conecte-se conosco


Tecnologia

Saiba o que você faz que pode comprometer a saúde da bateria do seu celular

Publicado

Desde o ano passado, alguns modelos de iPhone com a  versão iOS 11.3
ou posterior conseguem acessar o recurso chamado “saúde da bateria”. Nele, é possível conferir qual é a atual capacidade máxima de energia e se o aparelho já teve o desempenho limitado para evitar que ele desligue de modo automático. Mas o que compromete essa “saúde”?


celular carregando com power bank
shutterstock
bateria de celular











Ao iG Tecnologia
, Maurício Vilar, técnico master da rede Suporte Smart, explica que a saúde da bateria
é, basicamente, a vida útil dela. “Quanto mais utilizamos e carregamos, ela se desgasta. Isso diminui a capacidade de armazenamento de energia, logo faz com que nosso aparelho fique longe de uma tomada por menos tempo”, afirma.

Apesar de variar de aparelho para aparelho, existem duas práticas que são as maiores “vilãs” quando o assunto é ter uma bateria saudável; são elas: 

1. Carregar o celular durante a noite

Se você chega em casa, coloca seu smartphone para carregar e só o tira quando acorda pela manhã do dia seguinte, é melhor rever esse hábito. Segundo o profissional, essa prática é uma das piores quando o assunto é cuidar da vida útil dessa bateria. 

Isso porque quando você coloca o celular
na tomada e vai dormir, ele continua funcionando e sempre vai perder um pouco dessa carga. Automaticamente, o  carregador
tenta compensar a energia perdida até chegar em 100% e o aparelho continua sendo carregado a noite toda, o que faz com que ele esquente e reduz a capacidade da bateria com o tempo. 

Veja Também  Os perigos do Wi-Fi aberto: saiba como navegar de maneira segura

2. Usar acessórios falsos

O uso de acessórios de baixa qualidade também tem faz com que você precise substituir sua bateria mais rápido. “Acessórios ruins tendem a enviar uma carga descontrolada de energia para a bateria, causando um ‘stress’ muito alto e danos a curto prazo”, explica Maurício. 

Os acessórios falsos não possuem as tecnologias embarcadas como a dos originais ou aqueles que são homologados pelas fábricas, o que diminui a autonomia da bateria. 

Então, as dicas para manter uma bateria saudável são bem simples: carregue seu aparelho com os acessórios originais e, de preferência, quando a porcentagem estiver próxima aos 20%. Além disso, não esqueça de tirá-lo da tomara quando atingir 100%! “Essas prática podem aumentar em até 30% a vida útil da bateria”, afirma. 

Leia também: 10 táticas simples que podem te ajudar a economizar a bateria do seu celular

Como saber a saúde da bateria do meu celular?


bateria de celular
Reprodução
Você pode saber se a saúde da bateria do seu celular está em 100% observando quão rápido ela acaba ou através de apps


O técnico diz que a melhor forma de monitorar se a saúde da sua bateria está desgastada é no dia a dia. “Caso note que sua bateria tem durado cada vez menos e que você precisa carregá-la cada vez mais,  já é um sinal que ela deve ser substituída”, diz.

Veja Também  Preciso de um repetidor de sinal? Veja esse e mais 6 modos de melhorar seu WiFi

No caso do iPhone é possível ver a capacidade da bateria nas configurações, já se você tem um celular Android, existem aplicativos, como o AccuBattery, que fazem essa medição através do software do aparelho. Em ambos os casos, quanto mais perto do 100%, menor é o desgaste. 

Se a porcentagem estiver muito baixa, seu celular estiver desligando sozinho ou você precise ficar o dia inteiro com o carregador, procure uma assistência técnica
. A dica é pesquisa por uma empresa que te ofereça garantia e ler depoimento de outros clientes. 

Maurício também explica que é possível fazer a troca sem afetar a vida útil do aparelho e a  saúde da bateria
volte ao 100%. “No geral, aparelhos com cerca de um ano ou um ano e meio de uso tendem a dar mais problemas, uma vez que é durante esse período que a bateria perde sua capacidade e há a necessidade de trocá-la”, finaliza. 

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook

Tecnologia

Veja como apagar o Tinder definitivamente em 7 etapas

Publicado

Você decidiu sair do Tinder e só apagou o aplicativo do seu celular achando que isso resolveria todos os seus problemas? Errado! Para que ninguém mais encontre seu perfil e dê match com você, é preciso, de fato, apagar a sua conta no Tinder. 

Leia também: Tinder disponibilizará opção de somente mulheres iniciarem conversa após o match


Dedo sobre o ícone do Tinder no celular
shutterstock
Não sabe como apagar o Tinder? Estas 7 etapas devem solucionar o problema para você de uma vez por todas

O jeito mais simples para quem procura como apagar o Tinder
é excluir a conta pelo próprio aplicativo do celular ou tablet. Depois de fazer isso, você perderá todas as informações que compartilhou e matches que fez – então avalie bem se é isso que quer.

Como apagar o Tinder definitivamente

Excluir sua conta no aplicativo de relacionamento
é possível tanto se você tiver se cadastrado com Facebook como se tiver se cadastrado com um e-mail ou o número do seu celular. O procedimento também é o mesmo, e é o seguinte.

1. Na página inicial, vá em “Meu Perfil”


Seta indicando o botão de perfil do Tinder, no canto superior direito da página inicial
Reprodução/Tinder
Como apagar o Tinder #1: na página que serve para dar match, clique no ícone de perfil do canto superior direito

Na mesma página em que você pode dar match
com alguém, há um ícone no canto superior esquerdo com um avatar. Ele corresponde ao seu perfil e é nele que você deve clicar.

Veja Também  Aprenda a ocultar seus stories do Instagram sem deixar precisar bloquear amigos

2. Em seguida, clique em configurações


Seta indicando o ícone de configurações na página do perfil do Tinder
Reprodução/Tinder
Como apagar o Tinder #2: no seu perfil, clique no ícone de configurações, que fica do lado esquerdo

Quando estiver no seu perfil do Tinder
, basta clicar no botão de configurações, que mostra a ilustração de uma engrenagem, do lado esquerdo da tela.

3. Vá até o final da página e clique em “Excluir Conta”


Seta indicando o botão
Reprodução/Tinder
Como apagar o Tinder #3: o Tinder está cheio de configurações, e o botão “Excluir Conta” fica bem no final da página

O Tinder tem muitas opções de configuração, mas a única que te interessa no momento é a que fica no final da página: o botão “Excluir Conta”, que te levará para o próximo passo.

Leia também: Happn cria opção para quem deseja ter um primeiro encontro enquanto corre

4. Clique em “Excluir minha conta”


Setas indicando o botão
Reprodução/Tinder
Como apagar o Tinder #4: A opção de excluir definitivamente a conta fica discreta abaixo do botão de pausar a conta

Aqui, tome muito cuidado para não clicar no botão errado. Isso porque o aplicativo de relacionamento te dará a opção de “Pausar a conta” – na qual você continuará com todos os seus dados, só ocultará sua conta dos outros usuários.

Veja Também  Os perigos do Wi-Fi aberto: saiba como navegar de maneira segura

Se você quer excluir definitivamente sua conta, deve clicar em “Excluir minha conta”, escrito em cinza escuro discretamente abaixo do botão de pausa.

5. Justifique por que quer apagar a conta no Tinder


Imagem mostrando as seis opções de justificativa para a exclusão da conta do Tinder
Reprodução/Tinder
Como apagar o Tinder #5: em seguida, o aplicativo irá te dar seis opções de justificativa para a sua saída

Depois disso, você será levado a uma janela perguntando por que você vai sair do Tinder. Basta selecionar qual a razão por trás da sua decisão e seguir para o próximo passo. Caso escolha a opção “Eu preciso dar um tempo do Tinder”, em cinza, você deve ir direto para o passo 7.

6. Escolha qual a explicação mais adequada para a sua situação


Imagem mostrando as possíveis explicações para quem escolher a opção
Reprodução/Tinder
Como apagar o Tinder #6: em seguida, diga por que escolheu determinado motivo – a não ser que clique no botão cinza

Além de escolher um motivo amplo para sua partida, você deve explicar a decisão em maiores detalhes. Para cada resposta as alternativas serão diferentes, embora algumas possam se repetir.

7. Confirme a exclusão da sua conta no Tinder


Setas indicando o botão para excluir a conta definitivamente na janela de confirmação da exclusão
Reprodução/Tinder
Como apagar o Tinder #7: esta é sua última chance de desistir – se confirmar a exclusão da conta, não tem volta

Novamente, o Tinder te dará mais de uma opção: esconder seu perfil do Tinder, apagá-lo ou cancelar o procedimento. Se você já chegou a este ponto, deve estar decidido de que é a hora de dar adeus ao aplicativo – então clique em “Excluir minha conta”.

Leia também: Facebook lança ferramenta de paquera no Brasil; saiba como achar seus crushes

Estes são os passos que você deve saber se procura como apagar o Tinder
de uma vez por todas. Ainda é possível voltar para o serviço se quiser – mas lembre-se de que terá de começar do zero, mesmo que use as mesmas informações de cadastro.

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

Os perigos do Wi-Fi aberto: saiba como navegar de maneira segura

Publicado

Quando se está fora de casa, e principalmente durante viagens, uma das primeiras coisas a fazer é procurar por um Wi-Fi aberto. No entanto, a maioria das pessoas não imagina que a conexão por esse meio passa longe de ser inofensiva.


Pessoa com o celular em mãos, conectando no WiFi
shutterstock
Conectar-se por meio de um Wi-Fi aberto pode trazer algumas consequências a seu dispositivo

Leia também: Sinal de alerta: Chromecast pirata pode levar vírus a outros aparelhos por WiFi

Quando uma pessoa se conecta a uma rede de  Wi-Fi aberto
, como as de cafés e hostels, você passa a compartilhar a rede com estranhos. Com conhecimento e equipamentos técnicos básicos, esses desconhecidos podem monitorar ou até mesmo modificar o seu tráfego de internet.

Diferente das redes domésticas, que geralmente são protegidas com protocolos de segurança, as redes públicas de Wi-Fi são muito mais fáceis de invadir. 

De acordo com Harold Li, vice-presidente da empresa ExpressVPN, é possível que hackers usem uma técnica para enganá-lo de modo que você pense que esteja em uma conexão segura
quando, na realidade, eles têm acesso a seus dados, inclusive senhas.

“Pense como se você estivesse compartilhando uma caixa postal com estranhos. É difícil saber se seus envelopes foram abertos com vapor, por exemplo, se o conteúdo foi lido e até mesmo modificado”, explica Harold.

Leia também: Saiba como encontrar internet Wi-Fi com a ajuda do aplicativo do Facebook

Veja Também  Preciso de um repetidor de sinal? Veja esse e mais 6 modos de melhorar seu WiFi

Soluções para uma navegação mais segura no Wi-Fi aberto


Pessoa conectada com segurança
shutterstock
Existem alguns cuidados para manter uma navegação segura e preservar o seu dispositivo

Com esse perigo em mente, existem algumas formas de se conectar sem passar pelo risco de ter o seu aparelho invadido. Igor Rincon, especialista em segurança da informação na empresa Flipside (empresa de conscientização em segurança cibernética), dá algumas dicas do que fazer para navegar da maneira mais segura possível:

  • usar anti malware preferencialmente pagos;
  • sempre desconfiar de promoções ou mensagens que algum hacker pode usar para chegar até você;
  • usar cofre de senhas em todas redes sociais ou sites que você usa

O especialista ainda completa: “Grande parte das ameaças em torno de uso da rede pública de Wi-Fi envolvem interceptações de dados. Então a primeira coisa ser feita é trocar suas senhas com a opção desconectar de outros dispositivos”.

Por outro lado, Harold Li ressalta que usar senhas fortes
podem ajudar a manter a segurança dos seus dados e de suas contas: “As pessoas ainda utilizam senhas fáceis de serem quebradas (aquelas que são curtas e usam palavras do cotidiano) em diversos sites. As senhas devem ser longas, incluir números e símbolos e não conter palavras comuns”.

Veja Também  Os perigos do Wi-Fi aberto: saiba como navegar de maneira segura

Harold também afirma: “Se você não pode criar uma senha única para cada site e serviço, você deve pelo menos usar uma senha específica para cada uma de suas contas mais sensíveis como e-mail e conta de banco. A melhor maneira de gerenciar diversas senhas é utilizando ferramentas de gerenciamento de senhas confiáveis”.

Criptografia e VPN


Conexão segura
shutterstock
A criptografia garante que apenas você e o destinatário possam ver as informações enviadas e recebidas

Outra forma de evitar que seus dados sejam colhidos pelos invasores é a denominada criptografia, que consiste numa técnica utilizada  para impedir que um hacker compreenda ou modifique suas informações.

“A criptografia protege sua privacidade e segurança não só dos que utilizam a mesma conexão Wi-Fi, mas também do seu provedor de internet
e até mesmo do governo”, Harold Li aponta. “É como usar uma linguagem secreta de códigos que somente você e o destinatário entendem”.

Um método que as empresas usam para manter a segurança da navegeção é a VPN (Rede Virtual Privada). Funciona como um  túnel seguro entre dois ou mais dispositivos. 

Leia também: Aplicativo democratiza acesso à conexão Wi-Fi de forma gratuita

Sendo assim, é recomendável que o internauta tome cuidado ao se conectar por meio de um Wi-Fi aberto.
“A dica principal que eu dou é: Pense como um atacante iria usar suas informações para te chantagear ou usá-las contra você. Dessa forma todo o seu comportamento passa por um filtro antes de ser feito”, destaca Igor Rincon.

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana