conecte-se conosco


POLÍCIA

Ex-funcionário e comparsa são presos por roubo em barbearia da Capital

Publicado

 

Duas pessoas envolvidas no roubo a uma barbearia na Capital, sendo uma delas o ex-funcionário do estabelecimento, tiveram os mandados de prisão preventiva cumpridos pela Polícia Civil em ação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Cuiabá (Derf).

O suspeito, Ramon de Souza Saith, trabalhava como barbeiro na empresa e é acusado de passar informações privilegiadas aos executores do crime. Identificado como um dos autores do roubo, Junior de Oliveira Ribeiro, 20, teve a ordem de prisão decretada por participar da execução do assalto.

O crime aconteceu no mês de fevereiro, na Barbearia Barba Santa, no bairro Centro Norte, quando dois indivíduos armados invadiram o local no final do expediente. Os funcionários foram obrigados a deitar no chão e dois deles ainda foram agredidos. Os criminosos subtraíram diversos produtos e pertences das vítimas, além de uma motocicleta, foragindo em seguida.

Assim que foi acionada do roubo, a equipe da Derf iniciou as diligências com objetivo de identificar os autores do crime. De acordo com as investigações, Ramon era funcionário da barbearia, e passou informações privilegiadas para seus comparsas praticarem o crime.

Ramon estava trabalhando quando o assalto ocorreu e na ocasião ele se passou por vítima, sendo rendido junto as outras pessoas que estavam no local.

Veja Também  Polícia fecha comércio de peças de carros roubados na Miguel Sutil em Cuiabá - VEJA FOTOS

Com o mandado judicial expedido, os policiais civis localizaram Ramon no seu atual local de trabalho, onde foi detido e levado à Derf Cuiabá. Já o segundo suspeito, Junior, teve o mandado cumprido na Penitenciária Central do Estado (PCE), onde encontra-se recolhido por outro crime cometido.

Junior de Oliveira Ribeiro, já teve anteriormente dois mandados de prisões decretados pela Comarca de Rondonópolis, cumpridos pela Derf Cuiabá por homicídio e tortura praticados naquela cidade. Ele também responde inquérito policial por crime de uso de documento falso.

Os trabalhos continuam com objetivo de identificar e prender o terceiro suspeito, responsável por executar o crime na companhia de Junior.

 

Assessoria | PJC-MT

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook

POLÍCIA

Dupla rouba carro em Nova Mutum e faz vítimas virem até Cuiabá sob ameaças e ‘bofetada’ – VEJA VÍDEO

Publicado

Tarde de sexta-feira (28), movimentada em Várzea Grande, há pouco dois criminosos identificados como João Paulo Assunção Pereira Simões, 20 anos e Emanuel Cruz Garcia de Melo, 20 anos, foram presos pela Polícia Militar, depois de fazerem uma família refém, roubarem o carro deles e sofrerem um acidente, no bairro 23 de Setembro. De acordo com a Polícia Militar, o assalto ocorreu no Município de Novo Mutum (240 km de Cuiabá). Violentos, os bandidos renderam um casal e uma criança que estavam em um veículo Ônix vermelho. Mantidas reféns, as vítimas foram obrigadas a seguirem como os assaltantes até Cuiabá e só foram abandonados na Estrada da Guia.

O roubo foi comunicado à PM, que conseguiu localizar o veículo circulando na Avenida da Feb, em Várzea Grande. Houve perseguição e os criminosos acabaram batendo o carro contra o murro de uma residência. A dupla foi presa ainda em flagrante.  Um terceiro criminoso ainda é procurado pela Polícia Militar.

Na batida os dois ficaram feridos devido os airbags terem estourados no rosto deles e ambos foram detidos e encaminhados ao Pronto Socorro de Várzea Grande.

Veja Também  Idosa, filha e genro morrem afogados após carro cair em rio em MT; passageira sobrevive ao quebrar vidro de veículo

Os suspeitos que ainda não tiveram suas identidades reveladas, estavam com as vítimas que foram deixadas na estrada da Guia, e iriam trazer o carro para ser entregue a um terceiro em Várzea Grande. A Polícia está agora a procura dessa pessoa que teria encomendado o veículo.

Em instante mais informações.

 

Da redação/ Alciclei Santos

Comentários Facebook
Continue lendo

POLÍCIA

Polícia Civil prende três suspeitos de golpes da venda de veículos anunciados na internet

Publicado

Três pessoas procuradas pela Justiça do Estado do Maranhão por aplicarem golpes pela internet, por meio de anúncios de venda de veículos, foram presas simultaneamente pelas Polícias Civil dos Estados de Mato Grosso e São Paulo. A ação foi deflagrada na quinta-feira (27.06), após troca de informações visando cumprimento dos mandados de prisão preventiva, de busca e apreensão domiciliar, e de sequestro de valores financeiros.

Em Cuiabá (Mato Grosso), um homem (Elzyo Jardel Xavier Pires, 35) e uma mulher (Gabriella Vanuzzi Pouso Gomes, 23), ambos com ordens judiciais de prisão decretadas por crime de estelionato, foram presos pelos policiais civis da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO). O suspeito Elzyo foi localizado pelos investigadores da GCCO em um endereço no bairro CPA II. A mulher foi detida no bairro Baú.

O terceiro alvo da operação policial com mandado de prisão em aberto, identificado como Danni Israel da Silva, foi preso pelo Centro de Inteligência na cidade de Ribeirão Preto, Estado de São Paulo.

Veja Também  Botelho visita novas dependências do Hospital Estadual Santa Casa

As ações foram realizadas em apoio às investigações conduzidas pela Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) de São Luiz (MA). Os envolvidos são investigados por golpes  naquela localidade, replicando anúncios de vendas de veículos por meio eletrônico, via o site de compra e venda OLX.

Os três suspeitos receberam valores provenientes de vendas fraudulentas de automóveis, ocorridas no município de São Luiz (MA). Em dezembro de 2018, duas vítimas foram induzidas a erro, após negociação de venda de um veículo Corolla e realização de pagamento feito a um dos investigados. Uma das vítimas do golpe teve prejuízo de mais de R$ 39 mil, valor esse repassado para conta de pessoas “laranjas”.

Segundo levando, o suspeito detido em Cuiabá (Elzyo Jardel Xavier Pires, 35), possui passagens pela polícia em diferentes regiões: Acre, Pernambuco e Paraíba.

Após cumprimentos dos pedidos de prisões preventivas, os três foram recolhidos nas respectivas Comarcas, ficando à disposição da Justiça do Maranhão.

Também em apoio, na cidade de Cáceres (225 km a Oeste de Cuiabá), os policiais civis da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Cáceres, cumpriram mandados de busca e apreensão domiciliar na residência de familiares da suspeita Gabriella, a qual já residiu certo tempo no local. Bem como foram tomados depoimentos de outras possíveis pessoas envolvidas no caso.

Veja Também  Homem é esfaqueado durante jogo de cartas em bar de Cuiabá

As diligências investigativas continuam com objetivo de identificar e prender outros participantes do crime.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana