conecte-se conosco


Mato Grosso

Mato Grosso realiza visita técnica à Rondônia para promover a cultura do café

Avatar

Publicado

Gestores e técnicos ligados à cadeia produtiva do café participam nesta quarta-feira (15.05) em Porto Velho (RO) do intercâmbio promovido entre os estados para a revitalização da cultura cafeeira. A equipe pretende buscar informações e oficializar parcerias para o fomento da cadeia em Mato Grosso. Rondônia é o quinto maior produtor de café do país e está entre os três maiores estados produtores da espécie Coffea Canephora.

A iniciativa do encontro é da Secretaria de Agricultura Familiar de Mato Grosso (Seaf) e Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), em parceria com a Secretaria de Agricultura de Rondônia (Seagri), Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia (Emater-RO) e Embrapa Rondônia – referência em pesquisa e geração de tecnologia para a cafeicultura. 

A cultura do café vem passando por transformações positivas nos últimos anos no Estado em função da adoção de novas tecnologias de cultivo, principalmente pela utilização de mudas clonais e práticas adequadas de manejo.

De acordo com o Secretário de Estado de Agricultura Familiar, Silvano Amaral, que participa da visita à Rondônia, além das informações técnicas para o incremento das lavouras, Mato Grosso também irá priorizar a capacitação de técnicos em novas tecnologias e o repasse de orientações aos produtores. 

“O Governo de Mato Grosso, por meio da Seaf e Empaer, não medirá esforços para expandir a cultura do café pelas demais regiões do estado, assegurando competitividade à nossa produção, não apenas com o aumento na oferta do grão, mas em qualidade e tecnologia. A garantia de aumento na renda do pequeno produtor é outro dos nossos objetivos, senão o principal”, concluiu Silvano.     

Câmara setorial 

Entre as decisões para alavancar a cafeicultura em Mato Grosso, será proposta ao Conselho Estadual de Desenvolvimento Rural Sustentável (CEDRS) a criação da Câmara Setorial do Café. Na visita, o secretário Silvano Amaral deve oficializar o convite para que a Embrapa Rondônia integre a Câmara.  

As Câmaras Setoriais são importantes ferramentas para a discussão dos diversos elos da cadeia produtiva, reunindo entidades representativas de produtores, instituições governamentais, terceiro setor, iniciativa privada e outros parceiros do segmento.

Comentários Facebook

Mato Grosso

Homenagem ao Dia do Ceramista integra programação online do Museu de Arte Sacra

Avatar

Publicado


.

O museu de Arte Sacra de Mato Grosso (MASMT) traz uma novidade em sua programação online desta semana. No dia nacional do ceramista, celebrado nesta quinta-feira (28.05), o equipamento cultural da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel) lança, às 19h, a exposição online em homenagem ao mestre da cerâmica Clínio Moura.

A exibição entra em cartaz no canal de YouTube Museu Arte Sacra e mostrará o acervo de um dos mais antigos artesãos do Estado.  Com curadoria de Viviene Lozzi, a exposição reúne codornas em argila e esculturas de santos em argila sobre óleo, dentre as quais a imagem de São Gonçalo do Amarante, santo violeiro e padroeiro da comunidade onde vivia Seo Clínio, o bairro São Gonçalo Beira Rio, situado na margem esquerda do rio Cuiabá.

“Além de ser uma expressão artística, a cerâmica é uma fonte de renda hoje na comunidade que possui apenas oito artistas produzindo. Essa exposição online é também uma forma de homenagear a resistência da cultura mato-grossense, mostrando o trabalho do povo ribeirinho, sua história, singularidade, memória e identidade”, explica Viviene Lozzi. 

O restante da programação semanal do MASMT terá ainda transmissões ao vivo em que especialistas convidados trazem informações sobre temas relacionados à educação, história, arte, arquitetura e patrimônio. As lives são transmitidas pelo perfil do Museu de Arte Sacra na rede social Instagram (@museudeartesacramt) às 19h, de quinta-feira a domingo. 

Os 60 anos de história da Rádio Difusora Bom Jesus de Cuiabá será o tema da live desta quinta-feira (28.05). A convidada para falar sobre o assunto é Estela Costa, produtora do Vinde & Vinde, apresentadora da Rádio Difusora Bom Jesus e assessora de comunicação da Arquidiocese de Cuiabá.

Na sexta (29.05), a mestre em história e doutora em geografia, Elizabeth Johansen, trata sobre o tema “Devoções populares: múltiplos patrimônios culturais vivenciados cotidianamente”. 

No sábado (30.05), será a vez de aprender sobre “Inventários e proteção de bens eclesiásticos” com Joana Braga, pesquisadora que atua na atualização do Inventário Nacional de Bens Móveis e Integrados (INBMI) da cidade de Diamantina e região, em Minas Gerais.

E no domingo (31.05), a live terá a participação do professor e doutor em Educação, Silas Borges Monteiro, com o tema “Nada é mais grave que uma tradução”.

Com o projeto “MASMT em Casa”, a programação online contou também com mais um vídeo da série “Você Sabia?”, que traz curiosidades sobre o museu.  Nessa semana, o quadro apresenta os instrumentos musicais que pertenceram a Antiga Igreja Bom Jesus de Cuiabá. Esse e os demais vídeos da série estão disponíveis no canal de YouTube Museu Arte Sacra.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Investimentos previstos para concessão da MT-220 somam R$ 267 milhões

Avatar

Publicado


.

O estudo para a concessão da rodovia MT-220, no trecho entre Tabaporã e Sinop, prevê um investimento de R$ 267 milhões em serviços de conservação, recuperação, manutenção e implantação de melhorias em 138,4 quilômetros que passarão a ser de responsabilidade da iniciativa privada.

O estudo foi apresentado durante audiência pública realizada pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) nesta quarta-feira (28.05). O objetivo é que o cidadão conheça o estudo e faça contribuições ao documento que vai subsidiar a realização da futura licitação e concessão.

Segundo o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, a concessão é uma maneira moderna e inteligente de fazer a transferência, por um tempo determinado, da gestão de uma determinada rodovia para a iniciativa privada, que passa a cuidar da conservação do patrimônio rodoviário do Estado.

Durante o período de concessão, a rodovia estará sempre recebendo benfeitorias que não seriam possíveis de serem realizadas pelo Estado. “A concessão é uma forma de ajudar Mato Grosso a retomar o crescimento. Hoje, investe-se muito e gasta-se muita energia para manter as rodovias já pavimentadas e o Estado fica tentando se desdobrar para conseguir avançar com as obras para cidades que ainda não têm o asfalto”, disse o secretário.

Investimentos 

De acordo com o estudo apresentado na audiência, os investimentos previstos ocorrerão ao longo do prazo de 30 anos, referente ao período de concessão. Serão realizados os trabalhos iniciais em toda a extensão de 138,4 quilômetros que, ao longo do período, receberá serviços de recuperação, manutenção programada e melhorias.

Entre as melhorias estão a implantação de 1,1 quilômetro de Via Marginal com largura de 6 metros e passeio lateral de 2,50 metros, assim como a implantação de 14 baias de ônibus com abrigo duplo e passeio de concreto com 2,50 metros de largura. 

Equipe da secretaria adjunta  de Logística e Concessões da Sinfra que conduziu as audiências públicas

Além disso, deverão ser implantadas duas travessias para pedestres, com redutor eletrônico de velocidade, bem como iluminação, canteiro central e a adequação de pontes.  Está prevista ainda a implantação de três praças de pedágio nos KM 23, KM 73 e KM 135 da MT-220. 

A abertura das praças de pedágio poderá ocorrer a partir do 10º mês de concessão, desde que já tenham sido executados todos os trabalhos iniciais previstos, de rejuvenescimento do pavimento da rodovia, além da sinalização e uma melhoria generalizada.  Já o valor da tarifa deverá variar entre R$ 7,90 a R$ 8,30, de acordo com o resultado da futura licitação.

Além disso, a empresa concessionária deverá implantar um centro de controle operacional, uma base de serviço operacional e o Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU), bem como disponibilizar outros equipamentos para atendimento aos usuários da rodovia.

Todo os estudos de modelagem técnica, econômico-financeira e jurídica da concessão desse trecho, bem como as respectivas minutas de edital e contrato, que subsidiarão a futura licitação, estão disponíveis no site  www.sinfra.mt.gov.br.

Outras audiências

Além dessa audiência, a Sinfra já realizou a discussão sobre a concessão de outros trechos de rodovias. Foram discutidas a concessão de 140,6 quilômetros da MT-130, no trecho de Primavera do Leste a Paranatinga, e a concessão das rodovias MT-246, MT-343, MT-358 e MT-480, nos trechos de Jangada a Itanorte, totalizando 233,2 quilômetros. 

Ao todo devem ser concedidos à iniciativa privada 512 quilômetros de rodovias estaduais, nas regiões Sudeste, Centro-Sul e Norte de Mato Grosso. Todas as audiências públicas são conduzidas pelo secretário-adjunto de Logística e Concessões da Sinfra, Huggo Waterson, e todo o processo de concessões está sob a responsabilidade da equipe da secretaria-adjunta.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana