Augusto; Gabriel, Júnior Urso, Pedrinho, Mateus Vital (Jadson, (35’/2ºT) e Everaldo (Clayson, 20’/2ºT); Boselli (Gustavo, 23’/2ºT). Técnico: Fábio Carille

Botafogo

Gatito Fernández; Marcinho, Marcelo Benevenuto, Gabriel, Gilson; Cícero, Gustavo Bochecha (Rhuan, 26’/2ºT) e Rickson; Rodrigo Pimpão (Lucas Campos, intervalo), Luiz Fernando (Marcos Vinícius, 35’/2ºT) e Diego Souza. Técnico: Eduardo Barroca

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana