conecte-se conosco


Cuiabá

Prefeitura inicia recuperação da Avenida Coxipó Mirim, no Dr. Fábio I

Publicado

Luiz Alves

Um problema crônico enfrentado por milhares de condutores que trafegam pela Avenida Coxipó Mirim, no bairro Dr. Fábio I, caminha para uma solução definitiva. Como parte do planejamento de melhoria da infraestrutura da cidade, a Prefeitura de Cuiabá deu início ao processo de recuperação da malha asfáltica da via que dá acesso a dezenas de comunidades. A previsão é de que a intervenção dure 60 dias.

O projeto, realizado por determinação do prefeito Emanuel Pinheiro, é coordenado pela Secretaria Municipal de Obras Públicas, envolve a reconstrução da pavimentação e também a edificação da rede de drenagem. Dessa forma, além de assegurar uma boa trafegabilidade aos motoristas, o trabalho também possibilitará que a vazão da água aconteça com maior eficiência, evitando alagamentos na região e aumentando a durabilidade do asfalto.

No total, está sendo investido R$ 421.400,64, recurso oriundo do próprio Município. A obra é executada no trecho situado entre o início do bairro Dr. Fábio até a entrada do Três Barras, englobando aproximadamente de 500 metros. Neste momento, uma equipe atua na etapa de limpeza da avenida e outra na construção das galerias pluviais.

Veja Também  Mutirão da Limpeza chega a sua 30ª edição em 2019 no CPA III, Setor 5

A ação faz parte do Minha Rua Asfaltada, implantado em 2017 com a meta de universalizar o benefício da pavimentação. Até o momento, são mais de 40 bairros atendidos pelo programa. Além da recuperação da Avenida Coxipó Mirim, a Prefeitura também investiu mais de R$ 16 milhões em cerca de 17 quilômetros de pavimentação do Dr. Fábio I.

“Essa é uma das vias mais movimentadas dessa região. São milhares de veículos que passam por ele diariamente tanto para acessar os bairros situados na redondeza quanto para chegar a Avenida Dante Martins de Oliveira. Há anos, esses condutores enfrenta esse problema e, nesse sentido, recebemos a determinação do prefeito Emanuel Pinheiro de não mais fazer algo paliativo, mas sim adotar uma medida definitiva”, explica o secretário Vanderlúcio Rodrigues.

 

 

Fonte: Prefeitura de Cuiabá
Comentários Facebook

Cuiabá

Temperatura deve cair novamente e pode chegar a 16ºC nesta quinta

Publicado

A temperatura deve começar abaixar a partir de quinta-feira (23) e o fim de semana, em Cuiabá, pode ser marcado por uma frente fria, conforme as estatísticas do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

No sábado (25) os termômetros da capital podem registrar mínima de 16°C. Já em Chapada dos Guimarães, a 65 km de Cuiabá, os termômetros devem registrar mínima de 12°C e máxima de 29°C no sábado.

A frente fria deve chegar em Cuiabá após uma chuva na quinta-feira. Segundo o Inpe, a possibilidade é de 80%. Já no fim de semana não há previsão de chuva.

Também deve chover em Campo Verde, Cáceres, Tangará da Serra, Rondonópolis e Sinop. Esses municípios também terão temperaturas amenas no fim de semana.

Confira a previsão para os próximos dias em Cuiabá:

  • Quarta-feira (22): mínima de 22°C e máxima de 30°C
  • Quinta-feira (23): mínima de 21°C e máxima de 28°C
  • Sexta-feira (24): mínima de 17°C e máxima de 22°C
  • Sábado (25): mínima de 16°C e máxima de 33°C
  • Domingo (26): mínima de 22°C e máxima de 34°C
Comentários Facebook
Veja Também  Cuiabanos 'não tem o que reclamar' de lazer; prefeitura amplia criação de parques pela cidade
Continue lendo

Cuiabá

Município inicia avaliação de acuidade visual entre alunos da rede pública de Cuiabá

Publicado

Iniciativa faz parte das ações definidas na politica educacional, voltadas aos cuidados com a infância

A Secretaria Municipal de Educação (SME) iniciou nesta semana uma campanha de aferição e “Avaliação de Acuidade Visual”. A iniciativa faz parte da política educacional do município, que abrange toda a fase da infância e que tem no Programa de Alfabetização Cuiabano (ProAC) a sua ação mais intensa.

Nesse primeiro momento, a avaliação de acuidade visual atenderá os alunos matriculados nos 1º e 2º Anos do Ensino Básico. Até o mês de agosto, todas as unidades educacionais das quatro regionais da capital – Norte, Sul, Leste e Oeste -, e escolas do campo, receberão visitas dos técnicos e facilitadores, que aplicarão a avaliação. Aqueles que apresentarem deficiência visual passarão por exames de visão e receberão óculos.

A acuidade visual, ou simplesmente a sigla AV, é a aptidão do olho para distinguir os detalhes espaciais. Em outras palavras, é a capacidade de identificar a forma e o contorno dos objetos.  Uma das formas de avaliar a acuidade é por meio da “Tabela de Snellen”. A tabela contém uma série progressiva de fileiras de letras que vão diminuindo sucessivamente. A avaliação é realizada com a tabela posicionada a uma distância padrão da pessoa a ser testada. Cada linha da tabela corresponde a uma fração, que representa uma acuidade visual. E cada olho deve ser testado separadamente.

Nessa primeira semana, os técnicos da Secretaria Municipal de Educação, estão fazendo o procedimento com alunos matriculados nas unidades educacionais localizadas na Regional Oeste da Capital. A EMEB Francisval de Brito no bairro da Coophamil foi a primeira a receber a visita dos facilitadores. Lá, 189 alunos estão sendo avaliados.

A técnica da Coordenadoria de Programas e Projetos da Secretaria de Educação, Ugolina da Cruz está acompanhando as avaliações nas unidades educacionais junto com os técnicos do Programa Escola com Saúde, realizado em parceria com a Secretaria de Saúde do Município. “No caso de detectarmos alguma dificuldade a criança será encaminhada para um exame com oftalmologistas e receberão os óculos do poder público. Porque como o aluno vai aprender se não está enxergando?”, questionou Ugolina.

Só na região Oeste da capital serão atendidas 3.287 crianças matriculadas nos 1º e 2º Anos, em 11 unidades educacionais.

A previsão da Secretaria Municipal de Educação é de que as visitas em todas as escolas da rede, que ofereçam o 1º e 2º Anos, estejam concluídas em agosto.

Durante a avaliação, a pequena Emily de 6 anos, aluna do 2º ano da unidade educacional disse que não enxerga bem o quadro e tem alguma dificuldade em ler no livro didático. “Às vezes quando a professora me chama pra ler, enxergo mais ou menos, fica embaçado”, disse ela.

Outros estudantes entre seis e sete anos, também participaram da avalição. “Consigo ler bem se a professora pede pra ler, enxergo bem”, disse Leonardo de sete anos. As mesmas repostas foram dadas por João Pedro e Guilherme ambos de seis anos.

Nesta terça-feira (21), os técnicos prosseguirão as avaliações nas EMEB Tancredo Neves e Alzira Valadares, ambas na região Oeste de Cuiabá

Comentários Facebook
Veja Também  Temperatura deve cair novamente e pode chegar a 16ºC nesta quinta
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana