conecte-se conosco


Cuiabá

Prefeito determina que secretário faça devolução de pagamento

Publicado

Gustavo Duarte

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, determinou que o secretário de Mobilidade Urbana, Antenor Figueiredo, faça a devolução imediatamente dos valores recebidos em apenas uma parcela dos acertos de verbas retroativos que vinham sendo discutidos desde 2003.

Ao tomar conhecimento da situação, o prefeito determinou a devolução imediata do pagamento feito em apenas uma parcela. A partir dessa devolução, o secretário irá receber o valor de direito, mas de forma parcelada a partir do próximo mês.

“Na minha gestão, todos os servidores da Prefeitura de Cuiabá são iguais. Se o pagamento de um direito adquirido é feito de forma parcelada para todos os funcionários, um secretário, mesmo sendo servidor efetivo, tem que receber o mesmo tratamento de qualquer outro servidor. Por isso, determinei ao secretário de Mobilidade Urbana a devolução imediata do pagamento”, afirmou.

Conforme divulgado na imprensa nesta semana, o secretário Antenor Figueiredo recebeu subsídio de R$ 142,3 mil no mês de março, com dois pagamentos, sendo um de R$ 106,9 mi, e outro de R$ 35,3 mil. A Secretaria de Gestão explicou que o montante é referente ao pagamento do salário, 13° salário (o secretário faz aniversário no mês de março), além do valor de direito adquirido pelo gestor, que é auditor fiscal de carreira desde 1983. Porém, o pagamento deveria ser feito de forma parcelada.

Com a determinação do prefeito, o secretário terá que devolver imediatamente, somente o valor do direito adquirido de acertos de verbas

Veja Também  Entrega de 40 leitos de UTI no HMC ajuda a desafogar demanda de MT

HISTÓRICO

Desde 2018, a administração tem regularizado a vida funcional dos servidores, dando andamento a processos suspensos e/ou interrompidos por questões administrativas, e garantindo o pagamento de direitos já reconhecidos. Centenas de servidores já foram beneficiados pela ação, que conta com o trabalho de um setor específico e hoje pode ser feita eletronicamente, dando celeridade aos pagamentos.

Os pagamentos são feitos por meio de parcelamento ou em parcela única, a depender de seus valores. Neste caso, contudo, uma falha no trâmite da Secretaria de Gestão resultou na liquidação em apenas uma vez. “É importante destacar que os procedimentos passam pela Procuradoria Geral do Município (PGM) e Controladoria Geral, que reconhecem o direito de recebimento dos servidores”, explicou a secretária de Gestão, Ozenira Félix.

O objeto do pagamento para o secretário corresponde a acertos de verbas retroativas de direitos que vinham sendo discutidos desde 2003. Este número, portanto, decorre de quase 15 anos retroativos, somados ao seu salário atual e ao 13° salário.

Fonte: Prefeitura de Cuiabá
Comentários Facebook

Cuiabá

Entrega de 40 leitos de UTI no HMC ajuda a desafogar demanda de MT

Publicado

Luiz Alves

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, entregou nesta terça-feira (16), 40 leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) da 4ª etapa do Hospital Municipal de Cuiabá (HMC).

De acordo com o prefeito, a entrega vai ajudar a desafogar um dos maiores gargalos do Sistema Único de Saúde (SUS), que é o número reduzido de UTIs no Estado.

Pinheiro não escondeu a satisfação em iniciar mais uma etapa de funcionamento do hospital e fez um breve histórico da abertura da unidade.

“Inauguramos o hospital em 28 de dezembro de 2018, de acordo com o que ficou estipulado dentro do Programa Chave de Ouro, que destinou R$ 100 milhões para a conclusão das obras e para equipar a unidade. Em 25 de fevereiro entregamos a parte ambulatorial do hospital, que atualmente atende cerca de mil pacientes por mês dentro de várias especialidades. Em 22 de abril, entregamos 90 leitos de enfermaria clínica, a farmácia satélite, o laboratório de análises clínicas e parte do parque de imagens. E em 31 de maio abrimos mais 90 leitos de enfermarias clínicas, entre adultas e pediátricas e finalizamos o parque tecnológico de imagens, onde hoje funcionam os serviços de ultrassonografia, endoscopia, colonoscopia e radiografia. E hoje estamos entregando 40 leitos de UTI, modernos e com equipamentos de ponta. Ainda nesta terça-feira 7 pacientes serão os primeiros a ocuparem as UTIs aqui no HMC”, revelou o prefeito.

Emanuel agradeceu às bancadas federal e estadual pelo apoio que tem dado à sua gestão, principalmente no que tange à saúde pública. “A nossa bancada federal tem sido o esteio da saúde pública de Mato Grosso. Nossos deputados federais foram fundamentais para obter os recursos e os encaminhamentos necessários para a abertura do HMC. A bancada estadual também está ao lado da população cuiabana, ao lado das 500 mil pessoas que dependem do SUS”, disse o prefeito. Ele finalizou os agradecimentos citando os vereadores da base, que são comprometidos com a população e que têm dado sustentação à saúde pública do município que notoriamente vem padecendo há décadas.

Veja Também  Gabarito preliminar do Seletivo do HMC já está disponível aos candidatos

O vereador Ricardo Saad elogiou a abertura dos novos leitos do HMC. “Acredito que esses 40 leitos de UTI sejam suficientes para atender a população de todo o estado, porque no mínimo 50% dos pacientes daqui serão pessoas de fora de Cuiabá. Quem é médico sabe da dificuldade que é montar uma equipe em um hospital, pois temos deficiência de profissionais da saúde. Parabenizo o prefeito Emanuel Pinheiro pela empolgação em abrir esse hospital, pois quem ganha com isso é a população”, disse Saad.

O coordenador da bancada federal, deputado Neri Geller falou que é uma honra liderar uma bancada tão coesa e objetiva, que está empenhada em resolver os problemas de Mato Grosso. “Essa obra foi viabilizada por influência da bancada federal e você, prefeito, está administrando com muita competência. Temos o compromisso de ajudar e aproveito para dizer que conseguimos a liberação de R$ 59,8 milhões de reais da emenda. Estes recursos virão para o tesouro do estado para que sejam repassados para os hospitais regionais. Muitas coisas boas ainda vão acontecer em Mato Grosso, a exemplo do HMC”, finalizou Geller.

Veja Também  Prefeitura em parceria com a AMA fortalece educação especial com construção de Centro de Apoio ao Autista

Quando o Hospital Municipal de Cuiabá estiver funcionando com sua capacidade total, terá 315 leitos ao todo, sendo 178 de adultos, 20 leitos no Centro de Tratamento de Queimados – CTQ, 60 de UTI, 38 de Emergência, 6 salas de cirurgia e 13 leitos RPA (recuperação pós anestesia), além do moderno centro de imagens e o heliponto.

Também participaram da entrega da 4ª etapa, o deputado federal Carlos Bezerra, o presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho, os deputados estaduais Dr Gimenez, Paulo Araújo e Dr. João, e os vereadores Misael Galvão (Presidente da Câmara), Toninho de Souza, Marcrean Santos, Ricardo Saad, Luis Claudio, Adevair Cabral, Orivaldo da Farmácia, Adilson Levante, Clebinho Borges, Dr Xavier, Sargento Joelson.

Fonte: Prefeitura de Cuiabá
Comentários Facebook
Continue lendo

Cuiabá

Vice-prefeito fortalece o compromisso da gestão com os interesses do Centro Histórico

Publicado

Assessoria

O vice-prefeito Niuan Ribeiro reiterou o compromisso da Prefeitura de Cuiabá com os interesses dos comerciantes do Centro Histórico, durante uma audiência pública realizada pela Câmara Municipal, na última segunda-feira (15), na Praça Caetano de Albuquerque. Durante o debate, que contou com a participação de vários lojistas, vendedores ambulantes locais, além de membros da sociedade civil organizada e entidades do setor, o gestor pontuou a necessidade de tomar medidas efetivas que fortaleçam a economia da região, à medida que promova o vigor sócio cultural do espaço, que tem se perdido ao longo das décadas.

“Temos a consciência de que é fundamental estar ao lado do povo, ouvindo seus anseios e planejando medidas estratégicas que o valorizem. E gestão pública se faz com o apoio da sociedade civil organizada e de demais entidades, como a própria Câmara Municipal, e é por isso que audiências como essa são fundamentais. São em ocasiões dessa natureza que conseguimos elencar as dificuldades existentes entre os diversos setores sociais. E em se tratando do Centro Histórico, ele é a nossa prioridade e precisamos garantir sua permanência, trazendo vida e um novo vigor à região, com medidas reais que promovam o repovoamento do espaço. Além das inúmeras revitalizações já feitas nas praças centrais, por meio desse franco diálogo daremos o encaminhamento em posturas que garantam a seguridade do trabalho dos comerciantes e ambulantes, seguindo todos os trâmites legais, conforme solucionamos – de uma vez – esse antigo problema sócio cultural”, revelou Niuan Ribeiro, que esteve representando o prefeito Emanuel Pinheiro na ocasião.

Para o presidente da Câmara Municipal de Cuiabá, Misael Galvão, a audiência teve por objetivo dimensionar os reflexos sentidos pelos comerciantes e vendedores ambulantes quanto às dificuldades enfrentadas no centro, como seu esvaziamento após às 18h. Salientando o papel dos representantes sociais, ele ponderou sobre a importância de atuar nas ruas, elencando perguntas e buscando respostas junto ao poder público. “O trabalho feito nos gabinetes precisa ser deliberativo, com o foco das nossas atividades sendo genuinamente aqui, em praças e bairros, levantando as carências e adversidades sentidas pela população. E nesta noite estamos diante de uma circunstância que precisa da união de todos os setores. Apenas dessa forma é que conseguiremos propor medidas eficazes que fortaleçam o comércio na região, valorizando também os contribuintes, que são a força motriz que mantém o Centro Histórico vivo e pulsante”, pontuou.

Veja Também  SUGESTÃO DE PAUTA – 4ª etapa do HMC será entregue nesta terça-feira (16)

E para contribuir para os diálogos e tomada de decisões, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) esteve presente, sinalizando a favor de uma mutualidade entre todas as partes, na busca por soluções que valorizem a região central, sem descaracterizar seu aspecto nostálgico e clássico. Segundo a superintendente do órgão, Amélia Hirata, “precisamos encontrar um equilíbrio entre todos os interesse e anseios. Sabemos que muitas vezes vamos divergir em nossos posicionamentos e é por isso que temos que estabelecer uma relação construtiva, onde um ponto de contato possa ser encontrado. Nosso objetivo é certificar que o Centro Histórico tenha sua essência preservada e resguardada, pensando também em alternativas cabíveis que conservem a trajetória de trabalho de todos aqui presentes”, salientou.

E manter sua jornada como vendedora ambulante é uma das grandes preocupações da Cida Aparecida Ribeiro de Oliveira, popularmente conhecida na região como Cida do Camelô. Para ela, existe uma apreensão quanto ao uso do centro, após às 18h, quando o espaço começa a ser tomado por pessoas com comportamentos preocupantes e perigosos. “Temos um beco em um dos calçadões que chega a ser assustador, depois do horário comercial. E por isso precisamos de mudanças que possam impedir esse tipo de coisa, trazendo vida para o local, e oferecendo tranquilidade para todos circularem por aqui. Eu trabalho nessa área há muitos anos e meu sustento vem daqui. Quero continuar fazendo isso, e o apoio da Prefeitura e das outras entidades é o que vai garantir nossa dignidade”, concluiu.

Veja Também  Respeito e companheirismo foram reforçados durante o curso de noivos

Também estiveram presentes na audiência o secretário Municipal de Cultura, Esporte e Turismo, Francisco Vuolo; o secretário-adjunto de Cultura, Justino Astrevo; o promotor Gerson Barbosa, da 17ª Promotoria de Justiça de Defesa Ambiental, da Ordem Urbanística e do Patrimônio Cultural de Cuiabá; a Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL); a Associação Comercial de Cuiabá; a Polícia Militar; a Associação dos Comerciantes de Comida de Rua (ACCR), além de vereadores por Cuiabá.

Fonte: Prefeitura de Cuiabá
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana