conecte-se conosco

Turismo

Vai viajar? Veja roteiro de 4 dias para conhecer as praias de João Pessoa

Avatar

Publicado

João Pessoa pode ser um destino interessante para você que planeja viajar no próximo feriado. O local se destaca pelo cenário verdadeiramente paradisíaco. Além disso, a cidade nordestina oferece opções para todos os bolsos e públicos.


Vista aérea do belo litoral de João Pessoa
Reprodução/Instagram/nordestemeulindo

No litoral norte ou sul, o turista pode desbravar as lindas praias que João Pessoa oferece

Leia também: O essencial de João Pessoa: conheça 8 atrações turísticas da cidade

Para Priscilla Teixeira Pereira de Lira, diretora da Luck Receptivo (empresa nordestina de passeios e traslados), João Pessoa,
também apelidada carinhosamente de Jampa, é “o destino ideal para quem está buscando praias lindas, calmaria e o menor custo de vida dentre todas as capitais do Nordeste”. “Segura, limpa e arborizada, que encanta”, resume a profissional.

Priscilla ainda aponta: “Todas as nossas praias
urbanas são próprias pra banho e ficam apenas a poucos passos da maioria dos hotéis. Há piscinas naturais para todos os gostos e uma parte histórica super enriquecedora por ser a terceira capital mais antiga do Brasil”.

A cidade é indicada para todos os perfis e pode ser tanto o cenário de uma viagem entre amigos, quanto de uma tranquila viagem com a família e com as crianças.

Leia também: Qual a praia mais bonita do Nordeste?

Como aproveitar João Pessoa em quatro dias


Praia de Tambaú, em João Pessoa
Reprodução/Instagram/viviane.r.busnello

A praia do Tambaú é uma das mais bonitas e mais movimentadas de João Pessoa
  • Primeiro dia

Assim que chegar na cidade, você pode aproveitar para conhecer a praia de Tambaú, conhecida por suas águas claras. Durante a manhã, a praia não está tão cheia, e o sol está mais agradável. Na praia de Tambaú, há vários passeios para as piscinas naturais da cidade, então é válido conhecer uma delas já no primeiro dia.

Sendo assim, durante a sua primeira tarde de viagem, visite o Picãozinho, uma das piscinas naturais, que conta com uma vista deslumbrante. É válido para curtir o pôr-do-sol.


Piscina natural e céu
Reprodução/Instagram/aalcantara

Picãozinho é uma das piscinas naturais mais atraentes de João Pessoa, e vale a visita

“Em sua viagem, evite trazer roupas pesadas ou de mangas cumpridas. Tenha sempre na sua bagagem garrafinhas de água para encarar o calor
da cidade e aproveitá-la ao máximo”, alerta Priscilla. “Aqui faz sol quase que todos os dias, e apesar de ser uma cidade com bastante brisa por não haver construções de arranha-céus na orla, tem um clima úmido e faz bastante calor”.

De volta ao centro da cidade, à noite, o turista pode passar para conhecer a Estação Cabo Branco (também conhecida como Estação Ciência), um complexo de Oscar Niemeyer para promover cultura à população de forma gratuita. O lugar conta com diversas atividades culturais.


Estação Cabo Branco
Reprodução/Instagram

A Estação Cabo Branco é um lugar de João Pessoa que promove atividades culturais e entretenimento aos turistas


  • Segundo dia

“João Pessoa é repleta de belezas naturais e histórias a contar”, afirma a diretora do Luck Receptivo. Com isso em mente, recomendamos que você reserve o segundo dia para conhecer o Centro Histórico
. São várias atrações turísticas que valem a visita.

O Centro Cultural São Francisco reúne igreja, convento, capela, casa de oração, claustro e uma enorme área externa. A visita é guiada e custa R$ 4,00. A Casa da Pólvora, Igreja Nossa Senhora do Carmo, a Cidade Baixa
(vários casarões coloridos e bem conservados) e o Hotel Globo (com uma arquitetura de 1928) podem ser visitados nessa etapa da viagem.


Praia do Cabo Branco
Reprodução/Instagram/instajoaopessoa

A Praia do Cabo Branco, em João Pessoa, pode oferecer um passeio no início de tarde

O almoço pode ser feito em um dos restaurantes da ponta da praia de Cabo Branco, com opções de frutos do mar e uma vista para guardar na memória. Assim, o início da tarde pode ser aproveitado na praia em questão, com direito a um passeio pela orla do Cabo Branco e um banho de mar.

No fim da tarde, o turista pode se dirigir à praia do Jacaré, famosa pelo seu pôr do Sol. O passeio já emenda a noite, com direito a uma visita ao mercado de artesanato local e caminhada pelo calçadão, ao som do artista Jurandy do Sax, que toca nessa praia todos os dias. 


Artista Jurandy do Sax tocando durante o pôr do Sol na praia do Jacaré
Reprodução/Instagram

Artista Jurandy do Sax tocando durante o pôr do Sol na praia do Jacaré, em João Pessoa


  • Terceiro dia

No terceiro dia, o viajante pode aproveitar para conhecer outras praias do município. Na parte da manhã, Tambaba é a praia ideal para visitar. Ela tem uma parte nudista, que é um pouco mais escondidam, onde é obrigatório se despir, mas também conta com uma parte própria para os turistas que preferem manter os trajes.

O almoço pode ser feito na praia de Tambaba mesmo, pois a região é conhecida por vários restaurantes rústicos e aconchegantes que servem frutos do mar fresquinhos.

Pegando o retorno ao centro de João Pessoa, chega-se à Praia do Amor, que tem um estilo calmo e muita estrutura turística. Tem esse nome por conta de uma pedra em forma de arco intitulada pedra furada. Dizem que, se você passar embaixo desse arco, vai ter sorte no amor. É um passeio tranquilo, e a praia é um bom lugar para passar a tarde.


Placa escrito
Reprodução/Instagram/sifranco

A Praia do Amor é famosa entre os casais que visitam João Pessoa, pois dizem que traz sorte no amor



Quando  anoitecer, o turista pode voltar para o centro da cidade, para aproveitar os restaurantes e os bares locais, que fazem a alegria dos visitantes.

  • Quarto dia

Guardando o melhor para o final, na manhã do último dia é válido experimentar o banho de mar mais gostoso de João Pessoa. Trata-se da Praia do Bessa, conhecida por suas águas calmas e seus recifes e coqueiros. Para a hora do almoço, há uma gama de restaurantes preto da Praia do Bessa mesmo, que podem render deliciosas refeições. 

Já em sua última tarde na cidade, o turista pode seguir a ordem das praias e visitar Manaíra, que tem uma maré muito baixa e também é indicada para um banho de mar sem grandes preocupações, e também é muito bem estruturada para receber visitantes.


Praia ao pôr do Sol
Reprodução/Instagram/charleshaverrot

Manaíra é uma das praias mais tranquilas de João Pessoa, mas não deixa de ser bem estruturada turisticamente

Para fechar com chave de ouro a viagem até a cidade paraibana, os turistas podem aproveitar um passeio no calçadão da Praia dos Seixas, que conta com vários bares. Como as ondas são muito mais fortes e a praia não é tão adequada para o banho, é válida a visita para curtir a vista e tomar um bom drinque, pensando em quando vai voltar para Jampa novamente.

Leia também: 6 destinos para o feriado prolongado: veja pontos turísticos e valor do aéreo

Sobre os preços de uma viagem para João Pessoa
, Priscilla afirma: “Com hospedagem, passeios e alimentação, é possível gastar uma média de R$800,00 por pessoa em uma viagem de quatro dias, conhecendo o melhor do que a cidade possui”.

Comentários Facebook

Turismo

Fazer um cruzeiro ainda em 2020? Grupo de brasileiros vive dilema

Avatar

Publicado


source

A pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2) atrapalhou os planos de viagem de muita gente. Para conseguir um preço mais barato e se planejar com antecedência, turistas já tinham pago viagens de férias para o segundo semestre de 2020 e agora não sabem se devem continuar com os planos ou adiá-los por um tempo.

Leia também: Entenda como funciona a limpeza dentro dos cruzeiros

cruzeiro
Arquivo pessoal

Miguel e a esposa Adriana têm cruzeiro marcado com os amigos para outubro de 2020

Esse é o drama de Miguel Elias Branco, militar da Força Aérea Brasileira, que comprou um cruzeiro pela Europa com amigos, que está previsto para zarpar em outubro. “O cruzeiro sairá de Savona, na Itália, e fará uma volta no Mediterrâneo passando por França e Espanha. Ainda está mantido, vamos em três casais, dois do Brasil e um que mora nos Estados Unidos”, explica Branco.

A viagem está mantida, mas não 100% confirmada. Segundo ele, os parentes nos EUA estão receosos com a aventura. “Nós aqui do Brasil estamos mais otimistas, mas com receio, já meus primos que moram nos EUA acho já deixaram claro em algumas conversas que irão desistir. O medo maior é do cruzeiro em si, mais como temos essa possibilidade de alterar a data ficou acordado de esperar até setembro”, complementa.

Desde que a pandemia do novo coronavírus começou, alguns casos de navio de cruzeiro  ficaram atracados em portos sem poder desembarcar os tripulantes, fato que assustou Branco e os amigos. Mas o grupo já tem um plano B.

“Temos duas possibilidades: a primeira é ver se a situação interna da Europa estará estabilizada. Se for o caso, podemos fazer a viagem só a parte terrestre sem o navio, adiando só o cruzeiro, ou adiar toda a viagem, mas não queremos cancelar”, diz o militar.

Apesar da indecisão, todos estão confiantes em poder reaver os investimentos financeiros. Tanto a empresa do navio, a Costa Cruzeiros, como a companhia aérea escolhida, Latam, flexibilizaram os prazos de cancelamento ou remarcação de passagens. 

Leia também: Os perigos da viagem bate e volta durante a pandemia

Quando viajar será seguro?

As operadoras de cruzeiro no Brasil suspenderam suas atividades durante a pandemia e devem retomar em julho. Muitos especialistas indicam que as  viagens com aglomerações sejam evitadas nos próximos meses, mas com a rígida limpeza dos navios e um novo protocolo de segurança a temporada 2020/21 está assegurada.

Além disso, se você também tem uma viagem marcada, a recomendação é consultar a operadora ou empresa aérea para se certificar de prazos de  remarcação de passagens e reembolsos. 

Fonte: IG Turismo

Comentários Facebook
Continue lendo

Turismo

Cruzeiros: saiba por que você não deve usar o elevador do navio

Avatar

Publicado


source

Funcionários de cruzeiros têm as melhores dicas do que fazer (ou não) dentro de um navio. Depois de indicar sobre como as doenças se espalham durante uma viagem náutica , alguns funcionários ensinam o porquê você não deve pegar elevador no cruzeiro.

elevador
Getty Images

a

A dica vem dos especialistas da Cruise Critic . Segundo eles, utilizar o elevador dentro do cruzeiro é perda de tempo. “Se você é um cruzador saudável, alguém que pode andar alguns lances de escada, você é um tolo se está desperdiçando seu cruzeiro esperando o elevador”, dizem.

“Você sempre precisa esperar o elevador viajar do 15º andar para o seu. Eles costumam estar lotados e, inevitavelmente, param em todos os andares, levando uma eternidade. Você não só vai chegar mais rápido em muitos casos, como subir escadas de navios de cruzeiro é a maneira perfeita de queimar a pina colada e o sorvete de chocolate de ontem sem precisar se exercitar na academia”.

Leia também: Cruzeiros – qual a maior preocupação do turista após a pandemia?

Ou seja, evitar o elevador nos cruzeiros te ajuda a aproveitar melhor o tempo e ainda emagrecer. Quer dica melhor do que essa? Para a sua próxima viagem já dá para anotar no caderninho.

Fonte: IG Turismo

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana