conecte-se conosco


Meu Pet

Não se pode proibir animais em condomínio, diz STJ sobre ação de moradora

Publicado

Uma moradora do Distrito Federal entrou na justiça para que sua gata Nina pudesse morar em seu apartamento. Segundo o regulamento do prédio, a presença de animais no condomínio
é proibida. A decisão do Tribunal de Justiça do Distrito Federal foi a favor das regras do imóvel, alegando que o regimento interno incide sobre todos os moradores, não levando em conta a vontade individual de cada um.

Leia também: Dicas do que fazer para ajudar o cachorro durante o processo de luto


animais em condomínio
shutterstock
Proibição de animais em condomínio é julgada pelo STJ


Chateada com a possibilidade de ter que se separar de sua gata
, que é praticamente membro da família, a mulher recorreu a Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça, que decidiu que a convenção de condomínio residencial não pode proibir a criação e guarda de animais domésticos quando eles não oferecem risco aos demais moradores.

Graças ao Ministro Ricardo Villas Bôas Cueva o recurso da dona teve maior análise, e desta forma ela teve aval da justiça para manter Nina em seu apartamento. A identidade da mulher foi protegido por sigilo de justiça. 

Fonte: Canal do Pet
Comentários Facebook
Veja Também  Conheça as principais diferenças entre Buldogue Francês e Boston Terrier

Meu Pet

Focinho achatado pode não ser motivo de problemas respiratórios em Pugs; entenda

Publicado

Quando falamos em Pugs, logo vem à cabeça as dificuldades respiratórias que essa raça e outras braquicefálicas – aquelas com crânio e parte do nariz achatados, como os Buldogues – têm. Porém, um estudo recente mostrou que os problemas respiratórios em Pugs
e outras raças podem estar ligados ao DNA e não ao formato do crânio.

Leia também: Alpaca de estimação é tratada como cachorro e até viaja com a dona


pug
Reprodução
cachorro da raça Pug.


Pesquisadores do Roslin Institute, no Reino Unido, sugeriram que o problema esteja ligado a uma mutação no DNA
desses e de outros cães. O estudo mostra que a deficiência respiratória aparece nos Pugs, Buldogues, mas também no Norwich Terrier, que tem focinho proporcional ao crânio.

Os cientistas acreditam que com essa descoberta eles possam identificar o gene causador do problema e evitar que outras gerações de cães nasçam com dificuldade para respirar. O nome do gene é ADAMTS3 e não está ligado ao formato da cabeça dos pets.

Leia também: Pitbull fofo rasga sua almofada favorita e observa “cirurgia” de conserto

Veja Também  Morre Grumpy Cat, gata “rabugenta” era sensação nas redes sociais

O ADAMTS3 foi encontrado no DNA de Pugs, Buldogues
franceses e ingleses, mas também no Norwich Terrier, que não sofre da Síndrome da Respiração Braquicefálica, mas sim da Síndrome das Vias Respiratórias, que é semelhante.

Fonte: Canal do Pet
Comentários Facebook
Continue lendo

Meu Pet

Vídeo que mostra cães dentro de máquina de garra revolta internautas

Publicado

As máquinas de garras, aquelas que a pessoa coloca uma moeda e tem a chance de tentar pegar um bichinho de pelúcia ou um brinquedo que está dentro do vidro, são populares ao redor do mundo. Mas uma em especial, localizada na China, tem chamado a atenção e deixado muita gente revoltada: seus “brindes” são filhotes de cachorro vivos. 

Leia também: Trabalhadores escutam cachorro latindo e encontram animal em perigo


Cachorros
Reprodução Twitter
Vídeo mostra os cachorros dentro da máquina de garra


Um vídeo da máquina de garras
foi publicado pelo biólogo Daniel Schnaider no Twitter e acabou viralizando. Nele dá para ver vários filhotinhos brancos dentro do vidro, enquanto um homem tenta “pescar” um deles. Depois a imagem é cortada e ele aparece com o animal no colo. 

Leia também: Morre Grumpy Cat, gata “rabugenta” era sensação nas redes sociais

A publicação viralizou e passou a circular em vários países, deixando muitas pessoas revoltadas. A veracidade do vídeo e o exato local onde ele foi filmado ainda não foram confirmados, depois da repercussão Daniel disse que o vídeo foi enviado para ele e ele apenas o reproduziu. 

Veja Também  Morre Grumpy Cat, gata “rabugenta” era sensação nas redes sociais

Mesmo assim a organização não governamental PETA, dedicada a manutenção dos direitos dos animais, entrou em contato com as autoridades chinesas para solicitar uma análise do vídeo em tom de urgência, alegando que “os animais não são brinquedos descartáveis”. 

Aproveitando a situação,  Michelle Kretzer escreveu uma matéria no site da PETA e alertou para outras situações parecidas. “Todas as pessoas que estão horrorizadas com o vídeo podem fazer algo para ajudar os animais. Outros bichos vivos – incluindo lagostas e tartarugas – são vendidos em máquinas de garra
, inclusive nos Estados Unidos. Esses animais animais são inteligentes e sofrem assim como os cães… Se você ver qualquer bicho sendo usado em jogos ou como prêmios fale com o gerente ou mande um email  para a empresa compartilhando sua preocupação, muitos animais já foram salvos por pessoas que não se calaram.”


Fonte: Canal do Pet
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana